George Russell (automobilista)

automobilista britânico
(Redirecionado de George Russell (piloto))

George William Russell (King's Lynn, 15 de fevereiro de 1998) é um automobilista britânico. Russell começou no kart em 2006 e em 2014 estreou em corridas de monoposto. Ainda em 2014 venceu o Campeonato Britânico de Fórmula 4. Posteriormente também foi campeão da temporada de 2017 da GP3 e da temporada de 2018 da Fórmula 2 tendo conquistado ambos os títulos pela equipe ART Grand Prix. Além disso, atuou em outras categorias de base, bem como a Fórmula Renault 2.0 Alpes, a Eurocopa de Fórmula Renault, Fórmula 3 Europeia, entre outras. No início de 2017, Russell ingressou no programa de jovens pilotos da equipe Mercedes na Fórmula 1. Em outubro de 2018, anunciou ter assinado um contrato para pilotar pela equipe Williams a partir da temporada de 2019.

George Russell
Russell em 2019
Informações pessoais
Nome completo George William Russell
Nacionalidade britânico
Nascimento 15 de fevereiro de 1998 (23 anos)
King's Lynn, Norfolk
Altura 1.85 m
Registros na Fórmula 1
Temporadas 2019–presente
Equipes
Número do carro 63
GPs disputados 47 (46 largadas)
Títulos 0
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 3
Pole positions 0
Primeiro GP GP da Austrália de 2019
Último GP GP da Grã-Bretanha de 2021
Registros na FIA Fórmula 2
Temporadas 2018
Equipes ART Grand Prix
Corridas 24
Títulos 1
Vitórias 7
Pódios 11
Pontos 287
Pole positions 5
Primeira corrida Barém 2018
Primeira vitória Bacu 2018
Última vitória Yas Marina 2018
Última corrida Yas Marina 2018
Títulos

Carreira em categorias de baseEditar

CartismoEditar

Russell começou no kart em 2006 e progrediu para a classe de cadetes em 2009, tornando-se campeão da MSA British e campeão do British Open. Em 2010 mudou-se para a categoria Rotax Mini Max, onde se tornou o campeão britânico Super One, campeão britânico de Formula Kart Stars e também ganhou o Grande Prêmio da Inglaterra de Kartmasters.[1] Russell graduou-se na classe KF3 em 2011, ganhando o título SKUSA Supernationals e se tornando campeão europeu CIK-FIA, um título que defendeu com sucesso em 2012.[2] No seu último ano de karting em 2013, Russell terminou em 19º no Campeonato do Mundo KF1 CIK-FIA.[1]

Fórmula Renault 2.0 AlpesEditar

Em 2014, Russell fez sua estreia em corridas de monoposto, competindo no campeonato de Fórmula Renault 2.0 Alpes. Ele assinou originalmente para correr pela Prema Powerteam,[3] antes de fazer uma mudança de última hora para Koiranen GP.[4] Apesar de ter perdido uma rodada por doença, ele terminou em quarto lugar no campeonato, conquistando um único pódio no Red Bull Ring.[5]

Russell também disputou duas rodadas da Eurocopa de Fórmula Renault 2.0. Ele participou da rodada de Moscou com Koiranen GP antes de mudar para a Tech 1 Racing para a rodada final da temporada em Jerez. Correndo como convidado, ele venceu a última corrida da temporada após largar da pole position.[6]

Fórmula 4Editar

Em 2014, Russell também competiu no BRDC Formula 4 Championship com o equipe campeã Lanan Racing.[7] Ele entrou na corrida final da temporada em Snetterton em uma batalha pelo título de quatro vias com o companheiro de equipe Arjun Maini e a dupla HHC Motorsport de Sennan Fielding e Raoul Hyman. Depois de largar da pole position, Russell venceu a corrida, a quinta da temporada, para garantir o título por apenas três pontos de Maini.[8]

Como prêmio por vencer o campeonato BRDC de Fórmula 4, Russell testou um carro de GP3 com a Arden Motorsport no Circuito de Yas Marina em Abu Dhabi.[9] Em dezembro de 2014, Russell tornou-se o mais jovem vencedor do prestigioso prêmio McLaren Autosport BRDC, batendo os outros finalistas Alexander Albon, Ben Barnicoat, Sennan Fielding, Seb Morris e Harrison Scott para ganhar um prêmio em dinheiro de £ 100.000, filiação ao British Racing Drivers' Club e um teste de Fórmula 1 com a McLaren.[10]

Em fevereiro de 2015, Russell foi anunciado como um dos doze pilotos selecionados para ingressar no programa SuperStars do British Racing Drivers 'Club, o mais jovem recruta de todos os tempos.[11]

Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIAEditar

Russell escalonou para a Fórmula 3 em 2015, competindo no Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIA com a Carlin.[12] Ele conquistou sua primeira vitória na corrida de abertura da temporada em Silverstone, terminando à frente do também estreante Charles Leclerc e Antonio Giovinazzi na segunda corrida do fim de semana.[13] Ele conseguiu mais dois lugares no pódio em Spa-Francorchamps e em Norisring para terminar em sexto no campeonato.[14] Ele também terminou como vice-campeão atrás de Leclerc na classificação do campeonato de estreantes.[15]

Em setembro de 2015, Russell participou do evento extra-campeonato Masters of Formula 3 realizado em Zandvoort. Depois de terminar em quarto na corrida de qualificação,[16] ele terminou em segundo atrás do companheiro de equipe Antonio Giovinazzi na corrida principal.[17] Russell também estava escalado para competir no Grande Prémio de Macau com a Carlin, porém, pouco antes do evento, foi substituído pelo piloto Yu Kanamaru do Campeonato Japonês Euroformula Open.[18]

Russell mudou para o Hitech GP[19] para a temporada de 2016, marcou duas vitórias e terminou em terceiro na classificação.[20]

GP3 SeriesEditar

 
Russell em Spa durante a temporada da GP3 Series de 2017.

