Gregg Berhalter

Gregg Berhalter (Englewood, 1 de agosto de 1973) é um ex-futebolista e treinador de futebol norte-americano, que atuava como zagueiro. É atualmente o treinador da Seleção Norte-Americana.

Gregg Berhalter
Gregg Berhalter
Berhalter em 2017
Informações pessoais
Nome completo Gregg Berhalter
Data de nasc. 1 de agosto de 1973 (47 anos)
Local de nasc. Englewood, Estados Unidos
Altura 1,85 m
Informações profissionais
Equipa atual Estados Unidos
Posição Treinador (Ex-zagueiro)
Clubes de juventude
1991–1994 Universidade da Carolina do Norte
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1993
1994–1996
1996–1998
1998–2000
2001–2002
2002–2006
2006–2009
2009–2011
Raleigh Flyers
Zwolle
Sparta Rotterdam
Cambuur Leeuwarden
Crystal Palace
Energie Cottbus
Munique 1860
Los Angeles Galaxy

00037 0000(2)
00010 0000(0)
00056 0000(2)
00019 0000(1)
00111 0000(9)
00073 0000(8)
00052 0000(0)
Seleção nacional
1993
1994–2006
Flag of the United States.svg Estados Unidos Sub–20
Flag of the United States.svg Estados Unidos
0004 0000(0)
0044 0000(0)
Times/Equipas que treinou
2011
2011–2013
2013–2018
2018–
Los Angeles Galaxy (auxiliar-técnico)
Hammarby
Columbus Crew
Estados Unidos

46
193
19

CarreiraEditar

Futebol universitárioEditar

De origens alemã e irlandesa, Berhalter, assim como a maioria dos jogadores de futebol dos EUA, iniciou a sua trajetória futebolística em torneios universitários, sendo inclusive colega de classe do meio-campista Claudio Reyna na Escola Preparatória St. Benedict[1]. Seu primeiro time foi o Raleigh Flyers, que disputava a USISL, em 1993.

Os anos como profissionalEditar

 
Berhalter em 2007, durante treino do Munique 1860.

Assinaria seu primeiro contrato profissional em 1994, no Zwolle, atuando em 37 partidas e marcando 3 gols. Jogaria mais 5 anos no futebol holandês, pelas equipes do Sparta Rotterdam e do Cambuur Leeuwarden, atuando respectivamente em 10 e 56 partidas.

Berhalter teve ainda uma malsucedida passagem pelo Crystal Palace, jogando apenas 19 partidas e marcando um gol. Em 2002, saiu da Inglaterra e foi contratado pelo Energie Cottbus, tendo uma passagem destacada pela equipe alemã: até 2006, o zagueiro disputou 111 partidas e fez 9 gols.

Contratado pelo Munique 1860 ainda em 2006, o zagueiro manteve sua bua sequência de jogos em território alemão (73 jogos, oito gols). Fora dos planos do segundo time de Munique para 2009, Berhalter voltou aos EUA depois de 15 anos para representar o Los Angeles Galaxy[2], seu primeiro time profissional em seu país de origem. No Galaxy, disputou 52 partidas e não balançou as redes nenhuma vez. Em 2011, acumulou as funções de jogador e auxiliar-técnico até anunciar sua aposentadoria como atleta em 12 de outubro, realizando sua última partida contra o Houston Dynamo, no dia 23 do mesmo mês.

Carreira de treinadorEditar

Apesar de o Galaxy tentar mantê-lo na comissão técnica em 2012, Berhalter preferiu seguir carreira de treinador na Suécia, tendo sido contratado pelo Hammarby em dezembro de 2011[3]. Em 2013, o ex-zagueiro regressou aos Estados Unidos para comandar o Columbus Crew para exercer as funções de diretor-esportivo e treinador[4]. Sob seu comando, o Crew chegou aos playoffs da Major League Soccer 4 vezes e à MLS Cup de 2015, quando perdeu por 2 a 1 para o Portland Timbers.

Em dezembro de 2018, foi anunciado como novo técnico da Seleção Norte-Americana[5], substituindo o interino Dave Sarachan.

SeleçãoEditar

Berhalter estreou na Seleção Norte-Americana em novembro de 1994, num amistoso contra a Arábia Saudita. Preterido por Steve Sampson para a Copa de 1998, foi convocado para a Copa seguinte, sediada na Coreia do Sul e no Japão, tendo começado como reserva de Jeff Agoos, mas o titular se lesionou e abriu espaço para Berhalter jogar duas partidas.

Esteve prestes a ficar de fora da Copa de 2006, sendo inclusive tirado da lista final de convocados. Porém, uma lesão contraída por Cory Gibbs abriu caminho para Berhalter na Seleção, que não repetiu a boa campanha de 2002, caindo na primeira fase. Ao contrário de 2002, o zagueiro não entrou em nenhuma das três partidas dos EUA na Alemanha.

Além das Copas de 2002 e 2006, Berhalter jogou a Copa América de 1995 e 2 edições da Copa das Confederações (1999[6] e 2003)

TítulosEditar

Los Angeles Galaxy

Referências

  1. «Gregg Berhalter». U.S. Soccer. Consultado em 26 de novembro de 2007. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2007 
  2. «Galaxy sign veteran defender Berhalter». LA Galaxy. 3 de abril de 2009. Consultado em 16 de junho de 2013 
  3. «Gregg Berhalter to coach in Sweden». ESPN. Associated Press. 12 de dezembro de 2011. Consultado em 30 de janeiro de 2014 
  4. «Former Galaxy player-coach Gregg Berhalter named Columbus manager». Los Angeles Times. 6 de novembro de 2013. Consultado em 30 de janeiro de 2014 
  5. https://www.ussoccer.com/stories/2018/12/02/11/42/20181202-news-mnt-gregg-berhalter-named-us-mens-national-team-head-coach
  6. «Elenco USA'99». Consultado em 20 de janeiro de 2018 [ligação inativa]