Abrir menu principal

General Carneiro (Paraná)

Município do estado do Paraná
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja General Carneiro.
General Carneiro
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico general carneirense
Localização
Localização de General Carneiro no Paraná
Localização de General Carneiro no Paraná
General Carneiro está localizado em: Brasil
General Carneiro
Localização de General Carneiro no Brasil
Mapa de General Carneiro
Coordenadas 26° 25' 40" S 51° 18' 57" O
País Brasil
Unidade federativa Paraná
Municípios limítrofes Bituruna, Palmas, Porto Vitória e Caçador (Santa Catarina)
Distância até a capital 280 km
História
Fundação 3 de dezembro de 1962 (57 anos)
Aniversário 19 de novembro
Administração
Prefeito(a) Luis Otavio Geller Saraiva (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 1 070,252 km²
População total (Censo IBGE/2010[2]) 13 667 hab.
Densidade 12,77 hab./km²
Clima Subtropical (Cfb)
Altitude 983 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,711 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 169 671,997 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 11 192,82

General Carneiro é um município brasileiro localizado no extremo sul do estado do Paraná. Localiza-se a uma latitude 26º25'39" sul e a uma longitude 51º18'56" oeste, estando a uma altitude de 983 metros. De acordo com o censo realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 13.667 habitantes.

Aspectos geraisEditar

O município de General Carneiro pertence a Associação dos Municípios do sul do Paraná (AMSULPAR), junto com as cidades de Antônio Olinto, Bituruna, Cruz Machado, Mallet, Paula Freitas, Paulo Frontin, Porto Vitória e União da Vitória. Os centros urbanos mais próximos são União da Vitória a 52 km, Porto Vitória a 47 km, Bituruna a 66 km, Palmas a 100 km, Caçador a 106 km e Curitiba a 274 km, estando localizada geograficamente na região sul do Paraná, ocupando a extrema extensão austral do terceiro planalto paranaense, fazendo parte da décima quinta micro região fisiográfica da qual o Estado está dividido. Tem as coordenadas geográficas seguintes: Latitude 26° 10' S e longitude 51° 10 W-GR, segundo dados retirados do plano diretor do município. Com um relevo bem acidentado de característica ondulada para montanhosa como em aproximadamente 80% do município, a área serve apenas para o cultivo de pinus.

Aspectos fisiográficosEditar

Conforme dados do plano diretor que foram concluídos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) e publicados no diário oficial de 26 de agosto de 1997, General Carneiro está inserido no extremo Sul do Estado do Paraná e tem uma das altitudes maiores da região, isso acaba influenciando nos aspectos físicos do município de maneira bem interativa, tanto no clima, como na vegetação e hidrografia.

Segundo a classificação de Vlademir Koeppen e usada como referência do plano diretor municipal de General Carneiro o tipo climático do município é Cfb-Subtropical úmido Mesotérmico, de verão fresco e inverno com ocorrência de geadas severas e frequentes (Plano diretor municipal, 2000 p. 3). A temperatura nos períodos mais quentes ficam numa média de 22 °C e nos períodos mais frios e normalmente inferior a 18 °C.

De uma maneira geral os solos do município são bons, profundos e com acidez acentuada e média fertilidade, de difícil mecanização devida a uma topografia típica do início do terceiro Planalto Paranaense que se caracteriza por seu aspecto acidentado geomorfologicamente falando os solos estão dispostos da seguinte maneira: a geomorfologia do município apresenta associação de solos Litólicos entróficos com relevo montanhoso + Brunizem avermelhado, raso, relovo forte ondulado, textura argilosa + terra rocha estrutura entrófica, textura argilosa e relevo ondulado(Ra9). Solos Litólicos entróficos, relevo forte ondulado e montanhoso + terra rocha estrutura entrófica, textura argilosa com relevo, relevo ondulado(Ra). Associação de cambissolo, álico + terra Bruna estrura álica, relevo ondulado e textura argilosa(Ca22). Cambissolo álico + solos litólicos álicos, textura argilosa relevo ondulado(Ca32). Terra Roxa estrutura distrófica assolos litólicos distróficos predominando texturas argilosa fase pedregosa e relevo forte ondulado e montanhoso(Trds). Terra Bruna estrutura álica, textura argilosa e relevo ondulado(Também). Latossolo Roxo Álido, textura argilosa relevo ondulado(Lraa). Solos orgânicos(La).(GENERAL CARNEIRO, PLANO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO URBANO, 2000 p. 6)

