Abrir menu principal

Coordenadas: Sky map 15h 19m 28s, −07° 43′ 19″

Gliese 581 c
Exoplaneta Extrelas com exoplanetas
Exoplanet Comparison Gliese 581 c.png
Comparação de tamanho entre a Terra, Gliese 581c e Netuno.
Estrela mãe
Estrela Gliese 581
Constelação Libra
Ascensão reta 15h 19m 26s
Declinação −07° 43′ 20″
Magnitude aparente 10,55
Distância 20,3 ± 0,3 anos-luz
6,2 ± 0,1 pc
Tipo espectral M3V
Elementos orbitais
Semieixo maior 0,07 UA
Periastro 0,06 UA
Apoastro 0,08 UA
Excentricidade 0,17 ± 0,07
Período orbital 12,9292 ± 0,0047 dias 0,0353976 anos
Velocidade orbital 62 km/s
Inclinação ≥30°
Argumento do periastro −110 ± 25°
Semi-amplitude 3,24 ± 0,24 m/s m/s
Características físicas
Massa ≥5,36 M
Temperatura 20 °C / 293 K
Descoberta
Data da descoberta 4 de abril de 2007
Descobridores Stéphane Udry et al.
Método de detecção Velocidade radial
Estado da descoberta Publicada
Outras designações
Gl 581 c, GJ 581 c

Gliese 581 c ou Gl 581 c é um exoplaneta que orbita a estrela Gliese 581. É o segundo planeta descoberto no sistema Gliese 581 e o terceiro a partir da estrela. Com uma massa de pelo menos 5,5 vezes a massa da Terra, é classificado como uma Superterra (categoria de planetas que possui massa de cerca de 5 a 10 vezes a massa terrestre).

Gliese 581 c ganhou um grande interesse de astrônomos, pois é considerado o primeiro planeta potencialmente semelhante à Terra encontrado na zona habitável de sua estrela, o que o permite ter uma temperatura adequada para a existência de água líquida em sua superfície e, portanto, é potencialmente capaz de suportar formas extremófilas de vida. No entanto, mais pesquisas lançaram dúvidas sobre a habitabilidade do planeta. Foi constatado que ele está sob o efeito do acoplamento de maré, o que impede o movimento de rotação, fazendo com que seja eternamente dia em um lado do planeta e eternamente noite no outro. Se a vida tivesse a chance de emergir, a maior expectativa de sobrevivência estaria na zona de crepúsculo.

Em termos astronômicos, o sistema Gliese 581 é relativamente próximo à Terra, a 20,37 anos-luz (192 trilhões de quilômetros) na direção da constelação de Libra. Essa distância, juntamente com as coordenadas de declinação e ascensão reta, fornece sua localização exata em nossa galáxia.

Características

Baseando-se numa projecção da temperatura à superfície, Gliese 581 c poderá ser o primeiro planeta extra-solar semelhante à Terra. Possui um diâmetro cinquenta por cento maior que o da Terra (estimativa baseada na sua massa), e quase cinco vezes mais maciço, fazendo com que a gravidade à superfície seja 2,15 vezes mais forte que a terrestre. Porém, se sua superfície contiver grande quantidade de gelo ou água, sua gravidade será 1,3 vez maior que a da Terra. Um terráqueo de 50 quilos pesaria 65 em Gliese 581c. O planeta pode estar sempre com a mesma face virada para a sua estrela-mãe. Este efeito pode fazer com que o Gliese 581c apresente diferenças de temperatura bastante consideráveis entre a face sempre iluminada e a face em noite eterna. Por outro lado, as partes entre as duas faces podem possuir um clima moderado, mais propício para o surgimento da vida.[1] Em alternativa, a circulação atmosférica pode redistribuir o calor da estrela de forma mais equilibrada, permitindo uma habitabilidade maior.[2]

Segundo o co-autor do estudo que identificou o planeta, o astrofísico francês Xavier Bonfils do Observatório Astronómico de Lisboa, a temperatura pode variar entre zero e 40 graus Celsius, ou seja, pode ter água em estado líquido à superfície.[3]

 
Concepção artística sobre a possível aparência de Gliese 581 c.

Potencialidade de vida

Cientistas da NASA disseram que o novo planeta, caso fosse possível, poderia ser alvo de pesquisas tripuladas, já que existe a tendência de que os seres humanos possam sobreviver às condições do novo planeta.[carece de fontes?]

Na verdade vários planetas gigantes-gasosos como Júpiter já foram descobertos em órbitas muito mais promissoras do que Gliese 581 c em torno das suas estrelas, dentro da zona habitável onde poderia existir água líquida na superfície dos seus satélites naturais. O entusiasmo com o planeta de Gliese 581 é pelo fato de que ele é o primeiro mundo semelhante à Terra encontrado na zona habitável de uma estrela enquanto que nunca foi avistado um satélite natural de outros mundos gasosos fora do Sistema Solar.

Referências

  1. Perlman, David. "New planet found: It might hold life", San Francisco Chronicle, 24-04-2007. Acedido em 2007-04-24.
  2. Alpert, Mark. "Red Star Rising: Small, cool stars may be hot spots for life". Acedido em 07-11-2005.
  3. Naves, Filomena. "Descoberto outro planeta habitável além da Terra Arquivado em 28 de abril de 2007, no Wayback Machine.",. Diário de Notícias, 25-04-2007.

Ver também

Ligações externas