Abrir menu principal
Grande Prêmio da Austrália
de Fórmula 1 de 1985
Adelaide (short route).svg
Primeiro GP da Austrália em Adelaide
Detalhes da corrida
Data 3 de novembro de 1985
Nome oficial L Mitsubishi Australian Grand Prix
Local Circuito de Rua de Adelaide, Adelaide, Austrália Meridional, Austrália
Total 82 voltas / 309.878 km
Condições do tempo Ensolarado
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna Lotus-Renault
Tempo 1:19.843
Volta mais rápida
Piloto
Finlândia Keke Rosberg Williams-Honda
Tempo 1:23.758 (na volta 57)
Pódio
Primeiro
Finlândia Keke Rosberg Williams-Honda
Segundo
França Jacques Laffite Ligier-Renault
Terceiro
França Philippe Streiff Ligier-Renault

Resultados do Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 realizado em Adelaide à 3 de novembro de 1985.[nota 1] Foi a décima sexta e última etapa da temporada, bem como a derradeira vitória do finlandês Keke Rosberg.[1][2][nota 2]

ResumoEditar

Disputada sob um calor de 35°C, a corrida teve como vencedor o finlandês Keke Rosberg (Williams-Honda) que conquistou, num mesmo dia, seu derradeiro triunfo e sua última volta mais rápida na Fórmula 1.[3] Ao todo somente oito pilotos cruzaram a linha de chegada. Foi o quinto triunfo na carreira de Rosberg que confirmou sua aptidão para em corridas de rua.[nota 3] Feliz com o resultado, o finlandês doou seu troféu para o engenheiro Frank Dernie, responsável pela bem-sucedida estratégia da Williams número seis. Menos tranquila foi a situação da Ligier, que embora tenha subido ao pódio com Jacques Laffite em segundo e Philippe Streiff em terceiro, quase saiu de mãos vazias graças à impaciência deste último, pois Streiff arriscou uma ultrapassagem sobre Laffite na penúltima volta e em razão disso os bólidos colidiram! Para o alívio de Guy Ligier ambos cruzaram a linha de chegada nas posições em que estavam antes do choque e Streiff, embora demitido algum tempo depois, conquistou o único pódio de sua carreira.[4][5]

Em quarto lugar com a Tyrrell o italiano Ivan Capelli pontuou pela primeira vez em sua carreira enquanto uma atuação apagada de Stefan Johansson rendeu apenas dois pontos à Ferrari enquanto Gerhard Berger terminou em sexto lugar com a Arrows. O mau resultado ferrarista assegurou o terceiro título de construtores para a McLaren, embora o campeão mundial Alain Prost e o tricampeão Niki Lauda, que se aposentou após 171 corridas e quatorze anos de carreira, não tenham pontuado. Embora comemorassem 100 grandes prêmios disputados por cada um durante a carreira,[3] Alan Jones (campeão mundial em 1980) e Patrick Tambay também "passaram em branco", destino similar ao de Nelson Piquet em sua despedida da Brabham.

Neste mesmo dia as equipes Alfa Romeo, Toleman e Renault deixaram a Fórmula 1, embora esta última tenha subsistido como fornecedora de motores para Lotus, Ligier e Tyrrell em 1986.[nota 4][nota 5]

Treinos classificatóriosEditar

1º treino classificatório
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 6   Keke Rosberg Williams-Honda 1:22.402
2 12   Ayrton Senna Lotus-Renault 1:22.403
3 5   Nigel Mansell Williams-Honda 1:22.564
4 7   Nelson Piquet Brabham-BMW 1:23.018
5 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 1:23.597
6 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 1:23.758
7 2   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 1:23.943
8 18   Thierry Boutsen Arrows-BMW 1:23.960
9 16   Derek Warwick Renault 1:24.372
10 8   Marc Surer Brabham-BMW 1:24.404
11 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 1:24.543
12 27   Michele Alboreto Ferrari 1:24.666
13 1   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 1:24.691
14 28   Stefan Johansson Ferrari 1:24.732
15 20   Piercarlo Ghinzani Toleman-Hart 1:25.021
16 15   Patrick Tambay Renault 1:25.173
17 17   Gerhard Berger Arrows-BMW 1:25.362
18 3   Martin Brundle Tyrrell-Renault 1:25.646
19 33   Alan Jones Haas Lola-Hart 1:25.780
20 25   Philippe Streiff Ligier-Renault 1:26.618
21 26   Jacques Laffite Ligier-Renault 1:26.972
22 4   Ivan Capelli Tyrrell-Renault 1:27.120
23 29   Pierluigi Martini Minardi-Motori Moderni 1:27.196
24 19   Teo Fabi Toleman-Hart 1:28.261
25 24   Huub Rothengatter Osella-Alfa Romeo 1:30.319
2º treino classificatório
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 12   Ayrton Senna Lotus-Renault 1:19.843
2 5   Nigel Mansell Williams-Honda 1:20.537
3 6   Keke Rosberg Williams-Honda 1:21.877
4 2   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 1:21.889
5 27   Michele Alboreto Ferrari 1:22.337
6 8   Marc Surer Brabham-BMW 1:22.561
7 17   Gerhard Berger Arrows-BMW 1:22.592
8 15   Patrick Tambay Renault 1:22.683
9 7   Nelson Piquet Brabham-BMW 1:22.718
10 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 1:23.077
11 18   Thierry Boutsen Arrows-BMW 1:23.196
12 16   Derek Warwick Renault 1:23.426
13 28   Stefan Johansson Ferrari 1:23.902
14 1   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 1:23.941
15 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 1:24.128
16 3   Martin Brundle Tyrrell-Renault 1:24.241
17 25   Philippe Streiff Ligier-Renault 1:24.286
18 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 1:24.295
19 33   Alan Jones Haas Lola-Hart 1:24.369
20 26   Jacques Laffite Ligier-Renault 1:24.830
21 20   Piercarlo Ghinzani Toleman-Hart 1:26.630
22 29   Pierluigi Martini Minardi-Motori Moderni 1:27.402
23 19   Teo Fabi Toleman-Hart 1:28.110
22 4   Ivan Capelli Tyrrell-Renault
25 24   Huub Rothengatter Osella-Alfa Romeo

