Godzilla vs. Kong

filme de monstros estadunidense de 2021 dirigido por Adam Wingard

Godzilla vs. Kong (br/pt: Godzilla vs. Kong)[3][4] é um filme de monstros estadunidense dirigido por Adam Wingard. É uma continuação de Godzilla II: Rei dos Monstros (2019) e Kong: Ilha da Caveira (2017), e é o quarto filme do MonsterVerse da Legendary Entertainment. O filme também é o 36º filme da franquia Godzilla, o 12º filme da franquia King Kong e o quarto filme do Godzilla a ser completamente produzido por um estúdio de Hollywood.[nota 1] O filme é estrelado por Alexander Skarsgård, Millie Bobby Brown, Rebecca Hall, Brian Tyree Henry, Shun Oguri, Eiza González, Julian Dennison, Lance Reddick, Kyle Chandler e Demián Bichir. No filme, Kong entra em conflito com Godzilla, enquanto os humanos atraem o gorila gigante até a Terra Oca com o intuito de recuperar uma fonte de energia para um dispositivo que pare os ataques misteriosos de Godzilla.

Godzilla vs. Kong
Godzilla vs. Kong (PRT/BRA)
 Estados Unidos
2021 •  cor •  113 min 
Direção Adam Wingard
Produção Mary Parent
Alex Garcia
Eric McLeod
Jon Jashni
Thomas Tull
Brian Rogers
Roteiro Eric Pearson
Max Borenstein
História Terry Rossio
Michael Dougherty
Zach Shields
Baseado em Godzilla, de Toho
King Kong, de Merian C. Cooper e Edgar Wallace
Elenco Alexander Skarsgård
Millie Bobby Brown
Rebecca Hall
Brian Tyree Henry
Shun Oguri
Eiza González
Jessica Henwick
Julian Dennison
Kyle Chandler
Demián Bichir
Gênero ação
aventura
ficção científica
Música Tom Holkenborg
Cinematografia Ben Seresin
Edição Josh Schaeffer
Companhia(s) produtora(s) Legendary Entertainment
Distribuição Warner Bros. Pictures
(Mundialmente)
Toho
(Japão)
Lançamento
  • 31 de março de 2021 (Estados Unidos)
  • 6 de maio de 2021 (Brasil)[1]
Idioma inglês
Orçamento $ 160 milhões
Receita $ 415,6 milhões[2]
Cronologia
Godzilla: King of the Monsters
(2019)

O projeto foi anunciado em outubro de 2015, quando a Legendary anunciou planos para um universo cinematográfico compartilhado entre Godzilla e King Kong. A sala de roteiristas do filme foi montada em março de 2017 e Wingard foi anunciado como diretor em maio de 2017. As filmagens começaram em novembro de 2018 no Havaí, na Austrália e em Hong Kong e foi encerrada em abril de 2019.

Depois de ter sido adiado em novembro de 2020 devido à pandemia de COVID-19, Godzilla vs. Kong foi lançado internacionalmente em 24 de março de 2021, e nos Estados Unidos em 31 de março, onde foi lançado nos cinemas e na HBO Max simultaneamente. O filme recebeu avaliações geralmente positivas dos críticos, com elogios aos efeitos visuais e sequências de ação, mas críticas ao roteiro e aos personagens humanos. Arrecadou US $ 415,6 milhões em todo o mundo, tornando-se o terceiro filme de maior bilheteria de 2021. No Brasil o filme foi adiado para o dia 06 de maio de 2021.[1]

EnredoEditar

Cinco anos após Godzilla derrotar Ghidorah, Kong é monitorado pela Monarch dentro de uma cúpula gigante na Ilha da Caveira. Kong é visitado por Jia, a última nativa Iwi e filha adotiva da especialista em Kong, Ilene Andrews (Rebecca Hall). Além disso, ela é surda e se comunica com Kong através da linguagem de sinais.

Bernie Hayes (Brian Tyree Henry), um funcionário da Apex Cybernetics e apresentador de um podcast de teorias da conspiração envolvendo os Titãs, extrai dados que sugerem atividades sinistras em uma instalação de Pensacola. No entanto, Godzilla de repente ataca a instalação. Durante o ataque, Bernie vê de relance com um dispositivo enorme. Madison Russell (Millie Bobby Brown), uma fã do podcast de Bernie, convoca seu amigo Josh (Julian Dennison) para investigar os ataques de Godzilla.

O CEO da Apex, Walter Simmons (Demián Bichir) recruta Nathan Lind (Alexander Skarsgård), um teórico da Terra Oca, para guiar a busca por uma fonte de energia vinda de lá, o mundo natal dos Titãs. Nathan está inicialmente hesitante porque seu irmão morreu em uma expedição até lá devido a um forte efeito gravitacional reverso. Ele concorda depois que Walter revela que a Apex desenvolveu naves especiais capazes de suportar a pressão exercida pelo enorme campo gravitacional (V.A.T.O.s, ou Veículo Aéreo da Terra Oca).

