George Steiner

Francis George Steiner[1] (Neuilly-sur-Seine, 23 de abril de 1929Cambridge, 3 de fevereiro de 2020) foi um crítico literário, professor na Universidade de Cambridge e Genebra.

George Steiner
Nome completo Francis George Steiner
Nascimento 23 de abril de 1929
Neuilly-sur-Seine, França
Morte 3 de fevereiro de 2020 (90 anos)
Cambridge, Reino Unido
Cônjuge Zara Shakow Steiner (2 filhos)
Magnum opus A Poesia do Pensamento

Morreu no dia 3 de fevereiro de 2020, aos 90 anos.[2]

ObrasEditar

É autor de diversos livros, entre eles:

  • Nostalgia do absoluto - no original Nostalgia for the absolute (2003)
  • A Idéia de Europa, ed. Gradiva, 2005.
  • Linguagem e Silêncio
  • Extraterritorial
  • Gramáticas da Criação
  • Nenhuma Paixão Desperdiçada
  • No Castelo do Barba Azul
  • A morte da Tragédia
  • Tolstoi ou Dostoievski
  • A Poesia do Pensamento
  • Dez Razões (Possíveis) para a Tristeza do Pensamento (2015)

DistinçõesEditar

Referências

  1. «The Papers of George Steiner». Janus (em inglês). [Steiner] has not used the name Francis since his undergraduate days. 
  2. Lehmann-Haupt, Christopher; Grimes, William (3 de fevereiro de 2020). «George Steiner, Prodigious Literary Critic, Dies at 90». The New York Times (em inglês). Consultado em 3 de fevereiro de 2020 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.