Abrir menu principal
Georg von Küchler
Nascimento 30 de maio de 1881
Hanau, Império Alemão
Morte 25 de maio de 1968
Garmisch-Partenkirchen, Alemanha Ocidental
Nacionalidade alemão
Serviço militar
Lealdade  Império Alemão
 República de Weimar
 Alemanha Nazista
Anos de serviço 1900-1944
Patente Generalfeldmarschall
Unidades 1ª Divisão de Infantaria, 3º Exército, 18º Exército, Grupo de Exércitos Norte
Comando 18º Exército
Conflitos Segunda Guerra Mundial
Condecorações Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro, com Folhas de Carvalho

Georg Wilhelm Friedrich Karl von Küchler (30 de maio de 1881 - 25 de maio de 1968) foi um marechal-de-campo do exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial, nascido em Philippsruhe castelo perto de Hanau.

No início da Segunda Guerra Mundial, Küchler recebe o comando do 3º Exército, conquista Graudenz e rapidamente ultrapassa os rios Bug e Narew tomando parte no cerco a Varsóvia. Em 30 de setembro é condecorado com a cruz de ferro. No inverno, Küchler se recusa a ordenar que seus soldados persigam os judeus e os civis polacos. Isso levou a sua demissão do comando e foi transferido como comandante do 18º Exécito.

Küchler comandou o 18º Exército em 1940 durante a invasão dos Países Baixos, foi capaz de derrotar o exército holandês e continuou com a Bélgica. O exército de Küchler derrotou os belgas, teve a Antuérpia e depois foi transferido para França. O 18º Exército terminou esta fase da guerra em Pas de Calais no cerco Dunquerque. Com o seu papel nesta campanha, ele ganhou a patente de coronel-geral.

Küchler se tornou comandante do Grupo norte do Exército após o Marechal Wilhelm Ritter von Leeb ser demitido de seu comando. Von Küchler, ao contrário de seu antecessor Leeb, era visto como estando politicamente nos conformes e quem gostou dele foi Adolf Hitler, que esperava que von Küchler teria sucesso onde Leeb tinha falhado.

Küchler comandou o Grupo de Exércitos Norte de dezembro de 1941 a Janeiro de 1944, mas foi incapaz de alcançar qualquer vitória em Leningrado. Ele manteve o cerco de Leninegrado, lançou bombardeamentos maciços em uma tentativa de intimidar os soviéticos e forçar o Exército Vermelho a rendição. Em janeiro de 1944 as tropas soviéticas foram capazes de quebrar o bloqueio de Leningrado, e Küchler foi demitido quando ele exigiu a retirada do Exército necessário para salvar Grupo Norte.

No final da II Guerra Mundial Küchler foi detido pelas autoridades da ocupação americana e julgado por um tribunal militar em 1948, no Alto Comando Trial. Küchler foi condenado a vinte anos de prisão por crimes contra a humanidade, mas cumpriu apenas oito anos, sendo libertado antes, em 1953, devido a doenças e a velhice. Ele faleceu em Garmisch-Partenkirchen, em 1968.

ComandosEditar

Precedido por
-
Comandante do 1ª Divisão de Infantaria
1 de Outubro de 1934 - 1 de Abril de 1935
Sucedido por
Gen.Lt. Walther Schroth
Precedido por
-
Comandante do 3º Exército
22 de Agosto de 1939 - 3 de Outubro de 1939
Sucedido por
-
Precedido por
-
Comandante do 18º Exército
4 de Novembro de 1939 - 16 de Janeiro de 1942
Sucedido por
Generaloberst Georg Lindemann
Precedido por
Generalfeldmarschall Wilhelm Ritter von Leeb
Comandante do Grupo de Exércitos Norte
16 de Janeiro de 1942 - 9 de Janeiro de 1944
Sucedido por
Generalfeldmarschall Walter Model

Ligações externasEditar