Abrir menu principal

Gueorgui Jukov

Disambig grey.svg Nota: Jukov redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Zhukov.
Gueorgui Jukov
Ministro da Defesa da União Soviética
Período 9 de fevereiro de 195526 de outubro de 1957
Prêmier Nikolai Bulganin
Antecessor Nikolai Bulganin
Sucessor Rodion Malinovsky
Membro do 20º Politburo
Período 29 de junho de 195729 de outubro de 1957
Dados pessoais
Nome completo Georgy Konstantinovich Jukov
Nascimento 1 de dezembro de 1896
Strelkovka, Governatorato de Kaluga, Império Russo
Morte 18 de junho de 1974 (77 anos)
Moscou, Rússia
União Soviética
Cônjuge Alexandra Dievna Zuikova (1920–1953)
Galina Alexandrovna Semyonova (1965–1974)
Filhos Era Jukova
Margarita Jukova
Ella Jukova
Maria Jukova
Partido Comunista
Profissão Militar
Assinatura Assinatura de Gueorgui Jukov
Serviço militar
Lealdade  Império Russo
 União Soviética
Serviço/ramo Exército Imperial Russo
Exército Vermelho
Anos de serviço 1915–1957
Graduação Marechal da União Soviética
Batalhas/guerras Primeira Guerra Mundial
Guerra Civil Russa
Conflitos fronteiriços entre a União Soviética e o Japão
Grande Guerra Patriótica (Segunda Guerra Mundial)
Condecorações Золотая Звезда Героя Советского Союза.svg

Gueorgui Konstantinovitch Jukov (em russo: Георгий Константинович Жуков; Strelkovka, 1 de dezembro de 1896Moscou, 18 de junho de 1974) foi um destacado marechal russo, que foi sucessivamente Chefe do Estado Maior da União Soviética (URSS), Comandante-em-Chefe das Forças Armadas soviéticas[1] e membro do Politburo.

Adquiriu renome principalmente por sua atuação na Segunda Guerra Mundial, em que comandou as tropas soviéticas. Foi diretamente responsável primeiro por reprimir a invasão da URSS pela Alemanha Nazista, e depois por tomar a iniciativa da guerra e comandar o contra-ataque soviético que tomaria Berlim e levaria Hitler à morte, em última instância levando o regime nazista à derrota. Como reconhecimento pelo papel que desempenhou, foi escolhido pelos Aliados para receber dos alemães o instrumento de sua rendição na guerra.

Índice

Juventude e Primeira Guerra MundialEditar

Nascido em uma família pobre de camponeses[2] em Strelkovka, no que hoje é o Distrito de Jukovsky do Oblast de Kaluga, na moderna Rússia, ainda jovem Jukov mudou-se para Moscou, onde tornou-se aprendiz peleteiro.

Em 1915 foi recrutado pelo Exército do Império Russo, e nele serviu primeiro no 106º Regimento de Cavalaria de Reserva (então chamado de 10º Regimento de Dragões de Novgorod).[3][4] Durante a Primeira Guerra Mundial, Jukov foi premiado com Cruz de São Jorge por duas vezes, e promovido ao posto de oficial não-comissionado por sua bravura em batalha.

Após a Revolução Russa de 1917, juntou-se ao Partido Comunista da União Soviética e, nos círculos do partido, sua origem humilde tornou-se um ativo significativo. Depois de se recuperar de um caso sério de tifo, Jukov lutou na Guerra Civil Russa durante o período de 1918 a 1921, servindo com o 1º Exército de Cavalaria, entre outras formações. Foi condecorado com a Ordem do Estandarte Vermelho por ajudar a subjugar a Rebelião de Tambov em 1921.[5]

Período entreguerrasEditar

Durante o período entreguerras, Jukov conheceu uma rápida ascensão nos quadros do Exército Vermelho. No final de maio de 1923, foi promovido a comandante do 39º Regimento de Cavalaria,[6] e em 1924 foi admitido na Escola Superior de Cavalaria, na qual se formou no ano seguinte.[6]

Após retornar o comando do 39º Regimento de Cavalaria, em maio de 1930 Jukov foi feito comandante da 2ª Brigada de Cavalaria da 7ª Divisão de Cavalaria. Em fevereiro do ano seguinte foi nomeado o Inspetor Assistente da Cavalaria do Exército Vermelho, e em maio de 1933 foi nomeado comandante da 4ª Divisão de Cavalaria. Em 1937, ele se tornou comandante do 3º Corpo de Cavalaria, depois do 6º Corpo de Cavalaria. Em 1938, tornou-se vice-comandante da cavalaria do Distrito Militar da Bielorrússia.[6]

CondecoraçõesEditar

Jukov recebeu numerosas condecorações em vida. Mais notavelmente, ele foi galardoado Herói da União Soviética quatro vezes, a única pessoa a receber tal honraria (Leonid Brezhnev também foi condecorado quatro vezes, mas por auto-atribuição).

Jukov também foi o primeiro a receber, e um dos três únicos destinatários a receber duas vezes, a Ordem da Vitória, a mais alta condecoração militar concedida pela União Soviética para o serviço da Segunda Guerra Mundial, e uma das honrarias mais raras do mundo. Ele também foi premiado com altas honras de muitos outros países. Uma listagem parcial é apresentada abaixo.

