Grande Mesquita de Tuba

A Grande Mesquita de Tuba (em francês: Grande Mosquée de Touba) fica localizada em Tuba, no centro do Senegal. Foi fundada por Ahmadou Bamba em 1887 e completada em 1963. Bamba morreu em 1927, está sepultado dentro da mesquita. Desde a sua morte, a mesquita é controlada por sua família. É o maior edifício da cidade e uma das maiores mesquitas da África, com capacidade para 7.000 visitantes. É lugar de uma peregrinação, na localidade ocorre o Grande Magal de Tuba.[1][2][3]

Grande Mesquita de Tuba
Grande Mosquée de Touba
Tipo Mesquita
Estilo dominante Arquitetura islâmica
Início da construção 4 de março de 1932
Inauguração 7 junho de 1963
Capacidade 7000
Religião Islã
Tariqa
Geografia
País Senegal
Cidade Tuba
Coordenadas 14° 51' 47" N 15° 52' 32" O
Grande Mesquita de Tuba está localizado em: Senegal
Grande Mesquita de Tuba
Localização da Grande Mesquita de Tuba no Senegal

HistóriaEditar

Apesar da oposição velada da administração colonial que procurou frustrar o projeto, dificultando sua implantação, Mouhammadou Moustapha, depois de ter obtido da Administração um contrato de arrendamento em 400 hectares, conseguiu superar todos os obstáculos estabelecidos antes dele para colocar a primeira pedra marcando o início efetivo do 4 de março de 1932. Um dos principais obstáculos que enfrentou foi a indisponibilidade de meios de transporte para transportar materiais entre Diurbel, onde o comboio parou, até Tuba por uma distância de 45 km. Diante da exigência das autoridades coloniais de pagar todos os trabalhadores da construção que eram seus seguidores e que também concordaram em fazer sua participação no projeto, Moustapha estabeleceu com os colonos o salário diário de cada trabalhador no local, mas para o seu espanto, os trabalhadores foram à caixa registradora para colecionar e pagaram imediatamente o pagamento como contribuição. Moustapha então começou a construir os trilhos sobre essa distância. Quando desapareceu em 1945, o trabalho foi assumido por seu sucessor, Mouhammadou Falilou M'Backé, segundo filho de Ahmadou Bamba. A mesquita foi inaugurada numa sexta-feira 7 de junho de 1963 por Mouhammadou Falilou M'Backé.[4][5][6]

Logo em seu início de funcionamento (1967), essa suportava uma visita de 4.000 fiéis. Com as ampliações ocorridas através dos anos, proporcionou espaço para 7.000 fiéis.[7]

Visual e Características da ConstruçãoEditar

A construção tem cinco minaretes e três grandes cúpulas.

 
A Mesquita possui dois grandes Receptáculos para as Abluções - Foto de Outubro de 2003

A mesquita possui quatro minaretes de 66 metros de altura colocados nos cantos do edifício, um quinto de 86,80 metros e é superado por cúpulas grandes. Em 2013, o Califa Serigne Sidy Moukhtar Mbacke adicionou 2 minaretes. Estes minaretes podem ser vistos até 10 km de Tuba, o mais alto dos minaretes é chamado Lamp Fall em homenagem ao xeque Ibrahima Fall. A mesquita tem 6 portas grandes: a entrada principal é para o leste, uma porta para o oeste e duas para cada lado. Na mesquita, chega ao mausoléu de Ahmadou Bamba, construído no canto nordeste do prédio, perto do salão de oração. O túmulo com uma área de cerca de 10x10m. O Alcorão é lido na mesquita 33 vezes por dia.[8][9]

Referências

  1. Monteil, Vicent (1967). «O Islã na África Negra» 
  2. «Senegal - Grande Mesquita». 2012 
  3. «Remembering the Nation The Murid Maggal of Saint-Louis Senegal (Mémoire de la nation. Les Maggal mourides de Saint-Louis, Sénégal)» (PDF) 
  4. Coulon, Christian (1999). «The Grand Magal in Touba: A Religious Festival of the Mouride Brotherhood of Senegal». ISSN 0001-9909 
  5. (em francês) http://www.drouss.org/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  6. La mosquée de Tuba. Expression du mouridisme. Paris: Mémoire de l'École nationale de la France d'Outre-Mer, n° 18. 1955 páginas 
  7. Monteil, Vicent (1967). «Islã na África Negra» 
  8. Seye, Abdou. Des hommes autour du Serviteur de l'Envoyé - Aperçu biographique de disciples de Cheikh Ahmadou Bamba. 1438 AH / 2017. Paris: [s.n.] 
  9. « La grande mosquée de Touba ». 29 novembro-dezembro 1963. Dacar: [s.n.] pp. 42–51 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Grande Mesquita de Tuba