Abrir menu principal

Grammy Award para Best Male R&B Vocal Performance

Grammy Award para Best Male R&B Performance
Descrição Prémio atribuído pela qualidade por excelência vocal às performances de R&B.
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 1968
Última cerimónia 2011
Detentor National Academy of Recording Arts and Sciences
Sítio oficial

Prêmio Gramy de Melhor Performance Masculina de Rhythm and blues (do inglês: Grammy Award para Best Female R&B Vocal Performance foi uma das categorias da Grammy Awards,[1] concedido para os artistas masculinos de gravação de obras de qualidade nos álbuns do gênero musical "R&B contemporâneo". As várias categorias são apresentadas anualmente pela National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos em "honra da realização artística, proficiência técnica e excelência global na indústria da gravação, sem levar em conta as vendas de álbuns ou posições nas tabelas musicais".[2]

Esta categoria já passou por várias mudanças de nome, em 1968 foi inicialmente Best R&B Solo Vocal Performance, Male, em 1969 mudou para Best R&B Performance, Male, e de 1995 até 2011 ficou conhecida como Best Male R&B Vocal Performance. O primeiro vencedor foi Ray Charles em 1967 pela canção "Crying Time". O vencedor mais recente foi Usher com "There Goes My Baby", em 2011. O cantor e compositor Stevie Wonder é o maior vencedor da categoria, somando 7 vitórias (duas delas consecutivas) e 16 indicações. Por sua vez, Luther Vandross é o segundo em número de vitórias (4) e também de indicações (15).

Em 2012, a categoria passou a designar-se por Best R&B Performance, unindo indicações de artistas masculinos e femininos, em meio às reformas da premiação.[3][4]

Vencedores e indicadosEditar

 
Ray Charles, o primeiro vencedor da categoria em 1967.
 
B.B. King, vencedor em 1971.
 
Stevie Wonder possui 7 vitórias, a primeira delas em 1974.
 
Michael Jackson, vencedor em 1980 e 1984.
 
Billy Ocean, vencedor em 1985 e indicado em 1987.
 
James Brown, vencedor em 1987.
 
Smokey Robinson, vencedor em 1988.
 
John Legend, vencedor em 2006 e 2007.
 
Prince, vencedor em 2005 e 2008.
 
Usher, o último vencedor da categoria em 2011.
Ano Artista Obra Indicados Ref.
1985 Billy Ocean "Caribbean Queen (No More Love on the Run)"
1986 Stevie Wonder In Square Circle
1987 James Brown "Living in America"
1988 Smokey Robinson "Just to See Her"
1989 Terence Trent D'Arby Introducing the Hardline
According to Terence Trent D'Arby
1990 Bobby Brown "Every Little Step"
1991 Luther Vandross "Here and Now"
1992 Luther Vandross "Power of Love/Love Power"
1993 Al Jarreau "Heaven and Earth"
1994 Ray Charles "A Song for You"
1995 Babyface "When Can I See You"
1996 Stevie Wonder "For Your Love"
1997 Luther Vandross "Your Secret Love"
1998 R. Kelly "I Believe I Can Fly"
1999 Stevie Wonder "St. Louis Blues"
2000 Barry White "Staying Power"
2001 D'Angelo "Untitled (How Does It Feel)"
2002 Usher "U Remind Me"
2003 Usher "U Don't Have to Call"
2004 Luther Vandross "Dance with My Father"
2005 Prince "Call My Name"
2006 John Legend "Ordinary People"
2007 John Legend "Heaven"
2008 Prince "Future Baby Mama"
2009 Ne-Yo "Miss Independent"
2010 Maxwell "Pretty Wings"
2011 Usher "There Goes My Baby"


Referências

  1. «Grammy Awards at a Glance» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 6 de Setembro de 2011 
  2. «Overview» (em inglês). National Academy of Recording Arts and Sciences. Consultado em 6 de Setembro de 2011 
  3. «Grammy Awards 2012: What Happened To Reunion Announcement?». CBS News. 9 de dezembro de 2011 
  4. «Grammy.org, 6 June 2011» 

Ver tambémEditar

Ligações ExternasEditar