Abrir menu principal
Geografia de Madagáscar
Mapa de Madagáscar
Continente África
Região África Oriental
Área
Posição 44.º maior
Fronteiras
Total Não tem fronteiras
Países vizinhos Nenhum
Altitudes extremas
Ponto mais alto 2.876 m [Maromokotro]
Ponto mais baixo 0 m [Oceano Índico]

A Geografia de Madagascar compreende a Ilha do mesmo nome e algumas ilhas próximas. Está situado ao largo da costa de Moçambique, da qual está separado pelo Canal de Moçambique. Os vizinhos mais próximos de Madagáscar são a possessão francesa de Mayotte, a noroeste, a possessão francesa da Reunião, a leste, e as suas dependências Ilhas Gloriosas (noroeste), Ilha de João da Nova (oeste), Bassas da Índia e Ilha Europa (sudoeste) e Tromelin (leste), as Comores a noroeste e as Seychelles a norte.[1]

Geograficamente, é possível dividir Madagascar em três zonas paralelas longitudinais no sentido norte-sul: o planalto central, a estreita faixa litorânea do leste e a zona de mesetas e planícies do oeste. O planalto central, que se localiza numa altitude que varia de 800 e 1.400 metros acima do nível do mar, é responsável pela cobertura de mais 60% da área do país. É considerada uma elevação íngreme desde a faixa litorânea do leste e faz a descida suave acima da amplitude das planícies localizadas a oeste. O ponto mais alto é o pico Maromokotro, com 2 876 metros de altitude, no maciço Tsaratanana.[1]

Devido à localização geográfica da maior parte da ilha ao norte do Trópico de Capricórnio, o clima de Madagascar é tropical. O clima tropical ocorre nas costas noroeste e leste, mas a altitude proporciona mais amenidade ao clima que ocorre no planalto central. O clima no sul é de aridez extrema e na costa oeste, de calor e umidade. Os ciclones vindos do Oceano Índico são causadores de clima chuvoso e de inundações diárias. Os rios que correm na vertente leste são curtos e torrenciais (Mandrare e Mananara), enquanto os que correm na vertente do oeste têm mais comprimento e volume (Onilahy e Mangoky).[1]

A vegetação predominante de Madagascar é de savana, porque o homem destruiu parcialmente as matas originais. A fauna dos escassos remanescentes florestais é preciosamente singular: Madagascar e as ilhas Comores são os únicos pontos da Terra onde há sobrevivência de lêmures, pequenos e belos animais que pertencem à ordem dos primatas. Ainda são existentes em Madagascar mais de quarenta espécies de primatas.[1]

Pontos extremosEditar


  Madagáscar
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Arquitetura • Turismo • Portal • Imagens

Referências

  1. a b c d «Madagascar: géographie physique» (em francês). Encyclopédie Larousse. Consultado em 26 de junho de 2014