Abrir menu principal

O Grupo Perspectiva Integral (GPI) é um curso pré-vestibular e colégio da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

Índice

HistóriaEditar

A escola que deu origem ao grupo foi fundada pelo professor Ayrton de Almeida em 1968, tendo se destacado à época dos chamados "Anos de Chumbo" por contratar professores excluídos de outras instituições de ensino por suas ideias. O curso pré-vestibular denominava-se então "Perspectiva". Posteriormente, com a aquisição do curso "Integral", no centro da cidade, em 1973, passou a designar-se "Curso Perspectiva Integral", e depois "Grupo Perspectiva Integral". [1]

MetodologiaEditar

O seu método de estudo consiste na preparação para o Vestibular. A média para os alunos colegiais é 7,0 pontos, mas existe a possibilidade para os não aprovados de prova final, recuperação e dependência.

Atualmente[quando?] conta com os nomes de Carlos Gomes Teixeira, Rodolpho Motta Lima, Marina Loureiro, (todos de Língua Portuguesa), César Augusto de Menezes, Jorge Luiz Bahiense, Daniel Bahiense (de História), João Felipe Ferreira Ribeiro, Marcos Mucciolo, Henrique Rosa (de Geografia), Antônio Carnevalle, Eduardo Wagner, André Luiz Barros (de Matemática), Humberto Hugo de Oliveira, Ricardo Luiz de Almeida (de Física), Marcelo Cruz, Sérgio Calvo, Jeiel Feitosa de Castro,Fernanda Barbosa Franco Luiz Paulo de Almeida (de Química), Enzo Saldanha Franchin, Manoel Gomes, Ricardo José Ducraux, Ricardo França (de Biologia), Benício Corrêa Neto (de Língua Inglesa) e Dinah de Almeida Drummond (de Língua Espanhola).

Hoje, a rede GPI possui três sedes na cidade do Rio de Janeiro: Maracanã, Méier e Caxias.

Notas

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre escolas ou colégios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.