Abrir menu principal
Grigori Gradovski
Nascimento 31 de outubro de 1842
Morte 13 de abril de 1915 (72 anos)
São Petersburgo
Cidadania Império Russo
Ocupação jornalista, escritor

Grigori Konstantinovitch Gradovski (em russo: Григорий Константинович Градовский; gubernia de Kherson, 31 de outubro de 1842Petrogrado, 13 de abril de 1915) foi um jornalista, ensaísta, publicista e editor do Império Russo.[1]

BiografiaEditar

Gradovski nasceu em 31 de outubro de 1842 na gubernia de Kherson, então parte do Império Russo, mas hoje da Ucrânia. Graduou-se na Universidade de Kiev. Foi contribuinte de diversas publicações, inclusive, no início da década de 1870, sendo editor da Grajdanin sob Fiódor Dostoiévski e seu irmão. Em 1876, começou a publicar seu próprio jornal, Russkoe Obozrene, que, após três suspensões e diversos avisos, foi encerrado pelas autoridades imperiais em 1878, levando Gradovski a tornar-se correspondente na Guerra Russo-Turca no mesmo período. Envolveu-se em diversas controvérsias, como ao escrever livro criticando duramente a figura de Mikhail Skobelev[1] e defendendo a comunidade judaica russa e a liberdade de expressão.[2] Morreu em 13 de abril de 1915 em Petrogrado.[1]

LegadoEditar

Gradovski exerceu certa influência sobre Dostoiévski, com quem conviveu em vida, apesar de defender, diferentemente deste, que o Oriente jamais teria libertado os servos sem a influência dos ocidentalistas.[3]

A neta de Gradovski, a também jornalista Ekaterina, casou-se com o líder nacionalista Vasily Shulgin.[4]

Referências

  1. a b c «Градовский, Григорий Константинович» Gradovski, Grigori Konstantinovitch. Akademik (em russo). Consultado em 22 de junho de 2019 
  2. Sytin, Ivan (1915). «Градовский Григорий Константинович». Военная энциклопедия. [S.l.: s.n.] 
  3. Frank, Joseph (2003). Dostoevsky v.V: The Mantle of the Prophet, 1871-1881 (em inglês). Princeton: Princeton University Press. pp. 543–547. ISBN 0-691-11569-9 
  4. Rybas, Sviatoslav (2014). Василий Шульгин: судьба русского националиста (em russo). [S.l.]: Molodaia Gvardia. p. 227. ISBN 978-5-235-03715-1