Nathan se encontra com Ilene e a convence a deixar Kong guiá-los através da Terra Oca através de um posto avançado na Antártica. Nathan, Ilene e uma equipe da Apex liderada pela filha de Walter, Maya (Eiza González), embarcam em um navio modificado escoltado pela Marinha dos Estados Unidos que carrega um Kong sedado e contido. Godzilla ataca o comboio e luta contra Kong, mas recua depois que os navios desativam seu poder e o fazem pensar que estão destruídos. Para evitar alertar Godzilla, Kong é levado por aviões e helicópteros para a entrada da Terra Oca, e Jia o convence a entrar no túnel enquanto a equipe o segue nos V.A.T.O.s.

Madison e Josh encontram Bernie, que se junta à investigação. Eles entram na base destruída da Apex e descobrem uma instalação subterrânea secreta e são inadvertidamente presos em um monotrilho subterrâneo para uma instalação da Apex em Hong Kong, onde involuntariamente se deparam com Mechagodzilla, um robô telepaticamente controlado por Ren Serizawa (Shun Oguri), filho do falecido Ishirō Serizawa, através das redes neurais da cabeça decepada de Ghidorah; mas isso é prejudicado pelas limitações de seu fornecimento de energia. Walter pretende aproveitar a energia da Terra Oca para superar as limitações de Mechagodzilla.

Dentro da Terra Oca, Kong e a equipe encontram um ecossistema semelhante à Ilha da Caveira. Eles descobrem a sala do trono ancestral de sua espécie, onde encontram restos de uma antiga guerra com a espécie de Godzilla e um machado feito de outras placas dorsais de Godzilla. Conforme eles identificam a fonte de energia, a equipe Apex envia sua assinatura de volta para sua base em Hong Kong, apesar dos protestos de Ilene. Atraído pela ativação de Mechagodzilla, Godzilla chega em Hong Kong e, sentindo Kong, perfura diretamente o solo até a sala do trono com seu bafo atômico. No caos que se seguiu, Maya e a equipe Apex tentam escapar, mas seu V.A.T.O. é esmagado por Kong. Kong, Ilene, Jia e Nathan sobem para Hong Kong, onde Godzilla e Kong lutam. Godzilla é inicialmente dominado por Kong, mas sai vitorioso enquanto Kong começa a ficar exausto.

Madison, Josh e Bernie são pegos pelos seguranças e levados para Walter. Apesar das preocupações de Ren sobre a volatilidade da fonte de energia, Walter ordena que ele ative o Mechagodzilla. Eles perdem o controle do robô, que mata Walter e eletrocuta Ren e, em seguida, começa a atacar Hong Kong. Godzilla e Mechagodzilla lutam, mas este domina a luta. Nathan revive Kong ao destruir o V.A.T.O., e Jia o convence a ajudar Godzilla. Enquanto Mechagodzilla domina ambos os Titãs, Josh dá um curto-circuito nos controles de Mechagodzilla com um frasco de alvejante de Bernie, interrompendo momentaneamente o robô. Godzilla sobrecarrega o machado de Kong com seu sopro atômico, permitindo que Kong destrua Mechagodzilla. Madison, Bernie e Josh se reencontram com Mark Russell (Kyle Chandler), enquanto Godzilla e Kong se olham brevemente até que os dois sigam caminhos separados.

Algum tempo depois, a Monarch estabelece um posto de observação na Terra Oca, onde Kong agora governa.