Honrarias e condecorações do Império RussoEditar

  Cruz de São Jorge (3a e 4a classes)

Honrarias e condecorações soviéticasEditar

        Herói da União Soviética (29 de agosto de 1939, 29 de julho de 1944, 1 de junho de 1945, 1 de dezembro de 1956)
  Ordem da Vitória (Número de série 1, 10 de abril de 1944, e número de série 5, 30 de março de 1945)
  Ordem de Lenin (16 de agosto de 1936, 29 de agosto de 1939, 21 de fevereiro de 1945, 1 de dezembro de 1956, 1 de dezembro de 1966, 1 de dezembro de 1971)
  Ordem da Revolução de Outubro (22 de fevereiro de 1968)
  Ordem do Estandarte Vermelho (31 de agosto de 1922, 3 de novembro de 1944, 20 de junho de 1949)
  Ordem de Suvorov, 1a classe (Número de série 1, 28 de janeiro de 1943 e Número de série 39, 28 de julho de 1943)
  Medalha "Pela defesa de Stalingrado"
  Medalha "Pela defesa de Stalingrado"
  Medalha "Pela defesa do Cáucaso"
  Medalha "Pela defesa de Moscou"
  Medalha "Pela liberação de Varsóvia"
  Medalha "Pela captura de Berlim"
  Medalha "Pela vitoria sobre o Japão"
  Medalha "Pela vitoria sobre a Alemanha na Grande Guerra Patriotica 1941–1945"
  Medalha do jubileu de "Vinte anos da vitória na Grande Guerra Patriotica 1941–1945"
  Medalha do jubileu de "XX anos do Exército Vermelho dos Operários e Camponeses"
  Medalha do jubileu de "30 anos do Exército e Marinha soviéticos"
  Medalha do jubileu de "40 anos das Forças Armanadas da USSR"
  Medalha do jubileu de "50 anos das Forças Armanadas da USSR"
  Medalha do jubileu de "Em comemoração do 100o aniversário do nascimento de Vladimir Ilitch Lenin"
  Medalha "Em comemoração do 250o aniversário de Leningrado"
  Medalha "Em comemoração do 800o aniversário de Moscou"
  Arma honoraria – espada inscrita com o Emblema da União Soviética (22 de janeiro de 1968)

Honrarias e condecorações estrangeirasEditar

  Herói da República Popular da Mongólia (República Popular da Mongólia, 1969)
  Medalha "Aniversário de 30 anos da Batalha de Khalkhin Gol" (República Popular da Mongólia, 1969)
  Ordem de Sukhbaatar (República Popular da Mongólia, 1968, 1969, 1971)
  Ordem do Estandarte Vermelho (Mongolian People's Republic, 1939, 1942)]] (República Popular da Mongólia, 1939, 1942)
  Medalha "50 anos da República Popular da Mongólia" (República Popular da Mongólia, 1971)
  Medalha "50 anos do Exército do Povo Mongol" (República Popular da Mongólia, 1971)
  Medalha "Pela vitória sobre o Japão" (República Popular da Mongólia)
  Ordem do Leão Branco, 1a classe (Checoslováquia, 1945)
  Ordem Militar do Leão Branco, 1a classe (Checoslováquia, 1945)
  Cruz Checoslováca de Guerra 1939–1945 (Checoslováquia, 1945)
  Cruz de Grunwald, 1a classe (República Popular da Polônia, 1945)
  Grã-Cruz da Virtuti Militari (República Popular da Polônia, 1945)
  Cruz de comandante com estrela, da Polonia Restituta, (República Popular da Polônia, 1968, and Commander's Cross, 1973)
  Medalha "Por Varsóvia 1939–1945" (República Popular da Polônia, 1946)
  Medalha "Por Oder, Neisse e o Báltico" (República Popular da Polônia, 1946)
  Chefe-comandante, Legião do Mérito (Estados Unidos, 1945)
  Cavaleiro Grã-Cruz Honorário, Ordem do Banho, (divisão militar) (Reino Unido, 1945)
  Grã-Cruz da Legion d'Honneur (França, 1945)
  Croix de guerre (França)
  Medalha "Amizade Sino-Soviética", (China, 1953 e 1956)
  Ordem da Liberdade (República Socialista Federativa da Iugoslávia, 1956]])
  Ordem do Mérito, 1a classe (Grã-Cruz) (Egito, 1956)
  Medalha "90a aniversário do nascimento de Georgiy Dimitrov" (Bulgária)
  Medalha "25 anos do Exército do Povo Búlgaro" (Bulgária)
  Estrela Partisan de Garibaldi (Itália, 1956)
?
Ordem da República (República Popular de Tuva, 1939)
  • Título de Partisan Honorário da Itália (Itália, 1956)


Referências

  1. Goldman, Stuart D. (28 de agosto de 2012). «The Forgotten Soviet-Japanese War of 1939». The Diplomat. Consultado em 23 de julho de 2018 
  2. Evans, A.; Gibbons, David (2011). The compact timeline of military history. New York: Metro Books. ISBN 9781435111370 
  3. Axell, Albert (2003). Marshal Zhukov: The man who beat Hitler. London: Pearson/Longman. ISBN 0582772338 
  4. Chaney, Otto Preston (1996). Zhukov Rev. ed. Norman: University of Oklahoma Press. ISBN 058511949X 
  5. Sokolov, B. V. (2000). «В огне революции и гражданской войны». Неизвестный Жуков: портрет без ретуши в зеркале эпохи. Minsk: Rodiola-plus 
  6. a b c Жу́ков, Гео́ргий K. (2002). Воспоминания и размышления (Memories and Reflections). 1 13 ed. Москва: ОЛМА-ПРЕСС. ISBN 5224031966 

BibliografiaEditar