Russell assinou com o ART Grand Prix para a temporada 2017 da GP3 Series.[21] Ele já havia dirigido pela equipe no teste de pós-temporada em Yas Marina em novembro de 2016.[22]

O britânico fez um sólido início de temporada no Circuito de Barcelona-Catalunha, ​​onde terminou o fim de semana de rodada dupla com 4.ª e 5.ª colocações.[23][24] A próxima corrida no Red Bull Ring viu-o conquistar a sua primeira pole position e vitória na GP3 Series.[25][26][27] Em sua “corrida em casa”, em Silverstone, o britânico marcou novamente a pole position posteriormente convertendo esta em mais uma vitória na primeira corrida do fim-de-semana e obtendo a 4ª posição na segunda corrida, assumindo assim a liderança do campeonato.[28][29]

Seguiu-se um desempenho dominante em Spa-Francorchamps, que viu Russell construir a sua vantagem de liderança no campeonato, após obter uma vitória e uma 2.ª posição nas duas corridas, ao lado da pole position e da volta mais rápida em ambas as corridas.[30][31] A próxima rodada foi realizada em Monza onde a primeira corrida da GP3 foi adiada para a manhã de domingo e a segunda foi cancelada devido aos atrasos durante a qualificação de Fórmula 1 causados por más condições meteorológicas.[32] Russell venceu uma batalha com seus companheiros de equipe do ART Grand Prix, Jack Aitken e Anthoine Hubert, para selar sua quarta vitória da temporada.[33][34]

O britânico conquistou quatro vitórias, três poles e mais cinco pódios que o colocaram em posição de conquistar o título em Jerez, com uma rodada completa do campeonato ainda pela frente em Yas Marina. Russell venceu o título da GP3 Series 2017 após obter a 4.ª posição na segunda corrida, dando-lhe uma liderança imbatível na classificação do campeonato.[35][36]

Fórmula 2Editar

 
Russell no pódio após vencer a corrida em Spielberg pelo Campeonato de Fórmula 2 de 2018.

Em janeiro de 2018, Russell foi confirmado como piloto do ART Grand Prix para o Campeonato de Fórmula 2 do mesmo ano,[37] que veria o novo Dallara F2 2018 fazer sua estreia no calendário de 12 corridas em expansão.[38] Ele também foi confirmado como piloto reserva da Mercedes, dividindo as funções com Pascal Wehrlein no mês seguinte.[39]

Russell se classificou na segunda posição na estreia no Barém, terminando em 5.º na primeira rodada do campeonato.[40][41]

Na segunda rodada do campeonato, em Bacu, Russell conseguiu um 3.º no treino classificatório para o grid de largada, liderou a maior parte da corrida longa antes de um carro de segurança causar confusão na relargada, perdendo assim a primeira vitória na categoria. Ele terminou um minuto atrás do vencedor em um frustrado 12.º lugar.[42][43] Na corrida curta, Russell largou da 12.ª posição marcou a volta mais rápida, escalou o pelotão e venceu a prova.[44] O britânico conquistou sua segunda vitória da temporada em Barcelona, ​​após vencer em um duelo com Nyck de Vries, conquistando sua primeira vitória em uma corrida longa da temporada.[45] Ele seguiu com o 4.º lugar na corrida curta e subiu para o 2.º lugar na classificação do campeonato.[46]

Em Monte-Carlo, Russell teve uma falha de motor nos treinos livres que limitou severamente sua corrida. O piloto ficou em desvantagem, qualificando-se na 16.ª posição e terminando duas corridas fora dos pontos.[47] Porém, ele rebateu na França em Le Castellet, conquistando sua primeira pole position na Fórmula 2.[48] Ele liderou uma corrida desafiadora, com pisos molhado e seco durante a prova, e conquistou sua terceira vitória da temporada e do campeonato.[49][50] Mais tarde, ele consagrou-se campeão da Fórmula 2 ao conquistar sua sétima vitória do ano na corrida longa de Abu Dhabi, depois de uma grande luta com o também britânico Lando Norris. Russell largou da pole position precisando apenas do oitavo para assegurar o título.[51][52]

Carreira na Fórmula 1Editar

No início de 2017, Russell ingressou na Mercedes-AMG Petronas como parte de seu programa de jovens pilotos.[53] Foi anunciado que o piloto participaria dos testes em Budapeste nos dias 1 e 2 de agosto, no fim de samana seguinte ao Grande Prêmio da Hungria.[54] Em novembro do mesmo ano, foi anunciado que Russell faria sua estreia nos treinos livres de Fórmula 1 no Grande Prêmio do Brasil dirigindo na primeira sessão de treinos da Force India. Posteriormente, foi anunciado que ele também iria pilotar com eles na primeira sessão de treinos para o Grande Prêmio de Abu Dhabi.[55]

Russell foi anunciado como um dos Pilotos de Teste de Pneus da Pirelli para a Force India no teste pós-Grande Prêmio da Espanha em maio de 2018.[56] Ele completou 123 voltas para a equipe no teste, a primeira em um carro de Fórmula 1 com especificações de 2018.[57]