ElencoEditar

  • Alexander Skarsgård como Nathan Lind:
    Um geólogo da Monarch e cartógrafo-chefe que trabalha com Kong e mapeia a missão para a Terra Oca. Skarsgård descreveu seu personagem como um herói relutante que "não é um alfa, fodão" e "jogado nessa situação muito perigosa e definitivamente não está preparado para isso". Skarsgård definiu Nathan como uma homenagem aos filmes dos anos 1980 como Indiana Jones, Tudo por uma Esmeralda, Máquina Mortífera e Duro de Matar.[6][7][8][9] Skarsgård se preparou para o filme pesquisando a Terra Oca,[10] e aprendendo a linguagem de sinais para se comunicar com Kayle Hottle.[11]
  • Millie Bobby Brown como Madison Russell:
    A filha dos cientistas da Monarch, Mark e da falecida Emma Russell. Madison acredita que há uma razão para o mau comportamento de Godzilla, suspeitando de uma conspiração formulada pela Apex Cybernetics. Ela começa a investigar com Josh Valentine e Bernie Hayes. Brown descreveu o filme como uma história de amadurecimento para Madison, observando que a personagem "cresceu" e se tornou mais "independente" desde os eventos do filme anterior, afirmando: "Seu enredo definitivamente evoluiu muito na maneira como ela lida com as coisas, sua atitude perante a vida, quanto mais forte de uma pessoa. O produtor Alex Garcia descreveu Madison como a "defensora de Godzilla neste filme", ​​que tenta "justificar" Godzilla e suas razões.[12][13]
  • Rebecca Hall como Ilene Andrews:
    Uma linguista antropológica da Monarch e mãe adotiva de Jia. Hall descreveu sua participação como "esmagadora" devido ao filme ser seu primeiro projeto após a gravidez, mas achou a experiência "emocionante". Hall descreveu Ilene como "a Jane Goodall de Kong".[14][15][9]
  • Brian Tyree Henry como Bernie Hayes:
    Um ex-técnico da Apex Cybernetics que se tornou um teórico da conspiração, ajudando Madison e Josh a expor a Apex. Henry descreveu Bernie como um "maluco" com um nível de "coração" e "lealdade". Henry observou que a trágica morte da esposa de Bernie o moldou para se tornar um teórico da conspiração com um podcast mais elaborado, "seu objetivo é usar as ferramentas à sua disposição para levar a verdade para as pessoas. Sempre me refiro a Bernie como Anônimo. Ele pode ver as injustiças, mas ninguém realmente o ouve". Devido à natureza protetora de Bernie em relação a Madison e Josh, Henry, brincando, comparou Bernie a Brienne de Tarth.[12][13]
  • Shun Oguri como Ren Serizawa:
    O filho do falecido cientista Ishirō Serizawa, e um cientista e engenheiro de tecnologia da Apex Cybernetics,[16] que é o piloto telepático do Mechagodzilla. Oguri descreveu o objetivo de Ren como tentar "proteger a Terra", no entanto, os meios para seu objetivo diferem de "todos os outros e de seu pai". Oguri observou que Ren "meio que" seguiu os passos de seu pai, mas afirmou: "ele não acredita que foi ouvido por seu pai".[12]
  • Eiza González como Maya Simmons:
    Uma executiva de alto nível da Apex Cybernetics e filha de Walter Simmons. González descreveu seu papel como "uma mulher muito inteligente por trás de uma empresa". Ela também descreveu o filme como "um pouco cômico". González observou ter gostado do fato de sua personagem ser uma mulher latina com alta posição dentro de uma empresa, e não forçada a um estereótipo.[17][9]
  • Julian Dennison como Josh Valentine:
    Um amigo de Madison ajudando ela e Bernie a investigarem a origem do mau comportamento de Godzilla. Dennison descreveu seu personagem como um "nerd" e Madison como sua "única amiga". Dennison chamou Josh de, o "amigo da tecnologia" de Madison, e o "realista da dupla", afirmando, "ele meio que fala, 'Oh, não devemos fazer isso porque vamos morrer.' E ela disse, 'Não, vai ficar tudo bem.' Então, acho que eles se entendem muito bem. E eles são uma mistura muito boa de apenas loucura". Dennison fez o teste de tela com Millie Bobby Brown usando cenas de Romeu e Julieta.[13][12][9]
  • Lance Reddick como Guillermin:
    O diretor da Monarch. O papel de Reddick era originalmente maior, Wingard afirmou: "Houve uma cena no início do filme, uma grande cena de sala de diretoria onde eles estão preparando a missão. Ele tinha um papel maior, mas, no final das contas, não precisávamos dessa cena".[18] Ele só aparece em duas cenas rápidas.[19]
  • Kyle Chandler como Dr. Mark Russell:
    Pai de Madison, vice-diretor de projetos especiais da Monarch e especialista em comunicação e comportamento animal.[12][9]
  • Demián Bichir como Walter Simmons:
    Pai de Maia, CEO e fundador da Apex Cybernetics, uma organização de tecnologia investida na tentativa de resolver o "problema Titã" da Terra, criando secretamente o Mechagodzilla para exterminá-los. Walter é um empresário visionário e bilionário que quer ajudar a humanidade e tornar o mundo um lugar mais seguro, mas entra em conflito com a Monarch sobre seus ideais divergentes sobre o que é melhor para a humanidade. O produtor Alex Garcia disse que Walter "subiu para uma posição ... nos assentos do poder e está querendo ajudar a conter e parar a loucura e a destruição". Garcia afirmou que Walter não é necessariamente um vilão ou um personagem maquiavélico, mas é "um personagem muito complexo que acredita que está fazendo a coisa certa. E ele pode estar, mas é aí que o mistério no centro do filme entra em jogo".[16]
  • Kaylee Hottle como Jia:
    Uma jovem órfã surda de Iwi que forma um vínculo especial com Kong e é filha adotiva de Ilene.[13][15]

Além disso, Hakeem Kae-Kazim interpreta o Almirante Wilcox; Ronny Chieng interpreta Jay Wayne; John Pirruccello interpreta Horace; e Chris Chalk interpreta Ben.[20] Zhang Ziyi e Jessica Henwick foram escaladas, mas não apareceram na versão final do filme,[19] com Ziyi pretendendo ter reprisado seu papel de Godzilla II: Rei dos Monstros.

