Grande Prêmio de San Marino de 1990

Grande Prêmio de San Marino
de Fórmula 1 de 1990
Circuit Imola 1992.png
Décimo GP de San Marino realizado em Imola
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 13 de maio de 1990
Nome oficial 10o Gran Premio di San Marino
Local Autódromo Enzo e Dino Ferrari, Ímola, Emília-Romanha, Itália
Total 61 voltas / 307.440 km
Condições do tempo Ensolarado, ameno, seco
Pole
Piloto
Brasil Ayrton Senna McLaren-Honda
Tempo 1:23.220
Volta mais rápida
Piloto
Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford
Tempo 1:27.156 (na volta 60)
Pódio
Primeiro
Itália Riccardo Patrese Williams-Renault
Segundo
Áustria Gerhard Berger McLaren-Honda
Terceiro
Itália Alessandro Nannini Benetton-Ford

Resultados do Grande Prêmio de San Marino de Fórmula 1 realizado em Ímola em 13 de maio de 1990.[1] Terceira etapa da temporada, foi vencido pelo italiano Riccardo Patrese, da Williams-Renault.[2][nota 1]

ResumoEditar

Máquinas e pilotos na pistaEditar

Aproveitando a abertura da temporada europeia, sete equipes de Fórmula 1 apresentam novos bólidos no Autódromo de Ímola, sendo que a maioria deles traz modificações no bico, nas asas e na suspensão, além de um novo motor. Neste grupo encontram-se Ferrari, Benetton, Tyrrell, Brabham, Minardi, Lola e AGS, esta a única a falhar na pré-classificação, enquanto Brabham e Minardi teriam apenas um piloto no grid.[3] No caso da Brabham uma ironia: o responsável pelo desfalque do time foi o estrante David Brabham, filho caçula do tricampeão Jack Brabham, fundador da equipe. Para a Minardi o motivo de sua ausência foi o forte acidente sofrido por Pierluigi Martini na sexta-feira ao bater forte na saída da Acqua Minerali, motivado, segundo ele, pela sujeira na pista. Diagnosticado com fissuras no calcanhar, foi atendido pelo serviço médico e a seguir deixou o autódromo, desfalcando a Minardi.[4]

Substituído por David Brabham, o suíço Gregor Foitek foi contratado para o lugar de Stefan Johansson na Onyx enquanto Emanuele Pirro retornou à Dallara após recuperar-se de uma hepatite virótica. Menos sorte teve Gary Brabham (irmão de David Brabham), dispensado pela equipe Life em prol do veterano Bruno Giacomelli, ausente da Fórmula 1 desde a prova sul-africana de 1983.[5][6]

Esta prova aconteceu no dia que a categoria completou 40 anos, sendo que Riccardo Patrese não vencia uma corrida desde o Grande Prêmio da África do Sul de 1983.[7][8]

Classificação da provaEditar

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 6   Riccardo Patrese Williams-Renault 61 1:30:55.478 3 9
2 28   Gerhard Berger McLaren-Honda 61 + 5.117 2 6
3 19   Alessandro Nannini Benetton-Ford 61 + 6.240 9 4
4 1   Alain Prost Ferrari 61 + 6.843 6 3
5 20   Nelson Piquet Benetton-Ford 61 + 53.112 8 2
6 4   Jean Alesi Tyrrell-Ford 60 + 1 volta 7 1
7 11   Derek Warwick Lotus-Lamborghini 60 + 1 volta 10
8 12   Martin Donnelly Lotus-Lamborghini 60 + 1 volta 11
9 26   Philippe Alliot Ligier-Ford 60 + 1 volta 16
10 25   Nicola Larini Ligier-Ford 59 + 2 voltas 20
11 24   Paolo Barilla Minardi-Ford 59 + 2 voltas 26
12 36   J. J. Lehto Onyx-Ford 59 + 2 voltas 25
13 29   Eric Bernard Lola-Lamborghini 56 Embreagem 13
Ret 14   Olivier Grouillard Osella-Ford 52 Roda 22
Ret 2   Nigel Mansell Ferrari 38 Motor 5
Ret 35   Gregor Foitek Onyx-Ford 35 Motor 23
Ret 8   Stefano Modena Brabham-Judd 31 Freios 14
Ret 22   Andrea de Cesaris Dallara-Ford 29 Roda 17
Ret 15   Maurício Gugelmin Leyton House-Judd 24 Pane elétrica 12
Ret 5   Thierry Boutsen Williams-Renault 17 Motor 4
Ret 30   Aguri Suzuki Lola-Lamborghini 17 Embreagem 15
Ret 27   Ayrton Senna McLaren-Honda 3 Roda 1
Ret 21   Emanuele Pirro Dallara-Ford 2 Spun Off 21
Ret 16   Ivan Capelli Leyton House-Judd 0 Colisão 18
Ret 3   Satoru Nakajima Tyrrell-Ford 0 Colisão 19
Ret 33   Roberto Moreno Eurobrun-Judd 0 Acelerador 24
DNS 23   Pierluigi Martini Minardi-Ford Acidente nos treinos
DNQ 10   Alex Caffi Arrows-Ford
DNQ 9   Michele Alboreto Arrows-Ford
DNQ 7   David Brabham Brabham-Judd
DNPQ 31   Bertrand Gachot Coloni-Subaru
DNPQ 34   Claudio Langes Eurobrun-Judd
DNPQ 39   Bruno Giacomelli Life
DNPQ 17   Gabriele Tarquini AGS-Ford
DNPQ 18   Yannick Dalmas AGS-Ford

Tabela do campeonato após a corridaEditar

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por temporada não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. Voltas na liderança: Ayrton Senna 3 voltas (1-3), Thierry Boutsen 14 voltas (4-17), Gerhard Berger 33 voltas (18-50), Riccardo Patrese 11 voltas (51-61).

Referências

  1. «1990 San Marino Grand Prix - race result». Consultado em 20 de abril de 2019 
  2. Fred Sabino (13 de maio de 2020). «Riccardo Patrese quebrou jejum de sete anos sem vitórias onde havia vivido desilusão». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 13 de maio de 2020 
  3. Ruth de Aquino (11 de maio de 1990). «San Marino lança sete modelos novos na F1. Caderno de Esportes – pág. 18». bndigital.bn.gov.br. Jornal do Brasil. Consultado em 21 de maio de 2020 
  4. Ruth de Aquino (12 de maio de 1990). «McLaren domina e Berger supera Senna. Caderno de Esportes – pág. 19». bndigital.bn.gov.br. Jornal do Brasil. Consultado em 21 de maio de 2020 
  5. «San Marino GP, 1990 (em inglês) no grandprix.com». Consultado em 21 de maio de 2020 
  6. Fred Sabino (21 de fevereiro de 2020). «Pior carro da história? Life com motor W12 não se pré-classificou para nenhuma prova em 1990». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 21 de maio de 2020 
  7. Fred Sabino (17 de abril de 2018). «Riccardo Patrese teve uma das carreiras mais longevas da história da Fórmula 1». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 20 de abril de 2019 
  8. Fred Sabino (15 de outubro de 2018). «Técnica, inteligência, trabalho em equipe e velocidade: o sensacional bi de Piquet há 35 anos». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 20 de abril de 2019 

Precedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1990
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1990
Sucedido por
Grande Prêmio de Mônaco de 1990
Precedido por
Grande Prêmio de San Marino de 1989
Grande Prêmio de San Marino
10ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio de San Marino de 1991