Abrir menu principal
Grande Frota
2nd Battle Squadron.jpg
Couraçados da Grande Frota em linha de batalha
País  Reino Unido
Tipo de unidade Frota
Ramo  Marinha Real Britânica
Criação agosto de 1914
Extinção abril de 1919
Comando
Comandantes Sir John Jellicoe (1914–16)
Sir David Beatty (1916–19)

A Grande Frota (em inglês: Grand Fleet) foi a principal frota de batalha da Marinha Real Britânica durante a Primeira Guerra Mundial. Ela foi formada em agosto de 1914 a partir da Primeira Frota e elementos da Segunda Frota, consistindo em uma força de 25 a 35 navios de guerra de última geração. Ela foi inicialmente comandada pelo almirante sir John Jellicoe de sua criação até dezembro de 1916, quando foi substituído pelo almirante sir David Beatty.[1]

A verdadeira força da frota variou no decorrer da guerra enquanto novas embarcações eram construídas e outras afundadas, porém o número de couraçados cresceu constantemente enquanto sua margem de superioridade sobre a Frota de Alto-Mar alemã progredia junto. Depois que os Estados Unidos entraram na guerra, sua Divisão Nove de Couraçados foi colocada junto com a Grande Frota na forma da 6ª Esquadra de Batalha.[2]

A Grande Frota tinha sua base em Scapa Flow nas Ilhas Órcades, Escócia, e depois em Rosyth no estuário do rio Forth. Ela participou de todas as principais operações navais britânicas na guerra, incluindo a Batalha da Jutlândia em 1916. A Grande Frota foi dissolvida em abril de 1919, com boa parte de sua força formando a Frota do Atlântico.[1]

Referências

  1. a b Heathcote, T. A. (2002). British Admirals of the Fleet 1734–1995: A Biographical Dictionary. Barnsley: Leo Cooper. pp. 25–26, 130. ISBN 0-85052-835-6 
  2. Jones, Jerry (1998). U.S. Battleship Operations in World War I. Annapolis: Naval Institute Press. p. 25. ISBN 978-1557504111 
  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.