Abrir menu principal
Glenn Theodore Seaborg Medalha Nobel
Descoberta de dez elementos transurânicos, seabórgio
Nascimento 19 de abril de 1912
Ishpeming, Michigan,  Estados Unidos
Morte 25 de fevereiro de 1999 (86 anos)
Lafayette, Califórnia,  Estados Unidos
Residência Estados Unidos
Nacionalidade Estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Etnia Sueco-americano
Cônjuge Helen L. Seaborg
Alma mater Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade da Califórnia em Los Angeles
Ocupação químico, professor universitário, cientista nuclear
Prêmios Prêmio ACS de Química Pura (1947), Medalha William H. Nichols (1948), Nobel prize medal.svg Nobel de Química (1951), Medalha Perkin (1957), Prêmio Enrico Fermi (1959), Medalha Franklin (1963), Medalha Priestley (1979, Medalha Glenn T. Seaborg (1987), Prêmio Vannevar Bush (1988), Medalha Nacional de Ciências (1991), Prêmio George C. Pimentel de Química (1994), National Inventors Hall of Fame (2005)
Empregador Universidade da Califórnia em Berkeley, Projeto Manhattan, Comissão de Energia Atômica dos Estados Unidos
Religião apostasia ao catolicismo
Causa da morte acidente vascular cerebral
Assinatura
Glenn T Seaborg signature.svg
Orientador(es) George Ernest Gibson e Gilbert Newton Lewis
Instituições Universidade da Califórnia em Berkeley, Projeto Manhattan
Campo(s) Química nuclear

Glenn Theodore Seaborg (Ishpeming, 19 de abril de 1912Lafayette, 25 de fevereiro de 1999) foi um químico estadunidense.

Foi agraciado com o Nobel de Química de 1951 pelas suas descobertas na química dos elementos transurânicos[1].

Durante o Projeto Manhattan, Seaborg foi o responsável pela definição da escala dos procedimentos para produzir grandes quantidades de plutônio. Foi também responsável pela descoberta e isolamento de 10 elementos químicos transurânicos: o próprio plutônio, e também o amerício, cúrio, berquélio, califórnio, einstênio, férmio, mendelévio, nobélio e seabórgio, que recebeu este nome em sua homenagem.

Referências

  1. «Chemistry Laureates: Fields». www.nobelprize.org. Consultado em 9 de agosto de 2018 

Ligações externasEditar