A cidade tem dois rios principais que fazem parte da Bacia do Médio Iguaçu, são eles o Rio Jangada e o Rio Iratim. O rio Jangada tem quase 100 km de extensão e seus principais afluentes o rio Faria, são Manoel e o Pouso Bonito/Tourino, este último está quase que totalmente no perímetro urbano. O Rio Iratim com 57 km tem como principais afluentes o Rio Lajeado Grande e o Rio Goiabeira.

Tem uma precipitação no trimestre mais chuvoso de aproximadamente 173.9 mm e no período em que há menos chuva de 102.7 mm trimestral. A média anual pode chegar a 1.700 mm.

A altitude média da sede gira em torno de 981 m podendo chegar a quase 1.300 m na localidade do Iratim, o que favorece na vegetação predominantemente de Araucária na sua formação original, porem hoje com exceção de poucos locais conservados, o restante se dá com a existência de arvores exóticas como o pinus. Também apresenta áreas de capoeira no perímetro urbano.

Aspectos geológicos da regiãoEditar

O município de General Carneiro situa-se geomorfologicamente no Terceiro Planalto Paranaense (MAACK, 1968, p. 313), este representa o plano de declive que forma a encosta da escarpa da Serra Geral do Paraná, sendo denominada Serra da Boa Esperança, ou escarpa mesozoica. Esta escarpa é constituída de estratos do Arenito são Bento ou arenitos Botucatu, com espessos derrames de lavas basálticas muito compactas do trapp do Paraná que na testa da escarpa apenas evidenciam espessuras de 50 a 200 m, atingindo entretanto mais para Oeste, 1.100 m a 1,750 m .

HistóriaEditar

As origens históricas do município de General Carneiro estão ligadas à descoberta dos Campos de Palmas. Os poloneses e ucranianos provocaram grande desenvolvimento na região. João Humhevicz, Thomas Gaiovicz, Simão Gaiovicz,Simão Nicolen, Onofre Gaiovicz e José Dralrtk, com suas respectivas famílias, foram pioneiros que deixaram seus nomes gravados na história regional.

Pelo Decreto n.º 281, do dia 13 de agosto de 1901, foi criado o Distrito Policial na Colônia General Carneiro. O nome da colônia foi uma homenagem prestada ao general Antônio Ernesto Gomes Carneiro, morto no “front” de batalha, a 10 de fevereiro de 1894, na condição de comandante das forças legais, sitiadas na cidade da Lapa (de 15 de janeiro a 11 de fevereiro de 1894), Estado do Paraná, durante a Revolução Federalista.

A Lei Estadual n.º 2.466, do dia 2 de abril de 1927, transferiu a sede do Distrito de General Carneiro para o lugar denominado “Iratim”. Floresceu dessa forma o Distrito de Iratim. Em 1958 foi criado o Distrito de São José de Palmas, com sede na localidade de Passo da Galinha. Este povoado teve um crescimento acentuado. Em 25 de janeiro de 1961, pela Lei n.º 4.339, São José de Palmas foi elevado à categoria de município, porém com a denominação alterada para General Carneiro, desmembrando-se do território do município de Palmas.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

BibliografiaEditar

  • ALEXANDRE, Odinei Alves & SANTOS, Valdenir dos: "Pesquisa acadêmica- Prática em Geologia", FAFI, União da Vitória, 2005.
  • ALEXANDRE, Odinei alves- "TFES - O crescimento urbano na área de proteção ambiental do rio Torino em 2008", FAFI, União da Vitória, 2008.
  • FERREIRA, J. C. V., Municípios do Paraná – Curitiba: Secretaria do Estado da Cultura, 2006.
  • Plano De Uso E Ocupação Do Solo - Município De General Carneiro. Curitiba: Paranacidade, 1999.

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.