Abrir menu principal
Gianni Bugno
Gianni BUGNO.jpg
Nascimento 14 de fevereiro de 1964
Brugg
Cidadania ItáliaVisualizar e editar dados no Wikidata
Filho(s) Alessio Bugno (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Ocupação Ciclista desportivo (d) e diretor esportivo (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Prémios Ordem do Mérito da República Italiana

Gianni Bugno (nascido a 14 de fevereiro de 1964 em Brugg, Suíça) é um ciclista retirado italiano de fundo em estrada, profissional desde 1985 até 1998. Corredor versátil, capaz de disputar tanto em corridas de um dia como nas Grandes Voltas.

Índice

BiografiaEditar

Durante sua época de ciclista amador conseguiu várias vitórias em Itália, sobretudo nas categorias de perseguição e perseguição por equipas.

Possuía uma boa ponta de velocidade, o que lhe permitiu ganhar por duas vezes consecutivas o Campeonato do Mundo, batendo a corredores da talha de Miguel Indurain ou Laurent Jalabert. Também entre seus lucros está o ter ganhado o Giro de Itália, sem ceder a maglia rosa desde a primeira até a última etapa. Foi um grande animador do Tour de França. Conseguiu ganhar etapas nas três grandes voltas, conseguindo impor-se duas vezes na mítica cume francesa de Alpe D'Huez.

O rendimento de Bugno nas grandes voltas viu-se ensombrecido pelo domínio de Miguel Indurain, do qual foi, junto a Claudio Chiappucci, o principal rival nos anos 1991 e 1992. Depois do Tour de França 1992, que tinha preparado durante toda a temporada, Bugno começou a se dedicar, a cada vez mais, às carreiras de um dia, ainda que no Giro de 1994 também foi protagonista, sobretudo em suas primeiras etapas. Durante seus últimos anos de profissional, actuou com humildade como gregário de luxo na equipa Mapei. Destacou pela cavalheirosidade das suas declarações, deixando dedicado as duas etapas ganhadas na Volta a Espanha a seu grande rival, Miguel Indurain. No 1996 por sua recente retirada e no ano 1998 pelo falecimento do seu pai.

Depois da retiradaEditar

Depois de retirar do mundo profissional, dedicou-se ao voo, convertendo-se em piloto de helicóptero, participando inclusive como piloto nas retransmissões de ciclismo, por exemplo no Giro de Itália compartilhando esse trabalho com o da presidência da Associação Internacional de Ciclistas.[1] Ademais, durante 2004 foi director desportivo do De Nardi.[2]

PalmarésEditar

1985

  • Grande Prêmio della Liberazione

1986

1987

  • Giro dos Apeninos
  • 1 etapa do Giro do Trentino
  • Coppa Sabatini
  • Grande Premeio Cidade de Camaiore
  • Possagno

1988

  • Giro dos Apeninos
  • 1 etapa do Tour de Romandía
  • 1 etapa do Tour de #o França
  • Coppa Agostoni
  • Giro Reggio Calabria, mais 1 etapa
  • G. P. Verona
  • Orsenigo
  • Albino

1989

1990

  • Copa do Mundo  
  • Giro de Itália, mais 3 etapas e classificação por pontos  
  • Milão-San Remo
  • 2 etapas do Tour de #o França
  • Giro do Trentino, mais 1 etapa
  • Wincanton Classic
  • 3º no Campeonato Mundial em Estrada  
  • Peer
  • Orsenigo
  • Fivizzano
  • Ranking UCI

1991

  • Giro do Friuli
  • Campeonato de Itália em Estrada    
  • Clássica de San Sebastião
  • 2º no Tour de #o França, mais 1 etapa
  • 3 etapas do Giro de Itália
  • Euskal Bizikleta, mais 1 etapa
  • 1 etapa da Volta a Burgos
  • Campeonato Mundial em Estrada    
  • Memorial Nencini a Passo da Futa
  • Boxmeer
  • Circuito dei Lariano
  • Omnium de Bassano do Grappa
  • Laureat du Challenge San Silvestro d´Oro
  • Ranking UCI

1992

1993

  • 1 etapa da Volta a Galiza
  • 2º no Campeonato de Itália em Estrada  
  • 1 etapa da Euskal Bizikleta
  • G. P. Baden-Baden
  • G. P. Kanton Aargau
  • Critérium de Monein
  • Critérium de Dijon
  • Derny- IKO-Rad Gala

1994

1995

1996

  • 1 etapa da Volta a Suíça
  • 1 etapa do Giro do Trentino
  • 1 etapa do Giro de Itália
  • 1 etapa da Volta a Espanha

1997

  • 1 etapa do Tour de Langkawi

1998

  • 1 etapa da Volta a Espanha
  • Circuito dei Campi Bisenzio
  • GP Suzuka

Resultados em Grandes Voltas e Campeonato do MundoEditar

Carreira 1985 1986 1987 1988 1989 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998
Giro de Itália - 41º Ab. Ab. 23º - 18º - 29º 75º 50º
Tour de France - - - 62º 11º 20º Ab. 53º - - -
Volta a Espanha - - - - - - - - - - - 56º 95º 75º
Mundial em Estrada   - 81º 62º 52º Ab. - Ab. 12º 56º 51º

-: não participa Ab.: abandono



ReconhecimentosEditar


Referências

  1. «"Nos escuchan, pero luego hacen lo que les da la gana"». Consultado em 12 de maio de 2018. Arquivado do original em 7 de setembro de 2011 
  2. De Nardi 2004