Gustavo Haddad

ator brasileiro

Gustavo Haddad (Bauru, 13 de julho de 1976) é um ator brasileiro de teatro e televisão, conhecido principalmente por co-protagonizar diversas novelas do SBT, como Canavial de Paixões e Amor e Revolução. Teve passagens também por Globo e Record.[2][3]

Gustavo Haddad
Nome completo Gustavo Haddad de Souza
Nascimento 13 de julho de 1976 (47 anos)
Bauru, SP
Estatura 1,76m[1]
Cônjuge Thabata Neder
Filho(a)(s) 2
Ocupação ator

Carreira

editar

O interesse pelas artes teve início em Bauru, no interior de São Paulo, com textos teatrais indicados como exercício para as aulas de datilografia que praticava. Aos 13 anos, Haddad começou a fazer teatro em Bauru, em um grupo amador.[4] A primeira oportunidade na TV aconteceu em 1995, em Malhação, na Rede Globo. Em 1998 se mudou para a Argentina onde atuou na novela infantil de grande sucesso Chiquititas, interpretando o carismático zelador Cadu.

Em 2003, no SBT, ganhou a chance protagonizar Canavial de Paixões.[5][6]

Depois foi para a Globo participar da novela Como uma Onda.[7]

Em 2006 participou da novela Cidadão Brasileiro na Record. Ficou longe da TV por seis anos, retornando em 2011, novamente no SBT, como o romântico Mário, coprotagonista de Amor e Revolução[8].

Vida Pessoal

editar

Foi casado com a atriz e ex-Miss Brasil Mundo Lyliá Virna, que conheceu durante as gravações de Dona Anja, em 1996.

Atualmente casado com a fitoterapeuta canabica, criadora da ONG Nagual Cannabis, Thabata Neder.

Filmografia

editar

Televisão

editar
Ano Título Personagem Notas
1996 Colégio Brasil Vinícius
Dona Anja Rodolfo
1998 Do Fundo do Coração Benito
Chiquititas Cadu
1999 Malhação Plínio
2001 O Direito de Nascer Horácio
A Padroeira Luiz Antunes
2002 Pequena Travessa Igor
2003 Canavial de Paixões Paulo Giácomo
2004 Como uma Onda Conrado Prata
2006 Cidadão Brasileiro Agnaldo
2011 Amor e Revolução Mário Luz
2013 O Negócio Jaime, gênio da noite Episódio: "Brand Equity"
2019 Crimes.com Cléber 1 episódio

Cinema

editar
Ano Título Personagem Notas
1998 Caminho dos Sonhos Júlio
2017 Poente David Curta-metragem
2018 SP: Crônicas de uma cidade real Alemão [9] Segmento: "Extração"
  • Píramo e Tisbe (1995)
  • O Homem das Galochas (1997)
  • O Jeca Voador e a Corte Celeste (2006)
  • Volta ao Lar (2007)
  • Hoje é Dia do Amor (2007)
  • O Rei e a Coroa Enfeitiçada (2014)
  • Navio Fantasma Holandês Voador (2015)
  • Propriedades Condenadas (2015)
  • Antes de Tudo (2015)
  • Carta Rasgada (2016)
  • Diálogos de Salomé com São João Batista (2016)
  • Bull (2017)
  • Visitando o Sr. Green (2017)
  • Aprendiz de Maestro (2018)
  • DuoSolo (2019)
  • Erêndira - A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada [11](2019)

Referências

  1. «Lei do maior esforço». Angel Fire. 20 de outubro de 2001. Consultado em 21 de setembro de 2023 
  2. «Gustavo Haddad fala sobre seu amor pela profissão de ator». MdeMulher. 28 de outubro de 2016 
  3. «Gustavo Haddad: "anunciantes tem mais pudor que o público"». TV UOL. 8 de setembro de 2011. Consultado em 19 de novembro de 2017 
  4. «História». faclubedogustavohaddad.webnode.com.br. Blog do fã clube do Gustavo Haddad. Consultado em 19 de novembro de 2017 
  5. Moreira, Paulo Ricardo (17 de agosto de 2003). «Os Furões da fila por um papel no folhetim mexicano». www.tv-pesquisa.com.puc-rio.br. TV-Pesquisa. Consultado em 23 de junho de 2016 
  6. Petrocelli, Renata (19 de outubro de 2003). «"Na Globo você tem de pedir", diz Gustavo Haddad». exclusivo.terra.com.br. Terra - TV. Consultado em 23 de junho de 2016 
  7. «Personagem de Gustavo Haddad transforma-se de mau-caráter em mocinho da trama». Tribuna PR - Paraná Online. 13 de março de 2005 
  8. «Final de 'Amor e Revolução' vai funcionar como o 'Você Decide', diz Gustavo Haddad». UOL. 9 de setembro de 2011. Consultado em 21 de setembro de 2023 
  9. «SP: Crônicas de uma cidade real». adorocinema.com. Consultado em 6 de junho de 2022 
  10. «Espetáculos de Gustavo Haddad». enciclopedia.itaucultural.org.br. Consultado em 6 de junho de 2022 
  11. «Espetáculo imperdível: Erêndira - A incrível e triste história da Cândida Erêndira e sua avó desalmada». sesisp.org.br. Consultado em 6 de junho de 2022 

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.