Gregos Independentes

Gregos Independentes
Ανεξάρτητοι Έλληνες
Líder Panos Kammenos
Fundação 2012
Sede Atenas,  Grécia
Ideologia Conservatismo
Nacionalismo grego
Estatismo
Populismo
Eurocepticismo
Espectro político Direita
Antecessor Nova Democracia (cisão)
Parlamento Helénico
10 / 300
Parlamento Europeu
0 / 21
Regiões
51 / 703
Cores Azul e Branco
Página oficial
www./anexartitoiellines.gr

Os Gregos Independentes (em grego: Ανεξάρτητοι Έλληνες, Anexártiti Éllines; ANEL) é um partido conservador eurocético da Grécia.[1] Foi fundado em 2012, em resultado de uma cisão do partido conservador Nova Democracia, em protesto contra a austeridade.[2][3] Em janeiro de 2015, ANEL aceitou participar no Governo Tsipras, em coligação com o partido de esquerda SYRIZA.[4]

Resultados eleitoraisEditar

Nas Eleições legislativas na Grécia em 2015 o partido recebeu 4,8% dos votos, tendo ganho 13 lugares no Parlamento da Grécia.[5]

Eleições legislativasEditar

Data Líder CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
05/2012 Panos Kammenos 4.º 670 957
10,6 / 100,0
33 / 300
Oposição
06/2012 Panos Kammenos 4.º 462 406
7,5 / 100,0
 3,1
20 / 300
 13 Oposição
01/2015 Panos Kammenos 6.º 293 371
4,8 / 100,0
 2,7
13 / 300
 7 Governo
09/2015 Panos Kammenos 7.º 200 423
3,7 / 100,0
 1,1
10 / 300
 3 Governo

Eleições europeiasEditar

Data Votos CI. % Deputados +/-
2014 197 701 7.º
3,5 / 100,0
1 / 21

Referências

  1. Ruth Costas. «Partidos radicais ganham força às vésperas de eleição na Grécia». BBC Brasil. Consultado em 25 de janeiro de 2015 
  2. «Eleição grega testa recuperação pós-crise». BBC Brasil. Consultado em 25 de janeiro de 2015 
  3. João Novaes. «Nova eleição deve completar rearranjo político na Grécia; conheça os partidos que disputam o poder». Brasil de fato. Consultado em 26 de janeiro de 2015 
  4. Maria João Guimarães (texto), Miguel Manso (Fotografia) e Vera Moutinho (Vídeo, em Atenas). «Tsipras nomeado primeiro-ministro após acordo com Gregos Independentes». Público. Consultado em 26 de janeiro de 2015 
  5. Goksör, Joakim (26 de janeiro de 2015). «Nytt styre - Nytt hopp». Göteborgs-Posten. ISSN 1103-9345 

Ligações externasEditar