ProduçãoEditar

DesenvolvimentoEditar

Em setembro de 2015, a Legendary mudou Kong: Skull Island da Universal para a Warner Bros., o que gerou especulações na mídia de que Godzilla e King Kong apareceriam em um filme juntos.[21][22] Em outubro de 2015, a Legendary confirmou que iria unir Godzilla e King Kong em Godzilla vs. Kong, na época previsto para um lançamento em 29 de maio de 2020. A Legendary planeja criar uma franquia cinematográfica compartilhada "centrada na Monarch" que "reúne Godzilla e o lendário King Kong em um ecossistema de outras super-espécies gigantes, clássicas e novas".[23] O produtor Alex Garcia confirmou que o filme não será um remake de King Kong vs. Godzilla, afirmando que “a ideia não é refazer esse filme".[24] Em maio de 2017, Adam Wingard foi anunciado como o diretor de Godzilla vs. Kong.[25]

Em julho de 2017, Wingard falou sobre o esboço criado pela sala dos roteiristas, afirmando: "Estamos detalhando muito todos os personagens, os arcos que eles têm, como eles se relacionam e, o mais importante, como se relacionam com os monstros, e como os monstros se relacionam com eles ou os refletem". Ele também afirmou que ele e sua equipe estão indo "batida a batida" no esboço, afirmando: "Então, mais uma vez, é uma discussão e sobre como torná-la o mais forte possível, para que quando Terry [Rossio] escreva o roteiro, ele tenha uma análise definitiva do que incluir".[26] Em agosto de 2017, Wingard falou sobre sua abordagem para os monstros, afirmando:

"Eu realmente quero que você leve esses personagens a sério. Eu quero que você se envolva emocionalmente, não apenas com os personagens humanos, mas na verdade com os monstros. É um filme enorme de luta de monstros. Há muitos monstros enlouquecendo uns com os outros, mas no final do dia eu quero que haja um impulso emocional para isso. Eu quero que você se envolva emocionalmente com eles. Acho que é isso que vai tornar tudo muito legal".[27]

Wingard expressou seu desejo de que o filme tenha um vencedor definitivo, afirmando:

“Eu quero que haja um vencedor. O filme original foi muito divertido, mas você se sente um pouco decepcionado porque o filme não assume uma posição definitiva. As pessoas ainda estão debatendo agora quem ganhou naquele filme original, sabe. Então, eu quero que as pessoas saiam deste filme pensando, 'Ok, há um vencedor'".[28]

Wingard também confirmou que o filme vai se relacionar com Godzilla II: Rei dos Monstros, será ambientado nos tempos modernos e apresentará um "Kong mais robusto, um pouco mais velho".[29]

RoteiroEditar

Em março de 2017, a Legendary montou uma sala de roteiristas para desenvolver a história de Godzilla vs. Kong, com Terry Rossio (que co-escreveu um roteiro não produzido de Godzilla da TriStar) liderando uma equipe composta por Patrick McKay, J. D. Payne, Lindsey Beer, Cat Vasko, T.S. Nowlin, Jack Paglen e J. Michael Straczynski.[30] Sobre a sua experiência com a sala dos roteiristas, Rossio afirmou:

"Godzilla vs. Kong foi minha primeira experiência administrando uma sala de roteiristas, e foi fantástico. Foi incrível ler amostras, conhecer diferentes roteiristas e elaborar uma história em um ambiente de grupo. Parecia uma animação, onde o filme está acontecendo nas paredes, e o resultado final é melhor do que qualquer pessoa poderia conseguir sozinha".[31]

Michael Dougherty e Zach Shields, o diretor e co-escritores de Godzilla II: Rei dos Monstros, forneceram reescritas para garantir que certos temas de Rei dos Monstros fossem transportados e que alguns personagens fossem devidamente desenvolvidos.[32] Dougherty revelou como escreveu para os personagens-título e como o filme abordaria suas diferentes interações com as pessoas. Para Kong, Dougherty afirmou que o filme apresentaria "aqueles momentos únicos, e até mesmo afetuosos, de união" entre Kong e os humanos, já que eles têm sido um grampo do personagem desde o filme de 1933. Para Godzilla, sua conexão com os humanos seria "mais implícita", já que seu lado mais suave raramente é mostrado.[33] Eric Pearson e Max Borenstein receberam crédito pelo roteiro, enquanto Rossio, Dougherty e Shields receberam crédito pela história.[34]

ElencoEditar

Em junho de 2017, foi anunciado que Zhang Ziyi havia se juntado ao MonsterVerse da Legendary, tendo um papel supostamente "fundamental" em Godzilla II: Rei dos Monstros e Godzilla vs. Kong.[35] Em junho de 2018, Julian Dennison foi escalado junto com Van Marten, enquanto Millie Bobby Brown e Kyle Chandler reprisariam seus papéis de Godzilla II: Rei dos Monstros.[36] A Legendary também enviou uma proposta para Frances McDormand para um papel.[37] Em julho de 2018, foi revelado que Danai Gurira estava em negociações iniciais para se juntar ao filme.[38] Em outubro de 2018, Brian Tyree Henry,[39] Demián Bichir,[40] Alexander Skarsgård,[41] Eiza González,[42] e Rebecca Hall foram adicionados ao elenco.[43] Em novembro de 2018, Jessica Henwick,[44] Lance Reddick[45] e Shun Oguri foram escalados, com Oguri fazendo sua estréia em Hollywood.[46] Apesar de não ter sido confirmada pelo estúdio, Danai Gurira foi brevemente citada no elenco pelo Collider e ScreenGeek, embora nem ela nem Henwick tenham aparecido na versão final do filme.[47][48]

Durante uma revisão do filme na data de lançamento, o cineasta James Rolfe revelou que ele recebeu uma oferta de participação de Wingard, mas ele recusou devido ao nascimento de sua segunda filha na época anterior ao início das filmagens.[49]

