Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Guilherme IX de Monferrato
Marquês Soberano de Monferrato
Retrato de Guilherme IX
Reinado 1494 - 1518
Consorte Ana de Alençon
Antecessor(a) Bonifácio III de Monferrato
Sucessor(a) Bonifácio IV de Monferrato
Casa Casa Soberana de Monferrato
Dinastia Paleólogo
Nascimento 10 de agosto de 1486
  Casale, Flag of Montferrat.svg Marca de Monferrato
Morte 1518 (24 anos)
  Casale, Flag of Montferrat.svg Marca de Monferrato
Filho(s)
Pai Bonifácio III de Monferrato
Mãe Maria Branković

Guilherme IX de Monferrato ou Guilherme IX Paleólogo, em italiano Guglielmo IX Paleologo (10 de agosto de 1486 – 1518), foi um marquês de Monferrato da dinastia paleóloga.

Índice

BiografiaEditar

Era filho de Bonifácio III (1424 – 1494), a quem sucede aquando da sua morte. Sua mãe foi Maria Branković (1466 – 1495), filha de Estêvão Branković, déspota da Sérvia.

Prosseguindo a política pró-francesa do pai, casou em 31 de outubro de 1508, na igreja de St. Sauveur de Blois, com a princesa Ana de Alençon (1492 – 1562), filha de Renato de Valois, duque de Alençon, e de Margarida da Lorena-Vaudémont.

Durante os conflitos no norte de Itália, e para proteger o seu exército durante a retirada de Milão, em 1513, evitando represálias de Maximiliano Sforza, Guilherme foi forçado a pagar 30 000 escudos. Os pactos com Maximiliano não foram respeitados e as tropas milanesas invadem o Monferrato saqueando numerosas cidades.

Na mesma altura, Guilherme foi confrontado com a tentativa do seu longínquo parente, Eudo, marquês de Incisa, de intitular-se Marquês de Monferrato. Guilherme marchou contra a cidade de Incisa e ocupa-a em 1514, anexando os territórios do marquesado e condenando à morte Eudo e o seu filho, Badone.

Esta condenação custou a Guilherme uma violenta reação do Sacro Império Romano-Germânico (de quem os Incisa eram vassalos) que, decretando nula a anexação do território de Incisa, ordenou a Guilherme Paleólogo que se submetesse a julgamento. Mas, com a sua morte, ocorrida em 1518, seus filhos ficaram confiados à marquesa Ana de Alençon, que atuou como regente em nome de Bonifácio IV, ainda menor.

DescendênciaEditar

Do seu casamento com Ana de Alençon, Guilherme teve três filhos:

  • Maria (1509 – 1530), que casou em 1517 em Casale Monferrato, com Frederico II Gonzaga, matrimónio que foi anulado (dado que a noiva tinha apenas 8 anos), sendo a anulação revogada pouco antes da morte de Maria;
  • Margarida (1510-1566), que casou em 3 de outubro de 1531 com o seu cunhado Frederico Gonzaga;
  • Bonifácio (1512-1530), sucessor do pai no Monferrato como Bonifácio IV.

Referências

Ligações externasEditar