Abrir menu principal
Gregório
Nacionalidade Império Bizantino
Etnia Armênio
Ocupação General
Religião Catolicismo
Soldo de Justiniano (r. 527–565)

Gregório (em latim: Gregorius) foi um oficial bizantino de origem armênia do século VI, que esteve ativo durante o reinado do imperador Justiniano (r. 527–565). Era um membro da dinastia arsácida da Armênia e primo do general imperial Artabanes. Os autores da Prosopografia do Império Romano Tardio consideram que, dada sua posição, fosse um homem espetacular (uir spectabilis).[1]

Gregório serviu na prefeitura pretoriana da África ao lado de Artabanes e esteve com ele em Cartago no começo de 546, quando o ultimo informou-lhe seus planos para assassinar o rebelde Guntárico, que em março do mesmo ano havia ordenado o assassinato do governador Areobindo. Procópio de Cesareia afirma que Gregório proferiu um discurso motivando Artabanes a dar seguimento em sua missão e na noite do assassinado, ocorrido num banquete realizado pelo próprio Guntárico, esteve presente.[1]

No inverno de 546/547, fez parte do grupo de comandantes subordinados do general João Troglita que auxiliou-o em sua vitória decisiva contra os mouros do chefe Antalas. Segundo o panegirista Coripo, na batalha decisiva contra os mouros, Gregório estava posicionado entre Putzíntulo e Gisirido com tropas ibéricas, talvez armênias.[1] É incerto qual posição ocupou neste confronto, mas os autores da Prosopografia deduzem que ainda fosse homem espetacular.[2]

Referências

  1. a b c Martindale 1992, p. 547.
  2. Martindale 1992, p. 1071.

BibliografiaEditar

  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8