Abrir menu principal

Grupo étnico

grupo de pessoas com semelhanças culturais e/ou biológicas
(Redirecionado de Grupos étnicos)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Os massais são um exemplo de grupo étnico.

Grupo étnico, povo ou etnia, é uma categoria de pessoas que se identificam mutuamente, geralmente com base em uma genealogia ou ancestralidade comum presumida ou em semelhanças língua, história, sociedade, cultura ou nação em comum.[1][2]

Etnia é geralmente um status herdado baseado na sociedade em que se vive. Ser membro de um grupo étnico tende a ser definido por uma herança cultural compartilhada, ascendência, mito de origem, história, pátria, idioma ou dialeto, sistemas simbólicos como religião, mitologia e ritual, culinária, estilo de vestir, arte ou aparência física. Os grupos étnicos geralmente continuam a falar línguas relacionadas e compartilham um pool genético similar. Por meio de mudança de linguagem, aculturação, adoção e conversão religiosa, às vezes é possível que indivíduos ou grupos deixem um grupo étnico e se tornem parte de outro (exceto para grupos étnicos que enfatizam a homogeneidade ou pureza racial como critério-chave de associação).

Os maiores grupos étnicos nos tempos modernos compreendem centenas de milhões de indivíduos (os chineses han são os maiores), enquanto os menores estão limitados a algumas dezenas de indivíduos (numerosos povos indígenas em todo o mundo). Grupos étnicos maiores podem ser subdivididos em subgrupos menores, conhecidos como tribos ou clãs, que com o tempo podem se tornar grupos étnicos separados devido à endogamia ou isolamento físico do grupo de pais. Por outro lado, as etnias anteriormente separadas podem se fundir para formar uma pan-etnia (como os chineses de etnia han) e eventualmente se fundir em uma única etnia. Seja através da divisão ou amalgamação, a formação de uma identidade étnica separada é referida como etnogênese.


Índice

EtnicidadeEditar

Etnicidade é o termo usado para designar as características culturais que ligam um grupo particular de pessoas, ou grupos, internamente. Algumas vezes etnicidade é usado incorretamente para referir-se a uma minoria ou a uma raça. Etnicidade pode ser tanto definida como um agrupamento de pessoas que mantém sua cultura isolada e no exílio como pode ser uma relação social sem a mediação do político.[3]

EtimologiaEditar

A palavra "etnia" é derivada do grego ethnos, significando "povo" que tem o mesmo ethos, costume, incluindo língua, raça, religião etc. [4]

Esse termo era tipicamente utilizado para se referir a povos não gregos, então também tinha conotação de "estrangeiro". No posterior uso católico-romano, havia a conotação adicional de "gentio". A palavra deixou de ser relacionada com o paganismo em princípios do século XVIII. O uso do sentido moderno, mais próximo do original grego, começou na metade do século XX, tendo se intensificado desde então.

Atribui-se a origem do uso desse vocábulo nas ciências sociais a partir das contribuições do eugenista Georges Vacher de Lapouge (1854-1936), que o empregou na distinção de grupos sociais factícios (opondo-se aos naturais) que resultam de reunião de indivíduos de raças distintas que se encontram submissos, sob efeito de acontecimentos históricos, a instituições, a uma organização política, a costumes ou ideias comuns. [5] Assinala, ainda que as etnias se distinguem das nações pela intensidade de seus vínculos, visto que a solidariedade assim constituída subsiste para além da dissolução do grupo que a produziu como entidade sociopolítica, e permanece como identidade e fator de distinção de outros grupos sociais.[6]

Fatores de classificaçãoEditar

LínguaEditar

A língua tem sido, muitas vezes, utilizada como fator primário de classificação dos grupos étnicos, embora sem dúvida não isenta de manipulação política ou erro. É preciso destacar também que existe grande número de línguas multiétnicas e determinadas etnias são multilíngues.

CulturaEditar

A delimitação cultural de um grupo étnico, com respeito aos grupos culturais de fronteira, se faz dificultosa para o etnólogo, em especial no tocante a grupos humanos altamente comunicados com seus grupos vizinhos. Elie Kedourie é, talvez, o autor que mais aprofundou a análise das diferenças entre etnias e culturas.

Geralmente, se percebe que os grupos étnicos compartilham uma origem comum, exibem uma continuidade no tempo, apresentam uma noção de história em comum e projetam um futuro como povo. Isto se alcança através da transmissão de geração em geração de uma linguagem comum, de valores, tradições e, em vários casos, instituições.

Embora, em várias culturas, se mesclem os fatores étnicos e os políticos, não é imprescindível que um grupo étnico conte com instituições próprias de governo para ser considerado como tal. A soberania, portanto, não é definidora da etnia, mas se admite a necessidade de uma certa projeção social comum.

GenéticaEditar

É importante considerar a genética dos grupos étnicos se devemos distingui-los de um grupo de indivíduos que compartilham unicamente características culturais.

Estas características genéticas foram desenvolvidas durante o processo de adaptação daquele grupo de pessoas a determinado espaço geográfico ou ecossistema (englobando clima, altitude, flora e fauna) ao longo de várias gerações.

As etnias geralmente se remetem a mitos de fundação que revelam uma noção de parentesco mais ou menos remoto entre seus membros. A genética atual tende a verificar a existência dessa relação genética, porém as provas estão sujeitas a discussão (ver Lucca Cavalli-Sforza).

Ver tambémEditar

Referências

  1. «ethnicity: definition of ethnicity». Oxford Dictionaries. Oxford University Press. Consultado em 28 de dezembro de 2013 
  2. People, James; Bailey, Garrick (2010). Humanity: An Introduction to Cultural Anthropology 9th ed. [S.l.]: Wadsworth Cengage learning. p. 389. Em essência, um grupo étnico é uma categoria social de pessoas baseada em percepções da experiência social compartilhada ou das experiências de seus ancestrais. Os membros do grupo étnico se vêem compartilhando tradições culturais e história que os distinguem de outros grupos. A identidade do grupo étnico tem um forte componente psicológico ou emocional que divide as pessoas do mundo em categorias opostas de "nós" e "eles". Em contraste com a estratificação social, que divide e unifica as pessoas ao longo de uma série de eixos horizontais com base em fatores socioeconômicos, as identidades étnicas dividem e unificam as pessoas ao longo de uma série de eixos verticais. Assim, os grupos étnicos, pelo menos teoricamente, cortam as diferenças das classes socioeconômicas, atraindo membros de todos os estratos da população. 
  3. AMSELLE, Jean-Loup. Etnias e espaços: por uma antropologia topológica. In: AMSELLE, Jean-Loup; M’BOKOLO, Elikia (Coord.). Pelos meandros da etnia: etnias, tribalismo e Estado em África. Luanda/Mangualde (Portugal): Edições Mulemba/Edições Pedago, 2014, p. 23-54.
  4. Significado de Etnia. Significados.
  5. POUTIGNAT, Philippe. Teorias da etnicidade. Seguido de Grupos étnicos e suas fronteiras de Fredrik Barth / Philippe Poutignat. SP, UNESP, 1998
  6. Vacher de Lapouge, G. Lessélections sociales. Paris, Thorin et Fils, 1896 apud: POUTIGNAT, Philippe. Teorias da etnicidade. Seguido de Grupos étnicos e suas fronteiras de Fredrik Barth / Philippe Poutignat. SP, UNESP, 1998

Ligações externasEditar