Grid de largada e classificação da provaEditar

Grid de largada
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 12   Ayrton Senna Lotus-Renault 1:19.843
2 5   Nigel Mansell Williams-Honda 1:20.537
3 6   Keke Rosberg Williams-Honda 1:21.877
4 2   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 1:21.889
5 27   Michele Alboreto Ferrari 1:22.337
6 8   Marc Surer Brabham-BMW 1:22.561
7 17   Gerhard Berger Arrows-BMW 1:22.592
8 15   Patrick Tambay Renault 1:22.683
9 7   Nelson Piquet Brabham-BMW 1:22.718
10 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 1:23.077
11 18   Thierry Boutsen Arrows-BMW 1:23.196
12 16   Derek Warwick Renault 1:23.426
13 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 1:23.597
14 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 1:23.758
15 28   Stefan Johansson Ferrari 1:23.902
16 1   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 1:23.941
17 3   Martin Brundle Tyrrell-Renault 1:24.241
18 25   Philippe Streiff Ligier-Renault 1:24.266
19 33   Alan Jones Haas Lola-Hart 1:24.369
20 26   Jacques Laffite Ligier-Renault 1:24.830
21 20   Piercarlo Ghinzani Toleman-Hart 1:25.021
22 4   Ivan Capelli Tyrrell-Renault 1:27.120
23 29   Pierluigi Martini Minardi-Motori Moderni 1:27.196
24 19   Teo Fabi Toleman-Hart 1:28.110
25 24   Huub Rothengatter Osella-Alfa Romeo 1:30.319
Classificação da prova
Pos. Piloto Chassi/Motor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 6   Keke Rosberg Williams-Honda 82 2:00'40.473 3 9
2 26   Jacques Laffite Ligier-Renault 82 + 46.130 20 6
3 25   Philippe Streiff Ligier-Renault 82 + 1'28.536 18 4
4 4   Ivan Capelli Tyrrell-Renault 81 + 1 volta 22 3
5 28   Stefan Johansson Ferrari 81 + 1 volta 15 2
6 17   Gerhard Berger Arrows-BMW 81 + 1 volta 7 1
7 24   Huub Rothengatter Osella-Alfa Romeo 78 + 4 voltas 25
8 29   Pierluigi Martini Minardi-Motori Moderni 78 + 4 voltas 23
Ret 12   Ayrton Senna Lotus-Renault 62 Motor 1
Ret 27   Michele Alboreto Ferrari 61 Transmissão 5
Ret 1   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 57 Acidente 16
Ret 16   Derek Warwick Renault 57 Transmissão 12
NC 3   Martin Brundle Tyrrell-Renault 49 Não classificado 17
Ret 8   Marc Surer Brabham-BMW 42 Motor 6
Ret 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 42 Escapamento 14
Ret 19   Teo Fabi Toleman-Hart 40 Motor 24
Ret 18   Thierry Boutsen Arrows-BMW 37 Vazamento de óleo 11
Ret 20   Piercarlo Ghinzani Toleman-Hart 28 Embreagem 21
Ret 2   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 26 Motor 4
Ret 15   Patrick Tambay Renault 20 Transmissão 8
Ret 33   Alan Jones Haas Lola-Hart 20 Pane elétrica 19
DSQ 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 18 Desclassificado 10
Ret 7   Nelson Piquet Brabham-BMW 14 Fogo 9
Ret 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 5 Motor 13
Ret 5   Nigel Mansell Williams-Honda 1 Transmissão 2

Tabela do campeonato após a corridaEditar

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas e os campeões da temporada surgem grafados em negrito. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por temporada não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. Antes que a Fórmula 1 chegasse ao país houve quarenta e nove edições do Grande Prêmio da Austrália entre 1928 e 1984, números entremeados por interrupções quase todas relacionadas à Segunda Guerra Mundial.
  2. Voltas na liderança: Keke Rosberg 71 voltas (1-41; 44-52; 62-82), Ayrton Senna 9 voltas (42-43; 53-55; 58-61), Niki Lauda 2 voltas (56-57).
  3. Keke Rosberg venceu sua primeira corrida no Grande Prêmio da Suíça de 1982 e a partir de então triunfou em pistas de rua como Mônaco em 1983, Dallas em 1984, além de Detroit e na Austrália em 1985.
  4. Campeã mundial de pilotos com Giuseppe Farina em 1950 e Juan Manuel Fangio em 1951, a Alfa Romeo venceu 10 corridas nesse período e a seguir abandonou as pistas até voltar à Fórmula 1 no Grande Prêmio da Bélgica de 1979 resultando em 110 corridas disputadas e depois de um longo tempo regressou ao circo da velocidade no Grande Prêmio da Austrália de 2019.
  5. Pioneira no uso dos motores turbo, a Renault venceu 15 das 123 corridas que disputou até 1985 e desde então regressou às pistas entre 2002 e 2011 (ao comprar a Benetton, sucessora da Toleman) e a partir de 2016 (quando adquiriu a Lotus F1 Team).

Referências

Precedido por
Grande Prêmio da África do Sul de 1985
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1985
Sucedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1986
Precedido por
Grande Prêmio da Austrália de 1984
Grande Prêmio da Austrália
50ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Austrália de 1986