Abrir menu principal
Grande Prêmio do Brasil
de Fórmula 1 de 1984
Circuit Jacarepagua.png
Quinto GP do Brasil realizado em Jacarepaguá
Detalhes da corrida
Data 13 de março de 1984
Nome oficial Grande Prêmio do Brasil
Local Jacarépaguá, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Total 61 voltas / 306.891 km
Condições do tempo Seco
Pole
Piloto
Itália Elio de Angelis Lotus-Renault
Tempo 1:28.392
Volta mais rápida
Piloto
França Alain Prost McLaren-TAG/Porsche
Tempo 1:36.499 (na volta 42)
Pódio
Primeiro
França Alain Prost McLaren-TAG/Porsche
Segundo
Finlândia Keke Rosberg Williams-Honda
Terceiro
Itália Elio de Angelis Lotus-Renault

Resultados do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 realizado em Jacarepaguá à 25 de março de 1984. Primeira etapa do mundial, nele Alain Prost conquistou sua primeira vitória pela McLaren.[1] Estrearam neste dia os pilotos François Hesnault, Martin Brundle, Philippe Alliot, Stefan Bellof e o futuro tricampeão mundial, Ayrton Senna.[2][3][nota 1]

Índice

Resumo da provaEditar

Elio de Angelis conquistou a primeira pole position do ano em seu Lotus-Renault adiante da Ferrari de Michele Alboreto em sua primeira corrida pelo time do cavallino rampante. Derek Warwick, agora correndo pela Renault, foi o terceiro no grid com a McLaren-TAG/Porsche de Alain Prost em quarto, sendo que o francês retornou ao time no qual começou sua carreira após três temporadas com a Renault. Bicampeão do mundo (e ídolo local) Nelson Piquet qualificou-se em sétimo a bordo do Brabham-BMW enquanto outro brasileiro, Ayrton Senna, sairá com seu Toleman-Hart em décimo sétimo lugar em sua estreia na Fórmula 1.[4][nota 2]

Com apenas 220 litros de combustível permitidos, as equipes criaram estratégias para evitar que o combustível evaporasse no calor do Rio de Janeiro: a McLaren cobriu seus carros em folha de alumínio, enquanto outras como Lotus e Renault congelaram seu combustível, sendo que os franceses possuíam um sofisticado (para 1984, claro) sistema de monitoramento eletrônico de combustível e com isso esperava auferir uma vantagem sobre suas rivais. Imposto pela FISA para proibir o reabastecimento vigente em 1983, tal limite suscitou o vaticínio segundo o qual os grandes prêmios seriam, daqui em diante, "corridas de economia de combustível" ao invés de "corridas reais", não obstante o engenhoso "resfriamento" da gasolina que, com uma densidade menor, permite aos bólidos receberem combustível além do previsto no regulamento.

