Abrir menu principal

Guarda-chuva nuclear refere-se a uma garantia de um Estado com armas nucleares de defender um estado não-nuclear aliado. É normalmente usado para descrever as alianças de segurança dos Estados Unidos com o Japão[1], a Coreia do Sul,[2] a Organização Tratado do Atlântico Norte (grande parte da Europa, Turquia, Canadá), e Austrália; o termo é originário da Guerra Fria com a União Soviética. Para alguns países, foi uma alternativa para a aquisição das próprias armas nucleares; outras alternativas incluem Zonas Livres de Armas Nucleares regionais.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Hans M. Kristensen (21 de julho de 1999). «Japan Under the US Nuclear Umbrella». Nautilus Institute. Consultado em 4 de dezembro de 2007. Arquivado do original em 22 de abril de 2008 
  2. «The US Nuclear Umbrella Over South Korea». the Nuclear Information Project. 23 de outubro de 2006. Consultado em 4 de dezembro de 2007