Gibborim (Marvel Comics)

Gibborim
Gibborim (Fugitivos).jpg
Arte de Adrian Alphona
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição Fugitivos #13 (Maio de 2004)
Criado por Brian K. Vaughan
Adrian Alphona

Os Gibborim[1] são um grupo de personagens fictícios que aparecem nas revistas em quadrinhos americanas publicadas pela Marvel Comics. Eles foram criados pelo escritor Brian K. Vaughan e pelo artista Adrian Alphona, e a primeira aparição deles foi em Fugitivos #13 (Março de 2004). No enredo de Fugitivos, os Gibborim são os últimos sobreviventes conhecidos de uma antiga raça de gigantes de seis dedos que governaram a Terra antes do alvorecer da humanidade, chamados de "deuses anciões", e possivelmente servos do Deus judaico-cristão. O objetivo aparente deles é limpar a Terra de toda a humanidade e remodelar o reino para criar um novo Jardim do Éden. Eles eram os maus benfeitores do Orgulho.

OrigemEditar

Em 1985, os Gibborim convocaram seis casais, que consistiam em invasores alienígenas, viajantes do tempo, magos das trevas, cientistas malucos, mutantes telepáticos e criminosos. Os Gibborim informaram aos casais que eles desejavam transformar o mundo na mesma utopia pacífica que havia sido milhões de anos antes, mas não tinham força. Os Gibborim exigiram que a ajuda dos seis casais ("um Orgulho") destruísse todo o planeta e, quando atingissem seu objetivo, seis dos doze que mais lhes serviam seriam capazes de governar o mundo com eles, enquanto os outros seis pereceriam com o resto da raça humana. Os casais concordaram e formaram "O Orgulho".[1] Por 25 anos os Gibborim deram a riqueza do Orgulho e tiveram seus poderes aprimorados para que pudessem governar toda a Cidade dos Anjos. Todos os anos, o Orgulho se reunia na residência dos Wilders, usando a desculpa de uma "arrecadação anual de fundos para caridade", enquanto, na realidade, eles realizavam o "Ritual de Sangue", um ritual de sacrifício de uma jovem inocente; o espírito da vítima seria então alimentado aos Gibborim no "Rito do Trovão".[1]

RecepçãoEditar

Apesar das aparições curtas dos Gibborim, a ocupação deles na série foi recebida positivamente.[2] Jason Cornwell do Comics Bulletin descreveu os personagens como "uma grande influência para os assassinos a sangue frio".[3] Outro revisor, Shawn Hill, descreve os Gibborim como aqueles que fornecem toda a motivação para o título.[4]

Em outras mídiasEditar

Na série de televisão do Hulu, Runaways, existe um culto religioso chamado A Igreja do Gibborim, que é liderado pela mãe de Karolina Dean, Leslie.[5]

Referências

  1. a b c Brian K. Vaughan (escritor), Adrian Alphona (desenhista), Craig Yeung (arte-finalista). Fugitivos v1, 13 (Maio de 2004), Marvel Comics
  2. Cornwell, Jason (11 de agosto de 2004). «Runaways #17 Review» (em inglês). Comics Bulletin. Consultado em 7 de janeiro de 2009 
  3. Cornwell, Jason (31 de março de 2004). «Runaways #13» (em inglês). Comics Bulletin. Consultado em 7 de janeiro de 2009 
  4. Hill, Shawn (21 de junho de 2004). «Runaways #16» (em inglês). Comics Bulletin. Consultado em 7 de janeiro de 2009 
  5. Brett Morgen (diretor); Josh Schwartz e Stephanie Savage (roteiristas) (21 de novembro de 2017). «Reunion». Marvel's Runaways. Temporada 1. Episódio 1. Hulu 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma banda desenhada da Marvel Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.