Abrir menu principal

Giro d'Italia de 2008

nonagésima primeira edição da prova ciclística Giro d'Italia
Giro d'Italia de 2008 Cycling (road) pictogram.svg
Detalhes
Corrida91. Giro d'Italia
Etapas21
Data10 maio – 1 junho 2008
Distância3 407 km
PaísesITA Itália
SUI Suíça
PartidaPalermo
ChegadaMilão
Velocidade média38,044 km/h
Classificação final
VencedorESP Alberto Contador (Astana)
SegundoITA Riccardo Riccò (Saunier Duval-Scott)
TerceiroITA Marzio Bruseghin (Lampre)
Prêmio por pontosITA Daniele Bennati (Liquigas)
Prêmio de montanhaITA Emanuele Sella (CSF Group Navigare)
JuventudeITA Riccardo Riccò (Saunier Duval-Scott)
EquipesIRL CSF Group Navigare
Giro d Italia 2008.png
◀ 20072009 ▶
Documentação Wikidata-logo S.svg

Giro d'Italia 2008 foi a nonagésima primeira edição da prova ciclística Giro d'Italia ("Corsa Rosa"), realizada entre os dias 10 de maio e 1º de junho de 2008.[1]

A competição foi realizada em 21 etapas com um total de 3.406 km. A largada aconteceu na cidade de Palermo, na ilha da Sicília e a chegada foi em Milão, no norte da Itália.

O vencedor foi o ciclista espanhol Alberto Contador,[1] que defendeu as cores da equipe "Astana". Largaram 197 competidores, 53 com a nacionalidade italiana, cruzaram a linha de chegada 141 corredores. O vencedor completou o percurso com uma velocidade média de 37,8 km/h[2][3]

O ciclista brasileiro Luciano Pagliarini, participou da competição pela equipe "Saunier Duval-Scott", abandonando a corrida após quatorze etapas.[4]

Índice

HistóriaEditar

Alberto Contador, assumiu a liderança na classificação geral na décima quinta etapa, vestindo a "maglia rosa" até o final. Não venceu nenhuma das etapas, mas acumulou bons resultados, apoiado pelo excelente trabalho da equipe "Astana".[1][5] A última vez que um não italiano subiu na posição mais alta do podium tinha sido no ano de 1996.[6]

O segundo colocado, o ciclista italiano, Riccardo Riccò, vencedor da segunda etapa, Cefalù - Agrigento , e da oitava, Rivisondoli - Tívoli , chegou atrás do vencedor pouco menos de dois minutos, de uma prova de praticamente 90 horas.[7]

O ciclista italiano Marzio Bruseghin terceiro colocado, vencedor da 10ª etapa, competição contra-relógio individual, Pesaro-Urbino, chegou um minuto após, no tempo acumulado.[7]

O calendário da competição foi definido após acordo firmado entre a "UCI ProTour" (International Cycling Union), e os organizadores das grandes provas ciclísticas, "A.S.O." (Amaury Sports Organisation) responsável pelo "Tour de France", a "Unipublic" pela "Vuelta a España" e a "RCS pubblicità SpA" pelo "Giro d'Italia".[8] Este acordo põe fim a disputa entre as Federações nacionais de Ciclismo, organizadores das competições, equipes e a entidade máxima da modalidade a "UCI".[9]

A equipe "Astana Cycling Team", do vencedor Alberto Contador, foi uma das últimas a serem convidadas, conseqüencia do acordo entre as Organizações.[10]

O "Gran Premio della Montagna" foi conquistado pelo ciclista da Itália, Emanuele Sella, que obteve o direito de vestir a "Maglia verde".[11]

ResultadosEditar

Classificação geralEditar

[12]

 
Ciclista italiano Paolo Bettini lidera o pelotão
descida "Forca d'Acero" (8ª etapa)
Posição Nome País Equipe Tempo de prova
1. Alberto Contador   Espanha Astana 89h 56´ 49´´
2. Riccardo Riccò   Itália Saunier Duval-Scott + 1´ 57´´
3. Marzio Bruseghin   Itália Lampre + 2´ 54´´
4. Franco Pellizotti   Itália Liquigas + 2´ 56´´
5. Denis Menchov   Rússia Rabobank + 3´ 37´´
6. Emanuele Sella   Itália CSF Group Navigare + 4´ 31´´
7. Jurgen Van den Broeck   Bélgica Silence-Lotto + 6´ 30´´
8. Danilo Di Luca   Itália LPR Brakes + 7´ 15´´
9. Domenico Pozzovivo   Itália CSF Group Navigare + 7´ 53´´
10. Gilberto Simoni   Itália Serramente Diquigiovanni + 11´ 03´´

EtapasEditar

[1][7]

Etapa Data Percurso km Vencedor da etapa Líder classificação geral
10 de maio Palermo-Palermo 23,6 (CRE)   Slipstream Chipotle   Christian Vandevelde
11 de maio Cefalù-Agrigento 207   Riccardo Riccò   Franco Pellizotti
12 de maio Catania-Milazzo 221   Daniele Bennati   Franco Pellizotti
13 de maio Pizzo Calabro-Lungomare 183   Mark Cavendish   Franco Pellizotti
14 de maio Belvedere Marittimo-Contursi Terme 203   Pavel Brutt   Franco Pellizotti
15 de maio Potenza-Peschici 232   Matteo Priamo   Giovanni Visconti
16 de maio Vasto-Pescocostanzo 180   Gabriele Bosisio   Giovanni Visconti
17 de maio Rivisondoli-Tívoli 208   Riccardo Riccò   Giovanni Visconti
18 de maio Civitavecchia-San Vincenzo 218   Daniele Bennati   Giovanni Visconti
10ª 20 de maio Pesaro-Urbino 39,4 (CRI)   Marzio Bruseghin   Giovanni Visconti
11ª 21 de maio Urbania-Cesena 199   Alessandro Bertolini   Giovanni Visconti
12ª 22 de maio Forli-Carpi 172   Daniele Bennati   Giovanni Visconti
13ª 23 de maio Módena-Cittadella 177   Mark Cavendish   Giovanni Visconti
14ª 24 de maio Verona-Val di Fiemme 195   Emanuele Sella   Gabriele Bosisio
15ª 25 de maio Arabba-Marmolada 153   Emanuele Sella   Alberto Contador
16ª 26 de maio S.Vigilio Marebbe-Plan de Corones 12,9 (CRI)   Franco Pellizotti   Alberto Contador
17ª 28 de maio Sondrio-Locarno 146   André Greipel   Alberto Contador
18ª 29 de maio Mendrisio-Varese 147   Jens Voigt   Alberto Contador
19ª 30 de maio Legnano-Monte Pora 228   Vasil Kiryienka   Alberto Contador
20ª 31 de maio Rovetta-Tirano 224   Emanuele Sella   Alberto Contador
21ª 1 de junho Cesano Maderno-Milão 28,5 (CRI)   Marco Pinotti   Alberto Contador

CRI = Contra-relógio individual
CRE = Contra-relógio por equipes

 
Giro d'Italia em Pazzano
(4ª etapa)

Ver tambémEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Imagens e media no Commons

Notas e referênciasEditar

Ligações externasEditar