Abrir menu principal

Golden Boy (filme)

filme de 1939 dirigido por Rouben Mamoulian
Disambig grey.svg Nota: "Conflito de Duas Almas" redireciona para este artigo. Para o filme com Bill Travers, veja Passionate Summer.
Golden Boy
William Holden e Lee J. Cobb em fotografia para divulgação do filme
No Brasil Conflito de Duas Almas
Em Portugal Paixão Mais Forte
 Estados Unidos
1939 •  pb •  99 min 
Direção Rouben Mamoulian
Produção William Perlberg
Roteiro Lewis Meltzer
Daniel Taradash
Sarah Y. Mason
Victor Heerman
Clifford Odets
(peça)
Elenco Barbara Stanwyck
Adolphe Menjou
William Holden
Gênero drama
Música Victor Young
Direção de fotografia Karl Freund
Nicholas Musuraca
Direção de arte Lionel Banks
Figurino Robert Kalloch
Edição Otto Meyer
Companhia(s) produtora(s) Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 5 de setembro de 1939
Portugal 16 de maio de 1940
Idioma inglês

Golden Boy (bra: Conflito de Duas Almas[1]; prt: Paixão Mais Forte)) é um filme norte-americano de 1939, do gênero drama, dirigido por Rouben Mamoulian e estrelado por Barbara Stanwyck, Adolphe Menjou e William Holden.

Notas sobre a produçãoEditar

Considerado por Ken Wlaschin como um de seus melhores trabalhos,[2] Golden Boy é o primeiro filme de William Holden e o filme que o catapultou para a fama. Harry Cohn, o chefe de estúdio da Columbia Pictures, queria John Garfield para o papel, mas a Warner Bros. recusou-se a cedê-lo.[3][4] Daí, entre 65 candidatos, Cohn escolheu Holden, até então um mero extra com apenas duas pontas não creditadas no currículo.[3] Ele apenas acabara de completar 21 anos de idade.

Com duas semanas de filmagem, no entanto, Cohn já queria substituir Holden, devido a sua inépcia. Barbara Stanwyck, porém, tomou a si a tarefa de ajudá-lo a preparar suas cenas. Assim, graças à paciência e encorajamento de Barbara, Holden entregou uma atuação acima da média, tendo os dois demonstrado uma química perfeita.[4] Em sinal de eterna gratidão, todos os anos, na data de aniversário da estreia do filme em Hollywood, Holden enviava um buquê de flores à atriz.[5]

O roteiro é baseado na peça homônima de Clifford Odets, apresentada 250 vezes na Broadway, entre 1937 e 1938.[6] No palco, o par central morria em um acidente de automóvel, o que era inaceitável para Cohn, que exigiu um final feliz. Com isso, Odets recusou-se a fazer ele mesmo a adaptação, que foi parar nas mãos de quatro outros profissionais.[4]

O diretor Rouben Mamoulian, sempre inventivo, mostra seu talento principalmente nas sequências de boxe, fotografadas quase sempre em closes.[3][5]

A trilha sonora, de Victor Young, foi indicada ao Oscar.

SinopseEditar

Joe Bonaparte é um jovem e promissor pugilista. Enquanto seu treinador Tom Moody e Lorna Moon (amante de Tom) querem que ele faça carreira no boxe, o pai italiano quer que ele seja violinista. Tom manda Lorna namorar Joe e fazê-lo abraçar de vez o ringue. Lorna atinge o objetivo, mas se apaixona por ele. Depois de deixar o pai abatido pelo desgosto, Joe fica arrasado ao matar acidentalmente um adversário no ringue. Ao fim e ao cabo, um Joe mais experiente volta para a casa do pai, tendo ao lado uma chorosa Lorna.[5]

PremiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Trilha Sonora Original Indicado

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Barbara Stanwyck Lorna Moon
Adolphe Menjou Tom Moody
William Holden Joe Bonaparte
Lee J. Cobb Pai de Joe
Joseph Calleia Eddie Fuseli
Sam Levene Siggie
Edward Brophy Roxy Lewis
Beatrice Blinn Anna
William H. Strauss Carp
Don Beddoe Borneo

BibliografiaEditar

Referências

  1. EWALD FILHO, Rubens (1975). Os filmes de hoje na TV. São Paulo (Brasil): Global. p. 53 
  2. Wlaschin, Ken (1985). The World's Great Movie Stars and Their Films (em inglês). Londres: Peerage Books. ISBN 1850520046 
  3. a b c Mattos, A. C. Gomes de (1991). Hollywood Anos 30. Rio de Janeiro: EBAL. ISBN 8527200376 
  4. a b c Hirschhorn, Clive (1989). The Columbia Story (em inglês). Londres: Pyramid Books. ISBN 1871307872 
  5. a b c Erickson, Hal. «Golden Boy» (em inglês). AllMovie. Consultado em 23 de outubro de 2017 
  6. «Golden Boy». IBDB. Consultado em 23 de Outubro de 2017 

Ligações externasEditar