Treinos classificatóriosEditar

1º treino classificatório
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 12   Nigel Mansell Lotus-Renault 1:29.364
2 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 1:29.625
3 7   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 1:29.823
4 27   Michele Alboreto Ferrari 1:29.950
5 8   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 1:29.951
6 15   Patrick Tambay Renault 1:30.719
7 28   René Arnoux Ferrari 1:30.832
8 16   Derek Warwick Renault 1:30.945
9 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 1:30.973
10 1   Nelson Piquet Brabham-BMW 1:31.068
11 6   Keke Rosberg Williams-Honda 1:31.778
12 5   Jacques Laffite Williams-Honda 1:32.032
13 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 1:33.115
14 2   Teo Fabi Brabham-BMW 1:33.951
15 26   Andrea de Cesaris Ligier-Renault 1:34.622
16 14   Manfred Winkelhock ATS-BMW 1:35.395
17 20   Johnny Cecotto Toleman-Hart 1:35.980
18 3   Martin Brundle Tyrrell-Ford 1:36.081
19 25   François Hesnault Ligier-Renault 1:36.257
20 18   Thierry Boutsen Arrows-Ford 1:36.737
21 21   Mauro Baldi Spirit-Hart 1:36.816
22 19   Ayrton Senna Toleman-Hart 1:36.867
23 4   Stefan Bellof Tyrrell-Ford 1:36.957
24 17   Marc Surer Arrows-BMW 1:37.204
25 9   Philippe Alliot RAM-Hart 1:38.124
26 10   Jonathan Palmer RAM-Hart 1:39.840
27 24   Piercarlo Ghinzani Osella-Alfa Romeo 1:40.431
2º treino classificatório
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 1:28.392
2 27   Michele Alboreto Ferrari 1:28.898
3 16   Derek Warwick Renault 1:29.025
4 7   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 1:29.330
5 8   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 1:29.854
6 1   Nelson Piquet Brabham-BMW 1:30.149
7 12   Nigel Mansell Lotus-Renault 1:30.182
8 15   Patrick Tambay Renault 1:30.554
9 6   Keke Rosberg Williams-Honda 1:30.611
10 28   René Arnoux Ferrari 1:30.695
11 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 1:31.282
12 5   Jacques Laffite Williams-Honda 1:31.548
13 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 1:31.679
14 26   Andrea de Cesaris Ligier-Renault 1:32.895
15 14   Manfred Winkelhock ATS-BMW 1:32.997
16 2   Teo Fabi Brabham-BMW 1:33.277
17 19   Ayrton Senna Toleman-Hart 1:33.525
18 20   Johnny Cecotto Toleman-Hart 1:35.300
19 3   Martin Brundle Tyrrell-Ford 1:36.191
20 25   François Hesnault Ligier-Renault 1:36.238
21 18   Thierry Boutsen Arrows-Ford 1:36.312
22 24   Piercarlo Ghinzani Osella-Alfa Romeo 1:36.434
23 4   Stefan Bellof Tyrrell-Ford 1:36.609
24 17   Marc Surer Arrows-BMW 1:37.348
25 9   Philippe Alliot RAM-Hart 1:37.709
26 10   Jonathan Palmer RAM-Hart 1:37.919
27 21   Mauro Baldi Spirit-Hart 1:39.873

Grid de largada e classificação da provaEditar

Grid de Largada
Pos. Piloto Chassi/Motor Tempo
1 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 1:28.392
2 27   Michele Alboreto Ferrari 1:28.898
3 16   Derek Warwick Renault 1:29.025
4 7   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 1:29.330
5 12   Nigel Mansell Lotus-Renault 1:29.364
6 8   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 1:29.854
7 1   Nelson Piquet Brabham-BMW 1:30.149
8 15   Patrick Tambay Renault 1:30.554
9 6   Keke Rosberg Williams-Honda 1:30.611
10 28   René Arnoux Ferrari 1:30.695
11 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 1:30.973
12 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 1:31.282
13 5   Jacques Laffite Williams-Honda 1:31.548
14 26   Andrea de Cesaris Ligier-Renault 1:32.895
EXC 14   Manfred Winkelhock[nota 2] ATS-BMW 1:32.997
15 2   Teo Fabi Brabham-BMW 1:33.277
16 19   Ayrton Senna Toleman-Hart 1:33.525
17 20   Johnny Cecotto Toleman-Hart 1:35.300
18 3   Martin Brundle Tyrrell-Ford 1:36.081
19 25   François Hesnault Ligier-Renault 1:36.238
20 18   Thierry Boutsen Arrows-Ford 1:36.312
21 24   Piercarlo Ghinzani Osella-Alfa Romeo 1:36.434
22 4   Stefan Bellof Tyrrell-Ford 1:36.609
23 21   Mauro Baldi Spirit-Hart 1:36.816
24 17   Marc Surer Arrows-BMW 1:37.204
25 9   Philippe Alliot RAM-Hart 1:37.709
26 10   Jonathan Palmer RAM-Hart 1:37.919
Classificação da prova
Pos. Piloto Chassi/Motor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 7   Alain Prost McLaren-TAG/Porsche 60 1:36'53.679 2 9
2 6   Keke Rosberg Williams-Honda 61 + 40.514 9 6
3 11   Elio de Angelis Lotus-Renault 61 + 59.128 1 4
4 23   Eddie Cheever Alfa Romeo 60 + 1 volta 12 3
DSQ 3   Martin Brundle Tyrrell-Ford 60 Desclassificado 18 [nota 3]
5 15   Patrick Tambay Renault 59 + 2 voltas 8 2
6 18   Thierry Boutsen Arrows-Ford 59 + 2 voltas 20 1
7 17   Marc Surer Arrows-Ford 59 + 2 voltas 24
8 10   Jonathan Palmer RAM-Hart 58 + 3 voltas 26
Ret 16   Derek Warwick Renault 51 Suspensão 3
Ret 26   Andrea de Cesaris Ligier-Renault 42 Câmbio 14
Ret 22   Riccardo Patrese Alfa Romeo 41 Câmbio 11
Ret 8   Niki Lauda McLaren-TAG/Porsche 38 Pane elétrica 6
Ret 12   Nigel Mansell Lotus-Renault 35 Acidente 5
Ret 1   Nelson Piquet Brabham-BMW 32 Motor 7
Ret 2   Teo Fabi Brabham-BMW 32 Turbo 15
Ret 28   René Arnoux Ferrari 30 Bateria 10
Ret 24   Piercarlo Ghinzani Osella-Alfa Romeo 28 Câmbio 21
Ret 25   François Hesnault Ligier-Renault 25 Aquecimento 19
Ret 9   Philippe Alliot RAM-Hart 24 Bateria 25
Ret 20   Johnny Cecotto Toleman-Hart 18 Turbo 17
Ret 5   Jacques Laffite Williams-Honda 15 Pane elétrica 13
Ret 27   Michele Alboreto Ferrari 14 Freios 2
Ret 21   Mauro Baldi Spirit-Hart 12 Distribuidor 23
DSQ 4   Stefan Bellof Tyrrell-Ford 11 Desclassificado 22 [nota 3]
Ret 19   Ayrton Senna Toleman-Hart 8 Turbo 16
EXC 14   Manfred Winkelhock ATS-BMW Excluído[5][nota 2]