FilmagensEditar

A fotografia principal começou em 12 de novembro de 2018 no Havaí e na Austrália e esperava-se que terminasse em fevereiro de 2019 sob o título provisório Apex.[50][51] A produção estava inicialmente programada para começar em 1º de outubro de 2018.[52] Para a filmagem no Havaí, a equipe filmou no USS Missouri, em Manoa Falls e no centro de Honolulu. A equipe montou um acampamento na Rodovia Kalanianaole, que estava fechada até 21 de novembro. Equipes locais e figurantes foram usados ​​para o filme.[53] Em janeiro de 2019, as filmagens foram retomadas em Gold Coast, Queensland, no Village Roadshow Studios por mais 26 semanas.[54][55] Os locais de filmagem na Austrália incluíram a Miami State High School e partes de Brisbane, como o subúrbio de Newstead, o Chinatown Mall em Fortitude Valley e o Wickham Terrace Car Park.[56] Em abril de 2019, Wingard confirmou via Instagram que as filmagens na Austrália haviam terminado.[57] Naquele mesmo mês, Wingard revelou Hong Kong como um dos locais finais de filmagem[56] e que a fotografia principal estava encerrada.[58]

Trilha SonoraEditar

Em junho de 2020, Tom Holkenborg (aka Junkie XL) foi anunciado como o compositor do filme.[59] Wingard se encontrou com Holkenborg em 2018, ao qual ele admitiu ter escrito recreacionalmente músicas para o Godzilla anos antes, devido ao fato de Holkenborg ser um fã. Holkenborg começou a se comunicar com o diretor depois, ajustou o material e tocou para o diretor, afirmando que Wingard estava "totalmente apaixonado". Holkenborg solicitou um bumbo com cerca de três metros de diâmetro, mas o construtor só conseguiu reduzi-lo a 2,5 metros.[60]

LançamentoEditar

MarketingEditar

Em maio de 2019, o primeiro pôster promocional de uma folha foi revelado na Licensing Expo.[61] Em junho de 2019, a Warner Bros. exibiu uma prévia para os expositores europeus na CineEurope.[62] Em agosto de 2019, foi anunciado que a Disruptor Beam desenvolverá um jogo mobile para o lançamento do filme.[63] Em dezembro de 2019, um breve clipe foi revelado durante um filme da Warner Bros. na Comic Con Experience, e mais tarde vazou online.[64] Em janeiro de 2020, imagens do Hong Kong Toys & Games Fair exibindo figuras relacionadas ao filme vazaram online.[65] Em fevereiro de 2020, a Toho e a Legendary anunciaram o Programa de Publicação de Godzilla vs. Kong e licenciados. Por meio do programa de publicação, a Legendary planeja lançar duas histórias em quadrinhos, uma seguindo Godzilla e a outra seguindo Kong, um livro de arte, novelizações e um livro infantil. Entre os licenciados nomeados estavam Playmates Toys, Bioworld, Rubies, Funko, 60Out e a Virtual Reality Company.[66] Em abril de 2020, imagens de bonecos de brinquedo vazaram online, revelando diferentes formas de Godzilla e Kong, além de um novo monstro chamado Nozuki.[67] Em julho de 2020, imagens de figuras da Playmate e embalagens com arte conceitual foram lançadas online.[68] Em dezembro de 2020, breves clipes do filme foram exibidos durante a Comic Con Experience.[69] Em janeiro de 2021, mais cenas breves foram incluídas em uma prévia do HBO Max.[70] No mesmo mês, o primeiro teaser pôster foi lançado online, junto com a confirmação da data de lançamento do trailer.[71] O primeiro trailer completo foi lançado em 24 de janeiro de 2021.[72]

Cinema e streamingEditar

Godzilla vs. Kong está programado para ser lançado simultaneamente nos cinemas e na HBO Max em 26 de março de 2021.[73] Foi distribuído nos cinemas mundialmente pela Warner Bros. Pictures, exceto no Japão, onde é distribuído pela Toho, enquanto a WarnerMedia transmitirá o filme por um mês na HBO Max nos Estados Unidos.[50][74] O filme foi adiado várias vezes e estava programado para ser lançado em 2020 em 13 de março, 22 de maio, 29 de maio, 20 de novembro e, posteriormente, adiado para 21 de maio de 2021 devido à pandemia COVID-19.[75][76] Em fevereiro de 2020, a Warner Bros. realizou uma exibição teste não anunciada, que recebeu uma resposta "principalmente positiva".[77]

Em novembro de 2020, o The Hollywood Reporter confirmou que o filme estava sendo considerado para um lançamento em streaming. A Netflix ofereceu US $ 200-250 milhões,[78] mas a WarnerMedia bloqueou o acordo em favor de sua própria oferta de lançar o filme na HBO Max. No entanto, a Warner Bros. reiterou que seus planos de lançamento nos cinemas continuarão conforme programado. O CEO da WarnerMedia, Jason Kilar, e a presidente da Warner Bros., Ann Sarnoff, estão considerando opções que poderiam incluir um lançamento simultâneo no cinema e em streaming, uma estratégia que a Warner Bros. havia feito para Mulher Maravilha 1984.[79] Em dezembro de 2020, a Warner Bros. anunciou que o filme, junto com outras produções programadas para 2021, terão lançamentos simultâneos no mesmo dia nos cinemas e na HBO Max, com um mês de acesso para seu lançamento em streaming.[74]