Williams (2019—presente)Editar

Temporada 2019Editar

Em 12 de outubro de 2018, foi anunciado que Russell havia assinado um contrato de vários anos para pilotar pela equipe Williams, sendo parceiro de Robert Kubica para a temporada de 2019.[58][59] A equipe sofreu durante a temporada, com o Williams FW42 sendo o carro mais lento do pelotão.[60][61] Como resultado, a competição de Russell durante as corridas costumava ser apenas seu companheiro de equipe.[62][63] Já durante o Grande Prêmio da Austrália, etapa de abertura da temporada, o piloto britânico afirmou que a “Williams descobriu falha fundamental” no carro daquele ano e que a solução do problema poderia levar meses.[64]

O primeiro abandono de sua carreira na Fórmula 1 veio em Singapura, quando ele foi atingido pelo carro de Romain Grosjean durante uma tentativa de ultrapassagem do piloto da Haas, jogando Russell em uma parede. Russell culpou Grosjean pelo acidente, porém, após investigação, os comissários consideraram que nenhum dos pilotos era “totalmente” culpado e nenhum deles foi punido.[65][66] Ele então abandonou novamente logo na corrida seguinte, realizada na Rússia, após sofrer um problema em um dispositivo de retenção de porca de um de suas rodas.[67][68] O caótico Grande Prêmio do Brasil proporcionou uma das poucas oportunidades da temporada de estreia de Russell de competir com outros carros, onde ele terminou em 13.º lugar, apenas 1,5 segundos atrás de uma posição de pontuação. Porém, o alemão Nico Hülkenberg, que havia completado a prova na 11.ª colocação, recebeu uma penalidade de 5 segundo por ultrapassar Kevin Magnussen enquanto o carro de segurança estava na pista, caindo de 11.º para o 15.º lugar a dando a Russell a 12.ª posição.[69][70]

Russell terminou a temporada em 20.º lugar no campeonato, sendo o único piloto a não pontuar.[71]

Temporada 2020Editar

Russell continuou guiando pela Williams em 2020, dessa vez tendo companheiro de escuderia o canadense Nicholas Latifi, vice-campeão da Fórmula 2 em 2019.[72] Ele abandonou a corrida de abertura na Áustria devido à perda de pressão do combustível.[73] No Grande Prêmio da Estíria, Russell começou a corrida em 11.º após um treino classificatório em pista molhada, batendo sua anterior melhor qualificação de 14.º. Entretanto, ele cometeu um erro já no início da prova: uma espada de pista o levou para cascalho e fez com que ele caísse no final do pelotão, acabando efetivamente com suas chances de pontuar. Russell terminou em 16.º com os dois pilotos da Williams lutando pelo ritmo de corrida.[74][75]

Russell abandonou o Grande Prêmio da Bélgica de 2020 depois que uma roda solta do carro de Antonio Giovinazzi, bateu nas barreiras externas, atingiu sua Williams.[76] No Grande Prêmio da Toscana, Russell largou em 18.º, mas chegou a correr entre posições de pontuação durante a maior parte da corrida auxiliado por uma taxa de abrasão maior do que o normal. Ele correu em nono lugar antes da segunda bandeira vermelha da prova, entretanto teve uma relargada ruim, caindo para 12.º e último. Apesar de ultrapassar Romain Grosjean, acabou por não conseguir avançar nas posições, terminando em 11.º.[77] No Grande Prêmio da Rússia, Russell se classificou em 14.º lugar, marcando sua sexta participação no Q2 da temporada.[78] Apesar disso, ele terminou a prova na última posição e posteriormente admitiu que cometeu “muitos erros” durante a corrida.[79][80] Russell figurava na zona de pontuação do Grande Prêmio da Emília-Romanha nas voltas finais da prova, contudo abandonou após cometer um erro e bater sozinho com o carro de segurança na pista.[81][82]

Substituição na Mercedes

Russell guiou pela Mercedes no Grande Prêmio de Sakhir, no Barém, substituindo o compatriota Lewis Hamilton que havia testado positivo para COVID-19.[83] Russell afirmou na coletiva de imprensa pré-evento que não sentia “nenhuma pressão”, mesmo com a expectativa do chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, de que o carro terminasse entre os cinco primeiros.[84][85] Russell classificou-se em segundo para o grid de largada da corrida, perdendo a pole position para o companheiro de equipe Valtteri Bottas por apenas 26 milissegundos.[86][87] Russell assumiu o controle desde o início da corrida e liderou a maior parte da prova, mas faltando 20 voltas para o fim, os mecânicos da equipe Mercedes colocaram os pneus dianteiros de Bottas no carro de Russell, fazendo com que ele tivesse que retornar aos boxes na volta seguinte para corrigir o erro. Ele então sofreu com um pnau furado dez voltas antes da chegada e foi forçado a ir para os boxes novamente. Russell terminou em nono lugar e ganhou seus primeiros três pontos no Campeonato Mundial, dois pontos para o nono e um para a volta mais rápida.[88][89]

Retorno para Williams

Russell voltou para a Williams a tempo de treinar no Grande Prêmio de Abu Dhabi. Após o treino de sexta-feira, Russell disse que retornar à Williams para esta prova foi uma “sensação estranha”, tendo competido com o Mercedes mais veloz na semana anterior.[90][91] Para o evento, Russell usou um capacete especial em homenagem a Frank Williams e Claire Williams, ambos os quais deixaram a Fórmula 1 após o Grande Prêmio da Itália de 2020.[92][93] Russell classificou-se em 18.º, à frente de Pietro Fittipaldi e do companheiro de equipe Nicholas Latifi, depois de enfrentar dificuldades na administração dos pneus durante a sessão, e acabou por terminar a corrida em 15.º.[94][95]