Tabela do campeonato após a corridaEditar

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas. Entre 1981 e 1990 cada piloto podia computar onze resultados válidos por temporada não havendo descartes no mundial de construtores.

Notas

  1. Voltas na liderança: Michele Alboreto 11 voltas (1-11), Niki Lauda 26 voltas (12-37), Alain Prost 12 voltas (38; 51-61), Derek Warwick 12 voltas (39-50).
  2. a b c Manfred Winkelhock deveria largar na 15ª posição, mas ele foi excluído do grid de largada depois que seu carro foi empurrado no pit lane por sua equipe nos boxes, no sábado, durante a sessão classificatória. Os pilotos que largariam atrás dele, sobem uma posição no grid e até mesmo o inglês Jonathan Palmer, que não se qualificou, pois obteve o 27º tempo com o seu RAM, também foi benefíciado largando na última posição.
  3. a b Em 18 de julho de 1984 os pilotos Martin Brundle (5º lugar) e Stefan Bellof (abandono), bem como a equipe Tyrrell, foram excluídos do campeonato mundial pela FISA por violarem o regulamento técnico em vigor.

Referências

  1. «1984 Brazilian Grand Prix - race result». Consultado em 17 de setembro de 2018 
  2. «1984 Brazilian GP (chicanef1.com)». Consultado em 21 de setembro de 2018 
  3. «SABINO, Fred. Há 35 anos, primeira corrida de Ayrton Senna na Fórmula 1 durou apenas oito voltas (globoesporte.com)». Consultado em 25 de março de 2019 
  4. Lotus garante a pole-position (online). O Globo, Rio de Janeiro (RJ), 25/03/1984. Matutina, Esportes, pág. 45. Página visitada em 20 de setembro de 2018.
  5. «Round 1 - Brazilian Grand Prix Jacarepagua, 23-25 March, 1984» (em inglês). Counter-X.Net 
Precedido por
Grande Prêmio da África do Sul de 1983
Campeonato mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1984
Sucedido por
Grande Prêmio da África do Sul de 1984
Precedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1983
Grande Prêmio do Brasil
13ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio do Brasil de 1985