Gramática castellana

A Gramática castellana[1][2] (em português: Gramática Castelhana) é um texto escrito por Antonio de Nebrija e publicado no ano de 1492.[3] É considerada a primeira obra dedicada ao estudo da língua castelhana e suas regras. Anteriormente a esta obra, foram publicados tratados sobre o uso da língua latina, como o de Lorenzo Valla, Tratado sobre gramática latina de 1471. No entanto, a Grammatica foi o primeiro livro impresso centrado no estudo das regras de uma língua românica.[4] A proeza de Antonio de Nebrija, é ter composto a primeira gramática castelhana, a primeira também entre as gramáticas românicas, que serviu de modelo.[5]

Gramática castellana
page=
Autor Antonio de Nebrija
Gênero livro didático
Data de publicação 1492

Quando a obra foi apresentada à rainha Isabel I de Castela em Salamanca no ano da sua publicação, a rainha questionou o mérito do tal trabalho; o frei Fernando de Talavera, bispo de Ávila, respondeu pelo autor com palavras proféticas, como lembra o próprio Nebrija numa carta dirigida à monarca:

Depois que Vossa Alteza subjugou povos bárbaros e nações de várias línguas, com a conquista virá a necessidade de aceitar as leis que o conquistador impõe aos conquistados, e entre elas a nossa língua; com este meu trabalho, serão capazes de aprender, assim como aprendemos o latim através da gramática latina.[6][7]

Notas e referências

Notas

* Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em castelhano, cujo título é «Gramática castellana», especificamente desta versão.

Referências

  1. Alconchel, Girón; Luis, José (2000). «Historia de la gramática en España». In: Manuel Alvar. Introducción a la lingüística española (em espanhol). Barcelona: Ariel. p. 69-87. ISBN 9788434482395 
  2. VV. AA. (1994). Nebrija V Centenario: Actas del Congreso Internacional de Historiografía Lingüística. La obra de Nebrija (em espanhol). Múrcia: Universidade de Múrcia-Editum. p. 29. ISBN 8476845383 
  3. Esteve Serrano, Abraham (1982). Estudios de teoría ortográfica del español (em espanhol). Múrcia: Universidade de Múrcia-Editum. ISBN 8486031141 
  4. Simpósio de Filologia Clássica (1990). Los humanistas españoles y el humanismo europeo (em espanhol). Múrcia: Editum. p. 146. ISBN 9788476849675 
  5. Lázaro Carreter, Fernando (1974). Lengua Española, historia, teoría y práctica (em espanhol). [S.l.]: Ediciones Anaya 
  6. «Antonio de Nebrija» (em espanhol). Ensayistas.org 
  7. Kamen, Henry (2002). Empire: How Spain became a world power, 1492-1763 (em inglês). [S.l.: s.n.] 
  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.