Uma semana após o anúncio, a Variety e o Deadline Hollywood relataram que a Legendary Entertainment, os financiadores e os talentos com acordos de back-end não estavam satisfeitos com os planos de multi-lançamento da WarnerMedia e as intenções não transparentes. A Legendary não foi avisada com antecedência sobre a decisão de multi-lançamento, nem sobre como Duna e Godzilla vs. Kong seriam distribuídos. O estúdio planejou ter discussões com a Warner Bros. sobre um "acordo mais generoso", entretanto uma ação legal seria considerada.[78][80] Algumas semanas depois, o Deadline informou que o filme poderia manter seu lançamento na HBO Max, mas somente se a Warner Bros. corresponder à oferta de US $ 250 milhões da Netflix.[81] Em janeiro de 2021, o The Hollywood Reporter revelou que uma batalha legal foi evitada devido a Legendary e a WarnerMedia chegarem a um acordo para manter o lançamento simultâneo do filme.[82]

Notas

  1. As versões estadunidenses de Godzilla (Godzilla, Rei dos Monstros!), King Kong vs. Godzilla e O Retorno de Godzilla (Godzilla 1985) apresentaram filmagens adicionais com atores ocidentais filmados por pequenas produtoras de Hollywood que fundiram a filmagem estadunidense com a filmagem original japonesa, a fim de atrair o público norte-americano.[5] O Invasão de Astro-Monster foi o primeiro filme de Godzilla a ser co-produzido entre um estúdio japonês (Tōhō) e um estúdio estadunidense (UPA). O primeiro filme de Godzilla a ser completamente produzido por um estúdio de Hollywood foi o filme de 1998 com o mesmo nome.

