Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGunnera manicata
Gunnera manicata3.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Clado: Angiospermas
Clado: Eudicotyledoneae
Clado: Gunneridae
Eudicotiledóneas nucleares
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Gunnerales
Família: Gunneraceae
Género: Gunnera
Espécie: G. manicata
Nome binomial
Gunnera manicata
Linden ex Delchev.
Sinónimos

Gunnera manicata é uma espécie de planta pertencente a família Gunneraceae. A espécie, pela espetacularidade das suas folhas, é utilizada como planta ornamental nas regiões subtropicais e temperadas. Esta espécie é endêmica do Sul do Brasil.[2]

É conhecida pelos nomes comuns de folha-de-mamute ou comida-de-dinossauro, dado o gigantismo das suas folhas que podem ultrapassar os 3 m de largura

Índice

DescriçãoEditar

É uma planta herbácea, perene, caracterizada pela presença de grandes folhas, sendo comuns as folhas que excedem 1,2 m de diâmetro, com valores médios de 90 x 90 centímetros em plantas maduras. Apresenta espinhos na parte inferior das folhas assim como ao longo de todo o seu caule.

Estas plantas atingem o seu desenvolvimento óptimo em condiciones de elevada humidade, por exemplo nos bordos de charcos ou de alagadiços, tolerando mal invernos frios e húmidos. Nos jardins de climas temperados, há necessidade de recobrir as gemas da planta com as suas próprias folhas mortas para as proteger dos frios do inverno.

TaxonomiaEditar

Foi descrita por Linden ex André com a descrição publicada em L'illustration horticole 20: 156–157. 1873.[3] A etimologia do gênero é uma homenagem ao botânico norueguês Johan Ernst Gunnerus. O epíteto específico manicata deriva do latim e significa "com mangas longas".[4]

Notas

GaleriaEditar

BibliografiaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Gunnera manicata