Abrir menu principal

Guido de Baysio (c. 1350 - Avinhão, 10 de agosto de 1313) foi um advogado e canonista italiano. Nasceu provavelmente em Reggio Emilia onde também estudou direito. Tornou-se doutor e professor da lei canônica. Em 1296 foi apontado pelo papa Bonifácio VIII como bispo de Bologna e chanceler da Universidade de Bologna onde ensinou a lei canônica de forma particular e posteriormente se tornou professor, posição que ocupou por três anos. Durante sua estada em Avinhão, Baysio produziu várias produções literárias como comentários no Liber Sextus e Tractatus super haeresi et aliis criminibus in causa Templariorum et D. Bonifacii. A segunda parte de seu trabalho consiste a defesa de Bonifácio VIII.[1][2]Seu principal trabalho, o Rosarium, teve muitas edições.[3]

Referências

  1. Publicado em Mansi, "Coll. Sacr. Concil.", XXV (Venice, 1782), 415-426.
  2. ver Ferraris, Bibliotheca, Rome, 1892), VIII, 271.
  3. Strasburg, 1472; Rome, 1477; Venice, 1480; 1513; 1601, etc. The "Apparatus ad Sextum", Milan, 1480; Venice, 1577.

BibliografiaEditar

  • Schulte, Geschichte der Quellen u. Litteratur des kan. Rechts (Stuttgart, 1875), II, 186-190
  • Hugo von Hurter, Nomenclator (Innsbruck, 1899), IV, 413
  • Scherer in Kirchenlex., II, s. v.

Ligações externasEditar