Gubazes I

Gubazes I (em georgiano: გუბაზი; em grego: Γουβάζης) foi um rei de Lázica que floresceu nos anos 450 e 460. Suas relações com o Império Bizantino são registradas por Prisco de Pânio.[1]

Reino de Lázica
Tentativa de Cyril Toumanoff de reconstruir a árvore genealógica dos reis de Lázica

VidaEditar

Cerca de 456, Gubazes tentou negociar uma aliança com o Império Sassânida em ordem a ver-se livre da hegemonia romana. Em resposta, o imperador Marciano (r. 450–457) enviou uma expedição militar contra os lazes, convidando Gubazes a abdicar ou depôr seu filho, que era seu co-governante, "como era contra a tradição de ter dois governantes juntos". Posteriormente, Gubazes abdicou em favor de seu filho e, em 466, fez visita à Constantinopla, onde teve que suportar as reprimendas de Leão I, o Trácio (r. 457–474), mas foi posteriormente tratado com benevolência e enviado para sua terra natal, onde parece ter sido capaz de reassumir seu reino. A visita de Gubazes é também mencionada na Vida de São Daniel, o Estilita, que registra que Gubazes e Leão visitaram o monge Daniel, que impressionou grandemente o rei laze e então mediou um trato entre os dois monarcas.[2]

Este período coincide com a campanha lançada em Lázica por seu vizinho oriental, o rei Vactangue I da Ibéria (r. 447/49–522/23), que é narrada nas Crônicas Georgianas. Vactangue era vassalo sassânida e suas atividades em Lázica podem ter tido assistência indireta do , como já havia se oferecido para Gubazes durante sua ruptura com Roma.[1] Cerca de 468, Gubazes, auxiliado pelos romanos, atacou a região montanhosa pró-persa de Suânia, que havia se separado da soberania laze, mas, para além de algumas fortalezas, ele falhou em retomar o território. Sua falha pode ter sido devido a interferência dos ibéricos, pois as Crônicas Georgianas aludem a outra campanha, neste caso vitoriosa, empreendida por Vactangue em Lázica aproximadamente na mesma época.[3][4]

Ver tambémEditar

Precedido por
Desconhecido
Rei de Lázica
c. 456-468
Sucedido por
Damnazes?

Referências

  1. a b Toumanoff 1963, p. 363.
  2. Dawes 1948, p. 79.
  3. «გუბაზ I» (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2013 
  4. Toumanoff 1963, p. 364.

BibliografiaEditar

  • Dawes, Elizabeth; Baynes, Norman H. (1948). Three Byzantine Saints: Contemporary Biographies of St. Daniel the Stylite, St. Theodore of Sykeon and St. John the Almsgiver. Londres: B. Blackwell 
  • Toumanoff, Cyril (1963). Studies in Christian Caucasian History III. Washington: Georgetown University Press