Temporada 2021Editar

Para a temporada de 2021, Russell permaneceu na Williams ao lado de Latifi.[96] No Grande Prêmio da Emília-Romanha de 2021, ele colidiu com Valtteri Bottas durante uma tentativa de ultrapassagem na reta principal em direção à primeira curva do circuito de Ímola. Russell perdeu o controle de seu carro após dirigir em uma parte da grama molhada, a batida fez com que ambos os pilotos abandonassem a corrida e obrigou a direção de prova a acionar uma bandeira vermelha interrompendo a prova na volta 33.[97][98][99] Embora Russell inicialmente culpasse Bottas pelo incidente acusando o motorista finlandês de “tentar matá-lo,” mais tarde, Russell retratou-se por suas afirmações e se desculpou com a equipe Williams, com Bottas e com todos aqueles que ele reconheceu ter “decepcionado.”[100][101]

Vida pessoalEditar

Russell nasceu em King's Lynn, Norfolk,[1] filho de Steve e de sua mãe Alison,[102] o caçula com dois irmãos: uma irmã, Cara, e um irmão mais velho, Benjy.[103][104] Russell começou a praticar o kart aos 7 anos,[103] tendo passado grande parte do seu tempo nas pistas de kart e com o seu irmão Benjy, que também estava envolvido no karting competitivo. Crescendo em Wisbech, Cambridgeshire, Russell foi educado na Wisbech Grammar School, antes de se mudar para Milton Keynes aos 18 anos para estar mais perto de suas equipes de corrida.[103]

Assim como seu pai, ele é fã do Clube de futebol Wolverhampton Wanderers.[105]

Registros na carreiraEditar

SumárioEditar

Temporada Categoria Equipe Corirdas Vitórias Poles V.M.R. Pódios Pontos Classificação
2014 BRDC Formula 4 Championship Lanan Racing 24 5 3 4 11 483 1.º
Formula Renault 2.0 Alps Koiranen GP 12 0 0 0 1 123 4.º
Eurocup Formula Renault 2.0 2 0 0 0 0 0 NC†
Tech 1 Racing 2 1 1 1 1
2015 FIA Fórmula 3 Carlin 33 1 0 0 3 203 6.º
Masters of Formula 3 1 0 0 0 1 N/A 2.º
2016 Campeonato Europeu de Fórmula 3 HitechGP 30 2 3 3 10 264 3.º
Grande Prémio de Macau 1 0 1 0 0 N/A 7.º
2017 GP3 Series ART Grand Prix 15 4 4 5 7 220 1.º
2018 FIA Fórmula 2 ART Grand Prix 24 7 5 6 11 287 1.º
2019 Fórmula 1 ROKiT Williams Racing 21 0 0 0 0 0 20.º
2020 Fórmula 1 Williams Racing 16 0 0 0 0 3 18.º
Mercedes-AMG Petronas F1 Team 1 0 0 1 0
2021 Fórmula 1 Williams Racing

As Russell was a guest driver, he was ineligible for championship points.

Resultados na GP3 SeriesEditar

Legenda: (Corridas em negrito indicam pole position); (Corridas em itálico indicam volta mais rápida)

Ano Equipe 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Classificação Pontos
2017 ART Grand Prix CAT
FEA

4
CAT
SPR

5
RBR
FEA

1
RBR
SPR

6
SIL
FEA

1
SIL
SPR

4
HUN
FEA

DNS
HUN
SPR

11
SPA
FEA

1
SPA
SPR

2
MNZ
FEA

1
MNZ
SPR

C
JER
FEA

2
JER
SPR

4
YMC
FEA

2
YMC
SPR

4
1.º 220

Resultados na Fórmula 2Editar

Legenda: (Corridas em negrito indicam pole position); (Corridas em itálico indicam volta mais rápida)

Ano Equipe 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 Classificação Pontos
2018 ART Grand Prix BHR
FEA

5
BHR
SPR

19
BAK
FEA

12
BAK
SPR

1
CAT
FEA

1
CAT
SPR

4
MON
FEA

Ret
MON
SPR

Ret
LEC
FEA

1
LEC
SPR

17
RBR
FEA

1
RBR
SPR

2
SIL
FEA

2
SIL
SPR

2
HUN
FEA

Ret
HUN
SPR

8
SPA
FEA

3
SPA
SPR

7
MNZ
FEA

4
MNZ
SPR

1
SOC
FEA

4
SOC
SPR

1
YMC
FEA

1
YMC
SPR

4
1.º 287

Resultados na Fórmula 1Editar

Legenda: (Corridas em negrito indicam pole position); (Corridas em itálico indicam volta mais rápida)

Ano Equipe Chassis Motor 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 Class. Pontos
2019 ROKiT Williams Racing Williams FW42 Mercedes M10 EQ Power+ 1.6 V6 AUS
16
BAR
15
CHN
16
AZE
15
ESP
17
MON
15
CAN
16
FRA
19
AUT
18
GBR
14
ALE
11
HUN
16
BEL
15
ITA
14
SIN
Ret
RUS
Ret
JAP
16
MEX
16
EUA
17
BRA
12
ABU
17
20.° 0
2020 Williams Racing Williams FW43 Mercedes-AMG M11 EQ Performance 1.6 V6 AUT
Ret
EST
16
HUN
18
GBR
12
70
18
ESP
17
BEL
Ret
ITA
14
TOS
11
RUS
18
EIF
Ret
POR
14
EMI
Ret
TUR
16
BAR
12
- ABU
15
18.° 3
Mercedes-AMG Petronas F1 Team Mercedes-AMG F1 W11 EQ Performance Mercedes-AMG M11 EQ Performance 1.6 V6 - - - - - - - - - - - - - - - SKR
9
-
2021* Williams Racing Williams FW43B Mercedes-AMG M12 E Performance 1.6 V6 t BAR
14
EMI
Ret
POR
16
ESP
14
MON
14
AZE
17†
FRA
12
EST
Ret
AUT
11
GBR
12
HUN
BEL
PBS
ITA
RUS
TUR
JAP
EUA
CMX
SAO
AUS
ARA
ABU
17º* 0
Notas

* Temporada ainda em andamento.
† – O piloto não terminou a prova, mas foi classificado pois completou 90% da corrida.

