Abrir menu principal
GP da Europa de F-1 1996
Nurburgring 1995.jpg
Grande Prêmio da Europa de 1996.
Detalhes da corrida
Data 28 de abril de 1996
Nome oficial XLI Grand Prix of Europe
Local Nürburgring, Nürburg, Alemanha
Total 67 voltas / 305.252 km (190.425 mi) km
Pole
Piloto
Reino Unido Damon Hill Williams-Renault
Tempo 1:18.941
Volta mais rápida
Piloto
Reino Unido Damon Hill Williams-Renault
Tempo 1:21.363 (na volta 55)
Pódio
Primeiro
Canadá Jacques Villeneuve Williams-Renault
Segundo
Alemanha Michael Schumacher Ferrari
Terceiro
Reino Unido David Coulthard McLaren-Mercedes

Resultados do Grande Prêmio da Europa realizado em Nürburgring à 28 de abril 1996. Esta prova marcou a primeira vitória de Jacques Villeneuve que disputava sua quarta corrida na Fórmula 1.[1]

Índice

Sobre a corridaEditar

Graças a uma largada ruim de Damon Hill, o canadense Jacques Villeneuve saltou para a liderança conservando-a de um ataque de David Coulthard logo nos primeiros metros da prova enquanto atrás deles acontecia uma disputa voraz entre Barrichello, Hill e Schumacher pelo terceiro lugar enquanto o canadense da Williams abria seis décimos de segundo por volta com um adendo: tamanho era o equilíbrio de seu carro que Villeneuve foi o último dentre os líderes da prova a fazer sua parada nos boxes na vigésima sexta volta quando voltou nove segundos à frente de Schumacher, mas tal era o ímpeto do ferrarista que na volta trinta e sete sua desvantagem era inferior a um segundo.

Zeloso quanto à sua posição, Villeneuve resistiu ao ataque e assim obrigou Schumacher a parar na quadragésima quarta volta, dois giros antes do filho de Gilles Villeneuve, todavia um breve duelo com Coulthard manteve o alemão em segundo lugar atrás da Williams. Faltavam então vinte voltas para o final e o ferrarista tinha uma desvantagem de dois segundos e meio, margem reduzida a seis décimos de segundo a quinze voltas do fim. O avanço de Schumacher fazia acreditar em sua terceira vitória consecutiva em corridas disputadas na Alemanha sendo o primeiro triunfo a bordo de uma Ferrari, intento frustrado pela atuação de Villeneuve que enfim venceu sua primeira corrida na categoria derrotando Schumacher em solo alemão.[2] Na disputa pelo terceiro lugar deu Coulthard numa refrega duradoura com Hill em quarto, Barrichello em quinto e Brundle em sexto.

Foi a primeira vitória canadense na Fórmula 1 desde Gilles Villeneuve no Grande Prêmio da Espanha de 1981 em Jarama.[3]

Os carros da Tyrrell foram desclassificados por infrações distintas: Salo terminou em décimo, mas foi punido após a corrida por estar abaixo do peso, enquanto Katayama terminou em décimo segundo, mas foi desclassificado por receber um empurrão ilegal na volta de apresentação.

ClassificaçãoEditar

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 6   Jacques Villeneuve Williams-Renault 67 1:33:26.473 2 10
2 1   Michael Schumacher Ferrari 67 +0.762 3 6
3 8   David Coulthard McLaren-Mercedes 67 +32.834 6 4
4 5   Damon Hill Williams-Renault 67 +33.511 1 3
5 11   Rubens Barrichello Jordan-Peugeot 67 +33.713 5 2
6 12   Martin Brundle Jordan-Peugeot 67 +55.567 11 1
7 14   Johnny Herbert Sauber-Ford 67 +1:18.027 12  
8 7   Mika Häkkinen McLaren-Mercedes 67 +1:18.438 9  
9 4   Gerhard Berger Benetton-Renault 67 +1:21.061 8  
10 10   Pedro Diniz Ligier-Mugen-Honda 66 +1 volta 17  
11 16   Ricardo Rosset Footwork-Hart 65 +2 voltas 20  
12 20   Pedro Lamy Minardi-Ford 65 +2 voltas 19  
13 21   Giancarlo Fisichella Minardi-Ford 65 +2 voltas 18  
DSQ 19   Mika Salo Tyrrell-Yamaha 66 Desclassificado 14  
DSQ 18   Ukyo Katayama Tyrrell-Yamaha 65 Desclassificado 16  
Ret 15   Heinz-Harald Frentzen Sauber-Ford 59 Freios 10  
Ret 17   Jos Verstappen Footwork-Hart 38 Motor 13  
Ret 9   Olivier Panis Ligier-Mugen-Honda 6 Colisão 15  
Ret 2   Eddie Irvine Ferrari 6 Eléctrico 7  
Ret 3   Jean Alesi Benetton-Renault 1 Colisão 4  
DNQ 23   Andrea Montermini Forti-Ford   Acima dos 107% 21  
DNQ 22   Luca Badoer Forti-Ford   Acima dos 107% 22  

NotasEditar

Referências