Gilberto da Borgonha

Gilberto da Borgonha[1], também conhecido como Gilberto de Chalon (em francês: Gilbert de Chalon; 900 - depois de 956) foi conde de Chalon, de Autun, de Beaune, de Troyes, de Avallon, de Dijon, e conde da Borgonha.

Armas do Condado da Borgonha até ao século XIII
Armas do Condado da Borgonha após o século XIII

BiografiaEditar

Foi Tenente-chefe do duque de Borgonha, Hugo, o Negro (? - 17 de dezembro de 952), conseguindo dele os seus diferentes territórios datados como condados, mas sem ser reconhecido duque de Borgonha. Mantém-se distante das lutas de poder entre o carolíngios e a Dinastía Robertina, mas teve de aceitar a suserania do duque e conde Hugo, o Grande (89519 de Junho de 956), duque dos francos e conde de Paris[2].

Relações familiaresEditar

Foi filho do conde Manassés II de Chalon e de Ermengarde de Provença, tida como filha do rei Bosão V da Provença (c. 844 - 11 de janeiro de 887) e de Irmengarda de Itália (852 - 22 de junho de 896). Casou com Ermengarda da Borgonha filha de Ricardo II da Borgonha (858 - 921)[3] e de Adelaide da Borgonha, sendo que Ricardo II foi o irmão do rei Bosão V da Provença e pai de Hugh Negro.

Foi pai de:

  1. Luitgarda da Borgonha, casada com Otão de França (945 - 23 de fevereiro de 965), duque da Baixa Borgonha que sucedeu Gilberto como duque de Borgonha.
  2. Adelaide ou Wera Chalon (c. 928 ou 930 - C. 987), casada com Roberto I de Vermandois (c. 932 - 966), conde de Meaux.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Généalogie de Gilbert sur le site FMG
  2. Constance B. Bourchard, Those of my Blood: Constructing Noble Families in Medieval Francia, 147.
  3. Henri Drouot et Joseph Louis Antoine Calmette, Histoire de Bourgogne, p.  82, disent ceci : Richard le Justicier avait fait épouser au fils de son favori [Gilbert, fils de Manassès], sa propre fille Ermenjart (graphie du texte) et ce mariage avait valu au jeune homme le comté d'Autun.