Prêmios, homenagens e outras honrasEditar

  • 2014: Vencedor do Autosport BRDC Award (prêmio criado em 1989 para recompensar e reconhecer jovens pilotos do Reino Unido)[10]
  • 2016: Vencedor do Troféu Spencer Charrington (premia o piloto britânico mais bem colocado no Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIA)[106]

Referências

  1. a b c «About — George Russell». www.georgerussell63.com (em inglês). George Russell Official Website. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de Novembro de 2020 
  2. «CIK-FIA European KF3 Championship 2012 standings» (em inglês). Driver Database. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  3. Valentin Khorounzhiy (10 de março de 2014). «Prema sign Russell, Bosak for Formula Renault Alps campaign» [Prema assina com Russell e Bosak para temporada na Fórmula Renault Alpes]. formulascout.com (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de Novembro de 2020 
  4. Peter Allen (1 de abril de 2014). «Russell and Tang set to move teams ahead of Alps opener» [Russell e Tang estão prontos para mudar de equipes antes da abertura do Alps]. formulascout.com (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de Novembro de 2020 
  5. «Formula Renault 2.0 Alps 2014 standings» (em inglês). Driver Database. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 12 de Dezembro de 2020 
  6. Valentin Khorounzhiy (19 de outubro de 2014). «Guest driver George Russell delivers Tech 1's first Eurocup win of 2014» [O piloto convidado George Russell entrega a primeira vitória da Tech 1 na Eurocup de 2014] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  7. Valentin Khorounzhiy (6 de dezembro de 2013). «Lanan Racing sign karting prodigy George Russell for 2014» [Lanan Racing assina o prodígio do karting George Russell em 2014] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de Novembro de 2020 
  8. Peter Allen (26 de outubro de 2014). «George Russell wins BRDC F4 title decider to steal crown» [George Russell vence a decisão do título BRDC F4] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  9. Peter Allen (27 de novembro de 2014). «Ceccon leads Jones and Russell as GP3 test begins» [Ceccon lidera Jones e Russell no início do teste GP3] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de Abril de 2014 
  10. a b Scott Mitchell (7 de dezembro de 2014). «George Russell wins 2014 McLaren AUTOSPORT BRDC Award» [George Russell ganha Prêmio McLaren AUTOSPORT BRDC 2014]. www.autosport.com (em inglês). Autosport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  11. «BRDC Announces 2015 Superstars». www.brdc.co.uk (em inglês). British Racing Drivers' Club. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de Setembro de 2020 
  12. Marcus Simmons (9 de janeiro de 2015). «McLaren AUTOSPORT BRDC Award winner Russell seals European F3 deal». www.autosport.com (em inglês). Autosport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  13. Peter Allen (11 de abril de 2015). «George Russell claims victory on second Formula 3 start» [George Russell afirma vitória na segunda largada na Fórmula 3] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  14. «FIA Formula 3 European Championship 2015 standings» (em inglês). Driver Database. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 5 de Julho de 2015 
  15. «Rookie George Russell's debut in a Formula 1 car». www.fiaf3europe.com (em inglês). Campeonato Europeu de Fórmula 3 da FIA. 23 de Outubro de 2015. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Arquivado do original em 19 de Novembro de 2015 
  16. Gruz David (19 de Setembro de 2015). «Giovinazzi dominates Masters of F3 qualification race as Sette Camara bogs down» [Giovinazzi domina a corrida de qualificação Masters of F3 enquanto Sette Camara atola] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 21 de Julho de 2019 
  17. Gruz David (20 de setembro de 2015). «Giovinazzi seals Masters of F3 title with dominant victory» [Giovinazzi sela título de Masters of F3 com vitória dominante] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  18. Peter Allen (11 de novembro de 2015). «Kanamaru replaces Russell in another last-minute Carlin Macau chance» [Kanamaru substitui Russell em outra chance de última hora pela Carlin em Macau] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de Setembro de 2020 
  19. «George Russell confirmed as Hitech GP's first FIA F3 signing» [George Russell confirmado como o primeiro a assinar com a Hitech GP para a FIA F3]. www.georgerussell63.com (em inglês). George Russell Official Website. 11 de dezembro de 2015. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  20. «Terceiro na F3 Europeia em 2016, Russell entra para programa de desenvolvimento de jovens pilotos da Mercedes». www.grandepremio.com.br. Grande Prêmio. 19 de Janeiro de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 1 de Outubro de 2020 
  21. Gabriel Gavinelli (19 de Janeiro de 2018). «Russell promovido para a Fórmula 2 com a ART Granx Prix». www.f1mania.net. F1Mania. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  22. Marcus Simmons (21 de novembro de 2016). «George Russell tipped for Mercedes F1 role and ART GP3 in 2017» (em inglês). Autosport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 8 de Novembro de 2020 
