Gustav Ludwig Hertz

Gustav Ludwig Hertz (Hamburgo, 22 de julho de 1887Berlim, 30 de outubro de 1975) foi um físico alemão. Como físico desenvolveu a teoria das funções, foi laureado com o Nobel de Física de 1925, juntamente com James Franck.

Gustav Ludwig Hertz Medalha Nobel
Gustav Ludwig Hertz em 1925
Experimento de Franck-Hertz
Nascimento Gustav Ludwig Hertz
22 de julho de 1887
Hamburgo
Morte 30 de outubro de 1975 (88 anos)
Berlim
Sepultamento Cemitério de Ohlsdorf
Nacionalidade alemão
Cidadania Alemanha Oriental, União Soviética
Cônjuge Ellen Dihlmann
Filho(s) Carl Hellmuth Hertz
Alma mater Universidade Humboldt de Berlim
Ocupação físico, professor(a) universitário(a), investigador(a)
Prêmios Nobel de Física (1925), Medalha Max Planck (1951), Medalha Helmholtz (1959)
Empregador Universidade Técnica de Berlim, Universidade de Halle-Vitemberga, Universidade Humboldt de Berlim, Universidade de Leipzig, Philips, Siemens AG, Sukhumi Institute of Physics and Technology
Orientador(es) Heinrich Rubens, Max Planck[1]
Instituições Universidade de Halle-Wittenberg
Campo(s) física
Tese 1911: Über das ultrarote Absorptionsspektrum der Kohlensäure in seiner Abhängigkeit von Druck und Partialdruck
Obras destacadas experimento de Franck-Hertz

VidaEditar

Hertz nasceu em Hamburgo, filho de Auguste (nascida Arning) e do advogado Gustav Theodor Hertz (1858-1904),[2] seu tio paterno era Heinrich Rudolf Hertz. Gustav começou sua carreira trabalhando como técnico de laboratório. Tendo se tornado professor, realizou experimentos em física atômica na Universidade de Berlim, mas, tendo se afastado do ambiente acadêmico, mudou-se para a União Soviética, onde voltou a lecionar na Universidade de Moscou. Em 1913 estudou com James Franck o potencial de ionização dos átomos dos diferentes elementos, observando que a energia de impacto destes com os elétrons é absorvido, apenas de maneiras predeterminadas, pelos átomos. Essas pesquisas contribuíram para os desenvolvimentos subsequentes da física atômica. Prêmio Nobel em 1925 com James Franck.[3][4]

 
Sepultura de Gustav Hertz no Cemitério de Ohlsdorf em Hamburgo

PublicaçõesEditar

  • Franck, J.; Hertz, G. (1914). «Über Zusammenstöße zwischen Elektronen und Molekülen des Quecksilberdampfes und die Ionisierungsspannung desselben». Verh. Dtsch. Phys. Ges. 16: 457–467 
  • Gustav Hertz Über das ultrarote Adsorptionsspektrum der Kohlensäure in seiner Abhängigkeit von Druck und Partialdruck. (Dissertation). (Vieweg Braunschweig, 1911)
  • Gustav Hertz (editor) Lehrbuch der Kernphysik I-III (Teubner, 1961–1966)
  • Gustav Hertz (editor) Grundlagen und Arbeitsmethoden der Kernphysik (Akademie Verlag, 1957)
  • Gustav Hertz Gustav Hertz in der Entwicklung der modernen Physik (Akademie Verlag, 1967)

Ver tambémEditar

Referências

  1. Gustav Ludwig Hertz (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  2. «Biography». Fundação Nobel (em inglês). NobelPrize.org. Consultado em 5 de fevereiro de 2013 
  3. Gustav Hertz Über das ultrarote Adsorptionsspektrum der Kohlensäure in seiner Abhängigkeit von Druck und Partialdruck. (Dissertation). (Vieweg Braunschweig, 1911)
  4. Mehra and Rechenberg, 2001, 197.

Ligações externasEditar


Precedido por
Karl Manne Georg Siegbahn
Nobel de Física
1925
com James Franck
Sucedido por
Jean Baptiste Perrin
Precedido por
Peter Debye
Medalha Max Planck
1951
com James Franck
Sucedido por
Paul Dirac


  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.