Referências

  1. a b «Godzilla vs Kong». Filme B. Consultado em 18 de abril de 2021 
  2. «Godzilla vs. Kong (2021)». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2021 
  3. AdoroCinema, Godzilla vs Kong, consultado em 25 de janeiro de 2021 
  4. Cinevisao. «GODZILLA VS. KONG». Cinevisão. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  5. Kalat, David. «A Critical History and Filmography of Toho's Godzilla Series (Second Edition)». McFarland. Consultado em 2 de junho de 2019 
  6. Furdyk, Brent (5 de novembro de 2018). «Alexander Skarsgard Spills Details About His Role In 'Godzilla Vs. Kong'». ET Canada (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2021 
  7. «Alexander Skarsgard on The Kill Team, The Stand, and Godzilla vs. Kong». Collider (em inglês). 30 de outubro de 2019. Consultado em 5 de abril de 2021 
  8. Shattuck, Kathryn (18 de outubro de 2019). «There Are Worse Roles Than the Seducer. Ask Alexander Skarsgard.». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 5 de abril de 2021 
  9. a b c d e «GODZILLA VS KONG Cast and Crew Interviews « SciFi Japan». www.scifijapan.com. Consultado em 5 de abril de 2021 
  10. «Alexander Skarsgård grew up watching Godzilla movies with his dad». Film (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2021 
  11. «Alexander Skarsgård learned sign language to communicate with his young, deaf 'Godzilla vs. Kong' costar». EW.com (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2021 
  12. a b c d e «CS Visits the Australia Set of Godzilla vs. Kong!». ComingSoon.net (em inglês). 22 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de abril de 2021 
  13. a b c d «'Godzilla vs. Kong': 51 Things We Learned While Visiting the Set of the MonsterVerse's Epic Smackdown». Collider (em inglês). 22 de fevereiro de 2021. Consultado em 5 de abril de 2021 
  14. ghermanns (14 de abril de 2020). «CS Interview: Rebecca Hall on Tales from the Loop, Godzilla vs. Kong». ComingSoon.net (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2021 
  15. a b «'Godzilla vs. Kong' Trailer Breakdown: 69 Images Tease MonsterVerse Showdown». Collider (em inglês). 24 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de abril de 2021 
  16. a b 12 Things You Need to Know About Godzilla vs. Kong - IGN (em inglês), consultado em 5 de abril de 2021 
  17. «Eiza González on Paradise Hills, Bloodshot, and Godzilla vs. Kong». Collider (em inglês). 31 de outubro de 2019. Consultado em 5 de abril de 2021 
  18. March 2021, Jack Shepherd 31. «Godzilla vs. Kong director Adam Wingard explains why Lance Reddick's role was cut down to a cameo». Total Film (em inglês). Consultado em 5 de abril de 2021 
  19. a b «Godzilla vs. Kong Director Says There's Enough Footage for 'Five-Hour' Cut». Den of Geek (em inglês). 2 de abril de 2021. Consultado em 5 de abril de 2021 
  20. «GODZILLA VS. KONG (2021) Reviews and overview». MOVIES and MANIA (em inglês). 16 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de abril de 2021 
  21. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (10 de setembro de 2015). «King Kong On Move To Warner Bros, Presaging Godzilla Monster Matchup». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  22. «Hollywood Gorilla Warfare: It's Universal vs. Legendary Over 'Kong: Skull Island' (and Who Says "Thank You")». The Hollywood Reporter (em inglês). 16 de setembro de 2015. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  23. «LEGENDARY AND WARNER BROS. PICTURES ANNOUNCE CINEMATIC FRANCHISE UNITING GODZILLA, KING KONG AND OTHER ICONIC GIANT MONSTERS». Legendary (em inglês). 14 de outubro de 2015. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  24. «Interview: Alex Garcia - Roundtable (2015)». www.tohokingdom.com. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  25. «'Godzilla vs. Kong' Finds Its Director With Adam Wingard (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). 30 de maio de 2017. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  26. Gingold, Michael (20 de julho de 2017). «Adam Wingard Talks GODZILLA VS. KONG And Directorial Freedom». Birth.Movies.Death. (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  27. August 18, E. Oliver WhitneyPublished:; 2017. «Adam Wingard Wants 'Godzilla vs. Kong' to Make You Cry». ScreenCrush (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  28. Nordine, Michael; Nordine, Michael (20 de agosto de 2017). «'Godzilla vs. Kong': Adam Wingard Says the Epic Battle Will Have a Definitive Winner». IndieWire (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  29. «Godzilla vs. Kong Set in Modern Day». ScreenRant (em inglês). 23 de agosto de 2017. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  30. «'Kong: Skull Island' Sequel Plans: 'Godzilla vs. Kong' Sets Writers Room (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). 10 de março de 2017. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  31. «'Pirates of the Caribbean' Screenwriter on How a Budget Crisis Changed the Villains». The Hollywood Reporter (em inglês). 26 de maio de 2017. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  32. Osoria, Jacob (6 de março de 2019). «'Godzilla vs. Kong' Got Rewrites from Mike Dougherty & Zach Shields ('Godzilla: King of the Monsters')». GWW (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  33. «Godzilla 2 Director Explains Godzilla & Kong's Different Connections to Humanity». ScreenRant (em inglês). 5 de maio de 2019. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  34. «Godzilla vs. Kong - WGA Directory». findawriter.wgaeast.org. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  35. Hipes, Patrick; Hipes, Patrick (9 de junho de 2017). «Zhang Ziyi Comes Aboard 'Godzilla' And Beyond». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  36. «'Deadpool 2' Star Julian Dennison Joins 'Godzilla vs. Kong'». The Hollywood Reporter (em inglês). 2 de junho de 2018. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  37. «Exclusive: 'DEADPOOL 2's' Julian Dennison Joins 'GODZILLA VS KONG' - That Hashtag Show». web.archive.org. 12 de junho de 2018. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  38. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (13 de julho de 2018). «Danai Gurira In Early 'Godzilla Vs. Kong' Talks As 'Star Trek' Also Looms For 'Walking Dead' & 'Black Panther' Star». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  39. Kroll, Justin; Kroll, Justin (10 de outubro de 2018). «Brian Tyree Henry to Co-Star With Millie Bobby Brown in 'Godzilla vs. Kong' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  40. «Demián Bichir Joining Millie Bobby Brown in 'Godzilla vs. Kong'». The Hollywood Reporter (em inglês). 17 de outubro de 2018. Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  41. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (25 de outubro de 2018). «Alexander Skarsgård To Star In 'Godzilla Vs. Kong'». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  42. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (30 de outubro de 2018). «Eiza Gonzalez Joins Adam Wingard's 'Godzilla Vs. Kong'». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  43. Kroll, Justin; Kroll, Justin (30 de outubro de 2018). «Rebecca Hall to Star Opposite Millie Bobby Brown in 'Godzilla vs. Kong' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  44. Kroll, Justin; Kroll, Justin (9 de novembro de 2018). «'Game of Thrones' Actress Jessica Henwick Joins 'Godzilla vs. Kong' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  45. N'Duka, Amanda; N'Duka, Amanda (14 de novembro de 2018). «'Bosch' Actor Lance Reddick Cast In 'Godzilla vs. Kong'». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  46. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (11 de novembro de 2018). «Japanese Star Shun Oguri Makes Hollywood Debut In 'Godzilla Vs. Kong'». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  47. «Godzilla vs. Kong Release Date Delayed to 2021». Collider (em inglês). 13 de junho de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  48. Palmer, Frank (21 de janeiro de 2021). «'Godzilla Vs. Kong' Official Poster Released; Trailer Coming This Sunday». ScreenGeek (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  49. «AVGN explains why he turned down role in Godzilla vs Kong». Dexerto (em inglês). 2 de abril de 2021. Consultado em 5 de abril de 2021 