  23. «Fukuzumi takes first GP3 win at Barcelona» [Fukuzumi vence a primeira corrida da GP3 em Barcelona]. racer.com (em inglês). RACER. 13 de maio de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  24. Ramon López (14 de Maio de 2017). «Maini flies to victory in Race 2 in Barcelona» [Maini voa para a vitória na corrida 2 em Barcelona]. formularapida.net (em inglês). Formula Rapida. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  25. Peter Allen (8 de julho de 2017). «Russell beats Aitken to Red Bull Ring GP3 pole» [Russell bate Aitken na pole da GP3 no Red Bull Ring] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  26. Peter Allen (8 de julho de 2017). «George Russell leads ART 1-2-3-4 in Red Bull Ring GP3 race one» (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  27. Peter Allen (9 de julho de 2017). «Hyman resists Alesi for reversed-grid GP3 win in Austria» [Hyman resiste a Alesi para vencer a GP3 da grade reversa na Áustria] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  28. «Russell scores home GP3 win at Silverstone» [Russell ganha em casa a GP3 em Silverstone]. racer.com (em inglês). RACER. 15 de julho de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  29. «GP3: Alesi claims first win at Silverstone» [GP3: Alesi reivindica primeira vitória em Silverstone] (em inglês). RACER. 16 de julho de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 3 de Fevereiro de 2019 
  30. Alex Kalinaukas (26 de agosto de 2017). «Spa GP3: Mercedes junior George Russell leads ART 1-2-3 to victory» (em inglês). Autosport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  31. Peter Allen (27 de agosto de 2017). «Alesi takes third straight reversed-grid GP3 win ahead of charging Russell» (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  32. Alex Kalinauckas (2 de setembro de 2017). «Monza GP3 weekend reduced to one race on Sunday» [Fim de semana da GP3 de Monza reduzido a uma corrida no domingo]. www.motorsport.com (em inglês). Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  33. «GP3 – Bruno Baptista conquista mais um Top-10 em Monza». www.autoracing.com.br. 3 de setembro de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  34. Alex Kalinauckas (3 de setembro de 2017). «Mercedes F1's George Russell wins thrilling Monza GP3 race» [George Russell, da Mercedes F1, vence a emocionante corrida de Monza GP3]. www.autosport.com (em inglês). Autosport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  35. «El título de GP3 Series, para George Russell» [O título da GP3 Series, para George Russell]. www.diariodejerez.es (em espanhol). Diario de Jerez. 9 de outubro de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 9 de Outubro de 2017 
  36. Leonardo Marson (8 de Outubro de 2017). «Russell conquista o título da GP3 em Jerez». www.racingonline.com.br. Racing Online. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  37. «George Russell Graduates with ART GP to FIA Formula 2» [George Russell avança com ART GP para a FIA Fórmula 2] (em inglês). George Russell Official Website. 18 de janeiro de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Maio de 2019 
  38. «Expanded calendar for FIA Formula 2 Championship in 2018» [Calendário expandido para o campeonato de Fórmula 2 da FIA em 2018] (em inglês). Formula 1 Website. 6 de novembro de 2017. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Setembro de 2020 
  39. Scott Mitchell (22 de fevereiro de 2018). «Wehrlein, Russell to share Mercedes F1 reserve driver role in 2018» [Wehrlein e Russell compartilharão a função de motorista reserva da Mercedes F1 em 2018] (em inglês). Autosport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de Novembro de 2020 
  40. William Esler (7 de abril de 2018). «Lando Norris takes dominant victory in the F2 Feature Race in Bahrain». www.skysports.com (em inglês). Sky Sports. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 11 de Setembro de 2018 
  41. «Markelov clinches victory in Bahrain Sprint Race». www.fiaformula2.com (em inglês). Formula 2. 8 de Abril de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Arquivado do original em 8 de Abril de 2018 
  42. Elliot Wood (27 de abril de 2018). «Albon beats Norris to take first F2 pole in Baku» (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 22 de Abril de 2019 
  43. Elliot Wood (28 de abril de 2018). «Alex Albon wins chaotic Baku F2 feature race» (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 26 de Junho de 2020 
  44. Elliot Wood (29 de abril de 2018). «George Russell wins Baku F2 sprint race from 12th on the grid» [George Russell vence a corrida curta da F2 em Baku largando em 12.º no grid] (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 26 de Novembro de 2020 
  45. «Em boa recuperação, Sette Câmara termina em sétimo na F2 em Barcelona». Globoesporte.com. 12 de Maio de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  46. Robson Miranda (13 de maio de 2018). «Fórmula-2: George Russell e Jack Aitken vencem em Barcelona». SpeedRacing.com.br. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  47. Peter Allen (24 de maio de 2018). «Albon beats de Vries by 0.01s in Monaco for third straight F2 pole» (em inglês). Formula Scout. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  48. Jack Benyon (22 de junho de 2018). «Russell marca a pole da F2 em Paul Ricard; Sette Câmara é 4º». Motorsport. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 12 de Abril de 2019 
  49. «Sette Câmara briga pela vitória até o fim e termina em segundo na França». Globoesporte.com. 23 de Junho de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  50. «F2 – Russell vence corrida de sábado em Paul Ricard». Autoracing. 23 de junho de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  51. David Gruz (24 de novembro de 2018). «George Russell vence em Abu Dhabi e é campeão da F2». Motorsport Brasil. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 29 de Novembro de 2020 
  52. «F2 – Russell é campeão com vitória em Abu Dhabi». Autoracing. 24 de novembro de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 17 de Janeiro de 2021 
