Grammy Latino de melhor álbum de rock ou música alternativa em língua portuguesa

Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa
Descrição Prêmio atribuído para álbuns vocais ou instrumentais de rock ou música alternativa em português que contenham pelo menos 51% de tempo de reprodução de material recém-gravado.
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 2000
Última cerimónia 2019
Detentor National Academy of Recording Arts and Sciences
Sítio oficial

O Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa, antes de 2016 chamado de Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa, é uma condecoração apresentada no Grammy Latino, um prêmio estabelecido em 2000 e entregue pela Academia Latina da Gravação para as melhores produções da indústria fonográfica latino-americana de determinado ano. As várias categorias são apresentadas anualmente pela National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos.

O primeiro prêmio foi atribuído em 2000 a banda Os Paralamas do Sucesso por seu terceiro álbum ao vivo — Acústico MTV (1999). De acordo com o guia de descrição de categorias do Grammy Latino; rock é aquilo que se destaca mais pela atitude irreverente/rebelde do que por seguir regras ou padrões, e inclui estilos e subestilos como: blues, rock and roll, metal, punk, hard rock e grunge, entre outros. Quanto à música alternativa, é tudo aquilo que se destaca por sua abordagem vanguardista e experimental, podendo utilizar novas tecnologias e novas técnicas de produção, como elementos de rock, pop, R&B, dance, folk, reggae, ska, eletronica, hip-hop e até estilos de música clássica. O prêmio é entregue ao artista cujo seu álbum em português apresente vocais ou instrumentais de rock ou alternativo com pelo menos 51% de tempo de reprodução de música recém-gravada.[1]

Os Paralamas do Sucesso detém os recordes de mais vitórias, tendo ganho três prêmios em quatro indicações. Enquanto a banda Charlie Brown Jr. é o único ato a ser indicado seis vezes, possuindo apenas duas vitórias. Houve dois casos em que o prêmio foi entregue para um álbum de dois artistas ou grupos no mesmo ano: em 2009, a banda NX Zero recebeu o troféu pelo disco Agora assim como os Titãs por Sacos Plásticos e novamente em 2016, onde o grupo Scalene e o cantor Ian Ramil, dividiram a conquista pelos discos Éter e Derivacivilização, respectivamente. A cantora Pitty detém o recorde de mais indicações sem vitórias, com quatro.

VencedoresEditar

 
Com três prêmios, Os Paralamas do Sucesso detêm o maior número de vitórias entre qualquer outro artista.
 
Rita Lee conquistou a condecoração em 2001 por seu vigésimo nono álbum de estúdio, 3001.
 
Chorão vocalista da banda vencedora de 2005 e 2010, Charlie Brown Jr..
 
Lobão recebeu o prêmio em 2007, com o álbum MTV Ao Vivo.
 
Caetano Veloso vencedor do prêmio em 2011 pelo álbum MTV ao Vivo: Zii e Zie.
 
O vencedor do prêmio em 2017, Nando Reis.
Legenda
Prêmio dividido
Ano Artista(s)/Obra Nomeados Referência(s)
2000 Os Paralamas do SucessoAcústico MTV [2]
2001 Rita Lee3001 [3]
2002 Cássia EllerAcústico MTV [4]
2003 Os Paralamas do Sucesso — Longo Caminho [5]
2004 SkankCosmotron [6]
2005 Charlie Brown Jr.Tamo Aí na Atividade [7]
2006 Os Paralamas do Sucesso — Hoje [8]
2007 LobãoAcústico MTV [9]
2008 CPM 22Cidade Cinza [10]
2009 NX ZeroAgora

TitãsSacos Plásticos

[11]
2010 Charlie Brown Jr.Camisa 10 (Joga Bola até na Chuva) [12]
2011 Caetano VelosoMTV ao Vivo: Zii e Zie [13]
2012 Beto LeeCelebração & Sacrifício [14]
2013 Jota QuestJota Quest: Ao vivo no Rock in Rio [15]
2014 Erasmo CarlosGigante Gentil [16]
2015 SuricatoSol-Te [17]
2016 ScaleneÉter

Ian RamilDerivacivilização

[18]
2017 Nando ReisJardim-Pomar [19]
2018 LenineLenine Em Trânsito [20]
2019 BaianaSystemO Futuro Não Demora [21]

Referências

  1. «Category Definitions of Latin Grammy». Grammy Latino. Consultado em 23 de dezembro de 2018 
  2. «Grammy Latino 2009». Billboard Brasil. Consultado em 2 de junho de 2016 

Ligações externasEditar