Abrir menu principal
Grupos étnicos selecionados do Nepal: Bhotia, Sherpa, Thakali; Gurung; Kiranti Sunuwar , Rai, Limbu; Newari; Pahari; Tamang

O povo Gurung, também chamado Tamu, é um grupo étnico de diferentes partes do Nepal.[1] Os Gurungs, tal como os Sherpa, Tamang, Thakali, Magar, Manaaggi, Mustaaggi, e Walunggi, são os povos indígenas dos vales das montanhas do Nepal. Eles vivem principalmente na zona de Gandaki, especificamente nos distritos de Lamjung, Kaski, Mustang, Dolpa, Tanahu, Gorkha, Parbat e Syangja, bem como no distrito Manang em torno da cordilheira de Annapurna. Alguns vivem nos distritos de Baglung, Okhaldhunga e Taplejung districts bem como Machhapuchhre também. Acredita-se que pequenos números estão vivendo no distrito Darjeeling da Índia, Kolkata, Assam, Manipur e Sikkim, bem como no Butão.

De acordo com o censo de 2013 há 3.5 milhões de Gurungs no Nepal,[2] dos quais 1.1 milhão fala a língua Gurung.

ReligiãoEditar

Eles são budistas e ampla minoria hindu. Séculos de influência cultural do Tibet e de seus vizinhos ao norte – que adotaram a cultural tibetana pesadamente – resultou em muitos Gurungs gradualmente aderindo ao budismo Tibetano – particularmente entre os Gurungs da região de Manang – ao longo dos séculos, particularmente a escola de Nyingma.[3]

ReferênciasEditar

  1. «Ethnohistory of Gurung People» (PDF). Consultado em 5 de junho de 2013 
  2. Government of Nepal.National Planning Commission Secretariat.Central Bureau of Statistics. National Population and Housing Census 2011 (National Report), November 2012 (PDF). Kathmandu: [s.n.] Consultado em 24 de maio de 2015. Arquivado do original (PDF) em 18 de abril de 2013 
  3. McHugh, Ernestine (2001). Love and Honor in the Himalayas: coming to know another culture. Philadelphia: University of Pennsylvania Press. p. 32. ISBN 0-8122-1759-4