  53. Laurence Edmondson (19 de janeiro de 2017). «British racing driver George Russell added to Mercedes' junior programme» [O piloto britânico George Russell adicionado ao programa de juniores da Mercedes]. www.espn.co.uk (em inglês). ESPN. Consultado em 22 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de janeiro de 2017 
  54. «Mercedes-AMG Petronas Motorsport - George Russell to test W08 in Budapest». www.mercedesamgf1.com (em inglês). Mercedes-AMG Petronas. 24 de Junho de 2017. Consultado em 22 de Janeiro de 2021. Arquivado do original em 23 de Maio de 2019 
  55. «British driver George Russell to debut for Force India in Brazilian Grand Prix practice» [O piloto britânico George Russell estreia pela Force India nos treinos do Grande Prêmio do Brasil]. www.bbc.co.uk (em inglês). BBC Sport. 7 de novembro de 2017. Consultado em 22 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 8 de Novembro de 2017 
  56. «Nicholas Latifi and Nikita Mazepin set for Barcelona test». www.forceindiaf1.com (em inglês). Force India F1. 27 de junho de 2018. Consultado em 22 de Janeiro de 2021. Arquivado do original em 14 de Julho de 2018 
  57. «Russell Completes 123 Laps in Pirelli Tyre Test for Force India» [Russell completa 123 voltas no teste de pneus da Pirelli para a Force India]. www.georgerussell63.com (em inglês). George Russell Offical Website. 15 de maio de 2018. Consultado em 22 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de maio de 2019 
  58. «Perto do título da F2, George Russell é anunciado piloto da Williams para a temporada 2019». globoesporte.com. 12 de Outubro de 2018. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de Fevereiro de 2019 
  59. Livio Oricchio (21 de Novembro de 2018). «A bela e emocionante história de superação de Kubica, que deverá ser confirmado na Williams». globoesporte.com. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  60. «Williams pode ser até 2 segundos mais lenta que outros carros da F1». www.motorsport.com. Motorsport Brasil. 19 de fevereiro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  61. Julianne Cerasoli (11 de Julho de 2019). «Lanterna na F1, Williams é vice-líder em campeonato "paralelo" na categoria». UOL Esporte. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 14 de Junho de 2020 
  62. Asher Fair (8 de Junho de 2019). «Formula 1: George Russell now the only driver who hasn't been beaten by teammate». beyondtheflag.com. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  63. «George Russell, the only driver who didn't score points yet». www.motorlat.com (em inglês). MOTORLAT. 10 de Agosto de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  64. Jonathan Noble (16 de março de 2019). «Russell diz que Williams descobriu falha 'fundamental' no novo FW42». www.motorsport.com. Motorsport Brasil. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 19 de março de 2019 
  65. «George Russell fully blames Romain Grosjean for Singapore crash» (em inglês). PlanetF1. 22 de setembro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2019 
  66. «'There was not much more I could do' – Grosjean defends himself after Russell collision» (em inglês). Formula 1®. 22 de setembro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de setembro de 2019 
  67. «Russian Grand Prix 2019: Wheel nut retainer caused Russell retirement in Sochi, say Williams» (em inglês). Formula 1®. 4 de Outubro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 6 de Outubro de 2019 
  68. «George Russell 'annoyed' with second consecutive retirement» (em inglês). Planet F1. 29 de setembro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2019 
  69. Matt Beer (17 de Novembro de 2019). «Ferrari drivers escape punishment after Brazilian GP F1 collision» (em inglês). Autosport. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 19 de novembro de 2019 
  70. Jaime Vigara Sánchez (17 de novembro de 2019). «Russell termina 12º en Brasil: "Las últimas vueltas fueron una locura"». www.thebestf1.es (em espanhol). Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  71. «Verstappen garante 3º lugar; veja a classificação final da F1». Motorsport Brasil. 1 de Dezembro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 22 de Dezembro de 2019 
  72. «Williams confirma Nicholas Latifi como titular em 2020; grid da Fórmula 1 está fechado, veja!». GloboEsporte.com. 28 de Novembro de 2019. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 3 de Dezembro de 2019 
  73. Fábio Mendes (6 de Julho de 2020). «F1: George Russell lamentou desistência apesar de ritmo longe do ideal». www.autosport.pt. AutoSport. Consultado em 23 de Janeiro de 2021 
  74. «George Russell apologises to Williams...three times» (em inglês). Planet F1. 12 de julho de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 13 de julho de 2020 
  75. Sam Hall (12 de julho de 2020). «Russell targeting points after stunning qualifying performance». www.gpfans.com (em inglês). Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 12 de julho de 2020 
  76. James Galloway (31 de Agosto de 2020). «Belgian GP: Lewis Hamilton wins to stretch title lead, Ferrari out of points» (em inglês). Sky Sports. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 31 de Agosto de 2020 
  77. «Tuscan GP: George Russell denied first Formula 1 points in cruel finish» (em inglês). Sky Sports. 13 de Setembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 18 de Setembro de 2020 
  78. «FORMULA 1 VTB RUSSIAN GRAND PRIX 2020 - QUALIFYING». www.formula1.com (em inglês). Formula One Administration. 27 de setembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 8 de Agosto de 2020 
