Abrir menu principal

Guareí

município brasileiro do estado de São Paulo
Disambig grey.svg Nota: Se procura o rio de mesmo nome, veja Rio Guareí.
Guareí
  Município do Brasil  
Vista
Vista
Símbolos
Bandeira de Guareí
Bandeira
Brasão de armas de Guareí
Brasão de armas
Hino
Gentílico guareiense
Localização
Localização de Guareí em São Paulo
Localização de Guareí em São Paulo
Guareí está localizado em: Brasil
Guareí
Localização de Guareí no Brasil
Mapa de Guareí
Coordenadas 23° 22' 22" S 48° 11' 02" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Sorocaba
Região imediata[1] Itapetininga
Municípios limítrofes Angatuba , Bofete, Itapetininga, Porangaba, Quadra, Tatuí e Torre de Pedra.
Distância até a capital 186 km
História
Fundação 16 de março de 1880 (139 anos)
Administração
Prefeito(a) José Amadeu de Barros (Juca do Zé Neves) (PMDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 566,260 km²
População total (Censo IBGE/2010[3]) 14 568 hab.
Densidade 25,73 hab./km²
Clima Tropical
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,746 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 107 013,981 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 7 385,37
www.guarei.sp.gov.br/ (Prefeitura)

Guareí é um município que se localiza ao sul do estado de São Paulo. Seu nome se originou dos "lobos guarás" que ali habitavam. A população estimada para 2017 é de aproximadamente 17.500. Todo ano, na época do carnaval, há um jogo tradicional entre os times verde e vermelho. Ela conta com 566.260 km² de extensão territorial. O clima predominante é "Tropical".

HistóriaEditar

Antigo povoado de São João Batista de Guareí

Freguesia criada no município de Itapetininga pela Lei nº 14, de 09/03/1871

Cidade criada pela Lei nº 9, de 16/03/1880

Município reconduzido à categoria de distrito, incorporado ao município de Tatuí, com a denominação de Guareí,

pelo Decreto nº 6.530, de 03/07/1934

Município novamente criado pela Lei nº 2.695 de 05/11/1936

Aniversário em 16 de março

  • Johann Momberg, Gaspar Estanagel, Philippe Jacob e Henrique Wietes. Esse quarteto tinha intenção de formar um povoado, só que para isso precisaram enfrentar alguns obstáculos. O lugar que queriam já tinha dono. Mas foi com a força de um povo acostumado a lutar que os amigos atingiram o objetivo.

Em 1827, se instalaram na confluência do ribeirão Guarda-Mor com o rio Guareí, nas propriedades de Elias Ayres do Amaral.

No local, levantaram uma capela, em louvor a São João Batista, construíram um cemitério e diversas casas.

Mas o fazendeiro, até então dono da área usada por eles, não estava satisfeito e chegou a determinar a seus escravos a derrubada do cruzeiro erguido pelos posseiros.

A tentativa do coronel foi em vão. A Justiça ficou a favor dos colonos. Em 26 de abril de 1865 determinou a desapropriação das terras para a Capela de São João Batista de Guareí.

Porém, a economia, baseada na agricultura e pecuária, não foi suficiente para manter o povo no lugar e, em 1934, Guareí foi extinto. 

Dois anos depois, teve, no entanto, sua condição municipal reassegurada.

Com relação ao nome existem duas versões: a primeira é a tradução do tupi "guará-y", que significa Rio Guará (rio do lobo brasileiro); e a segunda é "guari-y" (o rio dos macacos). 

Por tradição local o primeiro significado é o reconhecido.

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 23º22'22" sul e a uma longitude 48º11'03" oeste, estando a uma altitude de 635 metros. Sua população estimada em 2004 era de 11.083 habitantes. Em 2018 estimou-se uma população de 17.500 habitantes.

ComunicaçõesEditar

A cidade foi atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP) até 1975, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[6], que construiu em 1977 a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica, sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo para suas operações de telefonia fixa[7][8][9].

Cultura/GaleriaEditar

A cidade de Guareí possui na sua cultura, entre outras coisas, a Festa de São João Batista, padroeiro da cidade (ocorre por volta do dia 24 de junho, Dia de São João), a cidade recebe inúmeras barraquinhas que formam uma feira em torno da praça da cidade. Comes e bebes são garantidos. Entre eles, os tradicionais bolinho de frango e o praticamente exclusivo bolinho de milho.

Outro marco importante da cidade são os tradicionais jogos carnavalescos 'Verde e Vermelho'. Realizados a muitas décadas (pelo depoimento de anciãos da cidade, a tradição iniciou-se por volta de mais de 80 anos atrás, no Bairro da Vitória em Guareí).

Ocorre sempre no fim de semana de Carnaval. Duas equipes de moradores da cidade dividem-se entre Verde e Vermelho, dividindo também a torcida da cidade toda. Os jogos iniciam-se na sexta-feira, a vitória garante 3 pontos, o empate 1 ponto. Em caso de vitória da mesma equipe na sexta e no sábado, os jogos já possuem um campeão. Caso contrário, a grande decisão ocorre no domingo de Carnaval.

Os jogos são disputados até hoje no Estádio Municipal Hideraldo Nolasco de Oliveira, e também no Campo do Bairro da Vitória, onde iniciou-se a tradição.

Em 2019, o Vermelho sagrou-se Bi Campeão nos pênaltis, na terceira tarde na cidade. Já na Vitória, o Verde conseguiu o Tri Campeonato somente em 2 tardes.

De acordo com moradores antigos da cidade, o Verde possui vantagem no retrospecto histórico.



Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  7. «Telesp vai servir mais 86 cidades do estado». Acervo Folha de São Paulo 
  8. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  9. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Guareí


  Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.