George Perle

compositor norte-americano

George Perle (Bayonne, 6 de maio de 1915Nova Iorque, 23 de janeiro de 2009) foi um compositor e teórico musical norte-americano. Em 1974, venceu o Prêmio Pulitzer de Música.[1][2][3][4][5]

George Perle
Nascimento 6 de maio de 1915
Bayonne
Morte 23 de janeiro de 2009 (93 anos)
Manhattan
Sepultamento Calverton National Cemetery
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação compositor, musicólogo, teórico musical, escritor, professor universitário
Prêmios
Empregador(a) Queens College, City University of New York, Universidade de Nova Iorque, Universidade da Califórnia em Davis
Obras destacadas Wind Quintet No. 4
Página oficial
http://www.georgeperle.net/

Carreira

editar

Como compositor, sua música era em grande parte atonal, usando métodos semelhantes à técnica dodecafônica da Segunda Escola Vienense. Esse estilo serialista, e a atonalidade em geral, foi tema de grande parte de seus escritos teóricos. Seu livro de 1962, Serial Composition and Atonality: An Introduction to the Music of Schoenberg, Berg, and Webern continua sendo um texto padrão para a teoria musical clássica do século XX. Entre os prêmios de Perle estava o Prêmio Pulitzer de Música de 1986 por seu Wind Quintet No. 4.[6]

Richard Swift diferencia entre a música modal 'livre' ou 'intuitiva' de Perle, centrada no tom e dodecafônica.[7] Ele lista as composições centradas no tom de Perle:

  • Sonata para Viola Solo (1942)
  • Três Sonatas para Clarinete Solo (1943)
  • Melodias hebraicas para violoncelo solo (1945)
  • Sonata para violoncelo solo (1947)
  • Quinteto para Cordas (1958)
  • Sonata I para Violino Solo (1959)
  • Quinteto de Vento I (1959)
  • Quinteto de Vento II (1960)
  • Monody I para Flauta (1962)
  • Monody II para Contrabaixo (1962)
  • Três invenções para fagote (1962)
  • Sonata II para Piano Solo (1963)
  • Solo Partita para violino e viola (1965)
  • Quinteto de Vento III (1967)

Publicações selecionadas

editar
  • Perle, George (1962, reprint 1991). Serial Composition and Atonality: An Introduction to the Music of Schoenberg, Berg, and Webern. University of California Press.
  • Perle, George (1992) [1978]. Twelve-Tone Tonality. [S.l.]: University of California Press 
  • Perle, George (1980). The Operas of Alban Berg. Vol. 1: Wozzeck. California: University of California Press.
  • Perle, George (1984). "Scriabin's Self-Analysis", Musical Analysis III/2 (July).
  • Perle, George (1985). The Operas of Alban Berg. Vol. 2: Lulu. California: University of California Press.
  • Perle, George (1990). The Listening Composer. California: University of California Press.
  • Perle, George (1992). "Symmetry, the Twelve-Tone Scale, and Tonality", Contemporary Music Review 6 (2), pp. 81–96.

Referências

  1. Lansky, Paul (2 de julho de 2009). «Perle, George». grove. Oxford Music Online 
  2. Perle, George (2007). «Biography». georgeperle.net. Consultado em 11 de maio de 2012 
  3. Find a Grave, memorial page for George Perle (1915–2009). Find a Grave Memorial #72,375,644. Calverton National Cemetery, Calverton, Suffolk County, New York, USA.
  4. Kozinn, Allan (24 de janeiro de 2009). «George Perle, a Composer and Theorist, Dies at 93». New York Times. Consultado em 8 de dezembro de 2017 
  5. Chase, Gilbert (1992). America's Music: From the Pilgrims to the Present, p. 587. University of Illinois Press
  6. «Perle, George». Grove Music Online (em inglês). doi:10.1093/gmo/9781561592630.article.21345. Consultado em 7 de maio de 2022 
  7. Swift, Richard (1982). «A Tonal Analog: The Tone-Centered Music of George Perle». Perspectives of New Music (1/2): 257–284. ISSN 0031-6016. doi:10.2307/832876. Consultado em 7 de maio de 2022 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.