  79. «George Russell left to rue "a lot of mistakes" in Russia» (em inglês). Planet F1. 27 de setembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 3 de Outubro de 2020 
  80. Juanjo Sáez (27 de setembro de 2020). «F1: Russell vuelve a diluirse en carrera y acaba último en Rusia». www.caranddriver.com (em espanhol). Car and Driver. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 13 de Outubro de 2020 
  81. Pedro Henrique Marum (1 de Novembro de 2020). «Nos pontos, Russell roda e bate durante bandeira amarela em Ímola». www.grandepremio.com.br. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 1 de Novembro de 2020 
  82. «Hamilton consola Russell após batida com safety car na pista: "Mantenha a cabeça erguida"». globoesporte.com. 2 de Novembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 2 de Novembro de 2020 
  83. «Mercedes Confirms George Russell for Sakhir GP». www.mercedesamgf1.com (em inglês). Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 2 de Dezembro de 2020 
  84. Andrew Benson (3 de dezembro de 2020). «George Russell under 'no pressure' in Mercedes car for Sakhir Grand Prix». www.bbc.com (em inglês). BBC Sport. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  85. Andrew Benson (5 de Dezembro de 2020). «Sakhir Grand Prix: Mercedes 'impressed but not surprised' as George Russell shows star quality» (em inglês). BBC Sport. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 7 de Dezembro de 2020 
  86. Juliano Justo (5 de Dezembro de 2020). «GP de Sakhir: mais rápido, Valtteri Bottas larga na frente no Bahrein». Agência Brasil. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 23 de Janeiro de 2021 
  87. Gabriel Carvalho (5 de dezembro de 2020). «2º no grid, Russell revela dificuldade de adaptação na Mercedes em Sakhir: "Me senti um alien"». www.grandepremio.com.br. Consultado em 23 de Janeiro de 2021 
  88. «Mercedes diz que problema em rádio fez mecânicos colocarem pneus de Bottas no carro de Russell». globoesporte.com. 6 de Dezembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 6 de Dezembro de 2020 
  89. «Sergio Perez takes sensational maiden win in Sakhir GP as tyre mix-up ruins Russell's charge» (em inglês). Formula 1®. 6 de dezembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 7 de dezembro de 2020 
  90. Gabriel Carvalho (11 de Dezembro de 2020). «Russell revela "sentimento estranho" após retorno à Williams em Abu Dhabi». Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 11 de Dezembro de 2020 
  91. Luke Smith (11 de dezembro de 2020). «George Russell: "Strange feeling" learning of return to Williams». www.motorsport.com (em inglês). Motorsport. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 11 de dezembro de 2020 
  92. David Pacheco (11 de Dezembro de 2020). «GP Abu Dhabi F1: George Russell faz homenagem a Frank, Claire e à Williams». AutoSport. Consultado em 23 de Janeiro de 2021 
  93. Fergal Walsh (11 de dezembro de 2020). «Russell to wear Williams tribute helmet for Abu Dhabi GP» (em inglês). Motorsport Week. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 11 de dezembro de 2020 
  94. «Verstappen supera Mercedes e faz pole em Abu Dhabi». Diário do Nordeste. 12 de Dezembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 12 de Dezembro de 2020 
  95. «GP de Abu Dhabi: Max Verstappen supera Mercedes e vence de ponta a ponta; Pietro Fittipaldi é 19.º». globoesporte.com. 13 de Dezembro de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 13 de Dezembro de 2020 
  96. «Williams confirma renovação de George Russell e Nicholas Latifi para temporada 2021». GloboEsporte.com. 16 de Julho de 2020. Consultado em 23 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 6 de Agosto de 2020 
  97. «Bottas e Russell discordam sobre culpa de batida violenta em Ímola». ge. 18 de Abril de 2021. Consultado em 22 de Maio de 2021 
  98. Ana Paula Cerveira (18 de Abril de 2021). «Russell volta a criticar Bottas por acidente: 'Perguntei se queria nos matar'». www.grandepremio.com.br. Consultado em 22 de Maio de 2021 
  99. «F1: Wolff sobre Russell: Está mais perto da Copa Renault Clio». Motorsport.com. 18 de Abril de 2021. Consultado em 22 de Maio de 2021 
  100. «Russell se desculpa por acidente com Bottas no GP da Emilia-Romagna». ge. 19 de Abril de 2021. Consultado em 22 de Maio de 2021 
  101. Andrew Benson (19 de Abril de 2021). «George Russell apologises for Valtteri Bottas crash in Emilia Romagna Grand Prix». BBC Sport. Consultado em 22 de Maio de 2021 
  102. «Russell parents joy at Formula One deal» [Os pais de Russell estão felizes com contrato com a Fórmula 1]. morningstaronline.co.uk (em inglês). Morning Star. 12 de outubro de 2018. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 12 de outubro de 2018 
  103. a b c Benjamin Turner (3 de dezembro de 2020). «Where is Lewis Hamilton? Why isn't he racing for Mercedes? And who is George Russell?» [Onde está Lewis Hamilton? Por que ele não está competindo pela Mercedes? E quem é George Russell?]. www.cambridge-news.co.uk (em inglês). Cambridgeshire Live. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 11 de dezembro de 2020 
  104. «‎F1: Beyond The Grid on Apple Podcasts» (em inglês). Apple Podcasts. 30 de julho de 2020. Consultado em 17 de Janeiro de 2021 
  105. «Russell: European progression can snowball Wolves' success». www.wolves.co.uk (em inglês). Wolverhampton Wanderers FC. 10 de setembro de 2019. Consultado em 17 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 29 de Setembro de 2020 
  106. «BRCD Celebrates The Best Of British Motor Sport At The 2016 Annual Awards» (em inglês). British Racing Drivers' Club. 6 de Dezembro de 2016. Consultado em 24 de Janeiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de Dezembro de 2016 

Ligações externasEditar