  50. a b «Warner Bros. Pictures' and Legendary Entertainment's Monsterverse Shifts into Overdrive as Cameras Roll on the Next Big-Screen Adventure "Godzilla Vs. Kong"». www.businesswire.com (em inglês). 12 de novembro de 2018. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  51. Prasad, R. A. Karthik. «WB & Legendary Pictures' 'Godzilla vs. Kong' Working Title Revealed – Pursue News» (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  52. Marc, Christopher (11 de julho de 2018). «'Godzilla vs Kong' Heading Back To Australia and Hawaii». GWW (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  53. nwu@staradvertiser.com, By Nina Wu; Nov. 16, 2018 (16 de novembro de 2018). «'Godzilla vs. Kong' filming on Oahu; more closures expected». Honolulu Star-Advertiser (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  54. «Godzilla vs. Kong begins filming on the Gold Coast». web.archive.org. 19 de janeiro de 2019. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  55. Staff, Editorial (22 de janeiro de 2019). «Godzilla sighting down under!». Moviehole (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  56. a b «Godzilla vs. Kong Locations». www.latlong.net (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  57. «Godzilla vs. Kong». Wikipédia, a enciclopédia livre. 17 de janeiro de 2021. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  58. «'Godzilla vs. Kong' wraps shooting». EW.com (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  59. «Tom Holkenborg (Junkie XL) Scoring Adam Wingard's 'Godzilla vs. Kong' | Film Music Reporter» (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  60. «Music Business: Inside Zack Snyder's 'Justice League' With Tom Holkenborg». web.archive.org. 17 de setembro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  61. «Godzilla vs Kong and Dune Teased in Promo Posters for the 2020 Titles». Collider (em inglês). 30 de maio de 2019. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  62. Tartaglione, Nancy; Tartaglione, Nancy (17 de junho de 2019). «Warner Bros Teases 'Joker', 'Birds Of Prey', 'Godzilla Vs Kong'; Studiocanal Goes 'Radioactive' – CineEurope». Deadline (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  63. «Godzilla vs Kong Poster Teases One Will Fall; Game In Development». Cosmic Book News (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  64. «Whoa, Kong Punches Godzilla In Super-Brief But Badass Godzilla Vs. Kong Footage». CINEMABLEND. 8 de dezembro de 2019. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  65. «Godzilla Vs. Kong Might Be Bringing In An Iconic Kaiju». CINEMABLEND. 7 de janeiro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  66. «Toho and Legendary Announce Licensees for GODZILLA VS KONG « SciFi Japan». www.scifijapan.com. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  67. «Godzilla Vs Kong Merchandise Seemingly Reveals Another Monster Heading To The Big Screen». CINEMABLEND. 8 de abril de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  68. Squires, John (18 de julho de 2020). «Upcoming 'Godzilla vs. Kong' Toys from Playmates Give Us Preview Look at the Film's Two Titans». Bloody Disgusting! (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  69. «Godzilla vs. Kong First Footage Shows Kong In Chains». ScreenRant (em inglês). 6 de dezembro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  70. Squires, John (16 de janeiro de 2021). «HBO Max Preview Includes First Footage from 'Godzilla vs. Kong', 'Mortal Kombat', 'The Conjuring 3' & 'Malignant'!». Bloody Disgusting! (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  71. Squires, John (21 de janeiro de 2021). «'Godzilla vs. Kong': Awesome New Poster Promises the Trailer This Sunday!». Bloody Disgusting! (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  72. Truitt, Brian. «'Kong bows to no one': Two beloved behemoths face off in first 'Godzilla vs. Kong' trailer». USA TODAY (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  73. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (16 de janeiro de 2021). «'Godzilla Vs. Kong' Jumps Up To March In HBO Max & Theatrical Debut». Deadline (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  74. a b D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (3 de dezembro de 2020). «Warner Bros Sets Entire 2021 Movie Slate To Debut On HBO Max Along With Cinemas In Seismic Windows Model Shakeup». Deadline (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  75. «Godzilla Vs. Kong Has Been Delayed». CINEMABLEND. 26 de novembro de 2019. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  76. «'Godzilla vs. Kong' Delays Release to 2021; 'Matrix 4' Pushed to 2022». The Hollywood Reporter (em inglês). 12 de junho de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  77. «Check Out Godzilla Vs. Kong's Director's Cryptic Post Following Reported Test Screening». CINEMABLEND. 29 de fevereiro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  78. a b Lang, Rebecca Rubin,Brent; Rubin, Rebecca; Lang, Brent (7 de dezembro de 2020). «'Dune' Producer Legendary Entertainment May Sue Warner Bros. Over HBO Max Deal». Variety (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  79. «'Godzilla vs. Kong' Likely the Latest Tentpole to Go to a Streamer (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). 25 de novembro de 2020. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  80. Jr, Peter Bart,Mike Fleming; Bart, Peter; Jr, Mike Fleming (7 de dezembro de 2020). «Bart & Fleming: While WGA, CAA & WME Fight In Court, Streamers Rewrite Movie Paydays; Will Legendary Challenge WarnerMedia Over 'Dune' & Godzilla Vs. Kong' HBO Max Move?». Deadline (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  81. Jr, Mike Fleming; Jr, Mike Fleming (22 de dezembro de 2020). «John Lee Hancock On A 30-Year Odyssey Making 'The Little Things' With Denzel Washington, Rami Malek & Jared Leto, And The Abrupt HBO Max Pandemic Pivot: The Deadline Q&A». Deadline (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  82. «Warner Bros., Legendary Nearing Deal to Resolve Clash Over 'Godzilla vs. Kong'». The Hollywood Reporter (em inglês). 8 de janeiro de 2021. Consultado em 25 de janeiro de 2021 

Ligações externasEditar