Giacomo Carissimi

Giacomo Carissimi (Marino, Roma, batizado 18 de abril de 1605 - Roma, 12 de janeiro de 1674) foi um compositor e professor de música italiano. Ele é um dos mestres mais famosos do início do barroco ou, mais precisamente, da escola romana de música. Carissimi estabeleceu as características do oratório latino e foi um prolífico compositor de missas, motetos e cantatas. Ele foi altamente influente nos desenvolvimentos musicais nos países do norte da Europa através de seus alunos, como Kerll na Alemanha e Charpentier na França, e da ampla divulgação de sua música.[1]

Giacomo Carissimi
Nascimento 18 de abril de 1605
Marino, Roma
Morte 12 de janeiro de 1674 (68 anos)
Roma
Nacionalidade Itália
Ocupação compositor

Desde os vinte e três anos até sua morte, Carissimi foi mestre de capela em Sant'Appolinare, igreja jesuíta do Collegium Germanicum em Roma, renomado pela tradição musical. Com estilo simples mas eficiente consolidou a forma do oratório latino, usando a música como uma espécie de sermão para ilustrar vividamente um aspecto religioso. É famoso, também, por ter praticamente inventado a cantata, cujo texto em geral lida com o amo não-correspondido. Sabe-se que Carissimi era um prolífico autor de motetos e cantatas, embora muitas de suas composições tenham sido destruídas ou se perderam.

Referências

  1. Giacomo Carissimi - Encyclopaedia Britannica
  Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.