Abrir menu principal

Gifted Hands: The Ben Carson Story

Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Gifted Hands: The Ben Carson Story
Mãos Talentosas: A História de Ben Carson (BRA)
 Estados Unidos
2009 •  cor •  86 min 
Produção David A. Rosemont
Produção executiva Dan Angel
Thomas Carter
Margaret Loesch
Bruce Stein
Elenco Cuba Gooding Jr
Kimberly Elise
Género drama
Música Martin Davich
Cinematografia John B. Aronson
Direção de arte Matthew D. Egan
Edição Peter E. Berger
Companhia(s) produtora(s) Sony Pictures Television
Lançamento 7 de Fevereiro de 2009
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Gifted Hands: The Ben Carson Story (no Brasil, Mãos Talentosas: A História de Ben Carson) é um filme de 2009 dirigido por Thomas Carter, baseado na vida do neurocirugiâo Benjamin Carson. É estrelado por Cuba Gooding Jr. e Kimberly Elise.

SinopseEditar

Ben é mundialmente conhecido por separar gêmeos ligados pela cabeça sem problemas, isto é, sem que se esvairassem em sangue. Quando era ainda novo, era um alvo de críticas, muitos alunos criticavam-no pelos resultados que obtinha nos testes e fichas. Sonya, a sua mãe exigia que eles estudassem, para que no futuro pudessem ter um emprego que fosse suficientemente capaz de sustentar a sua família. O pai de Ben, tinha outra mulher e filhos, o que fez com que os seus pais se divorciassem. Ben via imensa televisão, por isso a sua mãe propôs que Ben e Curtis, o seu irmão mais velho, vissem menos televisão e que lessem. Obrigava os filhos a escolher 2 livros bem gordos para ler em cada semana. No final da semana, os irmãos tinham que entregar o resumo dos livros.Os filhos iam evoluindo como seres humanos e começavam a ter melhores notas.

Ben lia muito e escolhia livros sobre química, rochas e muito mais. Começou por ser o melhor de todos. Passado alguns anos, Ben cresceu e foi evoluindo. Ganhava prêmios pela sua inteligência. Havia uma professora racista, que quando Ben soletrava corretamente as palavras e ganhava o concurso de soletração, nunca lhe dava os parabéns.

Certo dia, Ben quando ganhou um prêmio, a professora racista comunicou aos outros alunos que Ben era um rapaz de cor e que os outros alunos deveriam-se esforçar mais, porque achava que Ben, sendo um homem de cor, era menos inteligente que os brancos. A mãe de Ben e o próprio Ben, ao ouvir aquilo sentiram raiva e tristeza. Graças ao discurso da professora, a família Carson mudou-se para Boston, onde frequentou uma escola de pessoas de cor. Mas, ainda continuava sendo um alvo de críticas. Mas, agora Ben já sabia responder e fez muitos amigos e passou a ter uma namorada.

Mas devido as más companhias começou a se comportar violentamente durante a adolescência, se revoltava por ter de usar roupas velhas e exigiu que sua mãe lhe comprasse melhores já que os colegas da nova escola zombavam dele, num momento de revolta pegou um martelo e quase agrediu a mãe, em outro tentou ferir o colega com um canivete, depois disso pediu que Deus tirasse a raiva que ele sentia e parece que começou a se corrigir.

Entrou para a área de Química e medicina. Formou-se como neurocirurgião e foi ficando o melhor neurocirurgião pediátrico do mundo. Foi-se aprimorando cada dia mais. Até que foi-lhe proposto ajudar uns gêmeos siameses que estavam ligados pela cabeça desde que nasceram. Descobriu processos que se aplicavam e complementavam-se todos juntos. Planejou uma operação em que incluiu vários tipos de médicos e cirurgiões. A operação foi feita em algumas horas, porém foi um sucesso,mas Ben teve de parar o sangue da cabeça dos pequenos para que ocorresse com sucesso...

Os gêmeos sobreviveram à perigosa operação, que envolvia paragem de corações e muito mais e ele foi muito reconhecido pelo seu esforço.

Ligações externasEditar