Abrir menu principal

Hälsingland ou Helsíngia (em sueco: Hälsingland; em latim: Helsingia) é uma província histórica (landskap) da Suécia, localizada no sul da região histórica (landsdel) da Norlândia. [1][2]

Hälsingland

Província histórica da Suécia
Hälsingland vapen.svg
Região histórica Norlândia
Condados atuais Gävleborg län vapen.svg Gävleborg
Jämtland län vapen.svg Jämtland
Localização na Suécia
FC-Hälsingland, Sweden.png
Dados
Área total 15.335 km2
População 129 629 habitantes
(2014)
Densidade 8,60 hab./km²
Ponto culminante Garpkölen
671 metros
Maior lago Dellen
Maior cidade Hudiksvall
Símbolos da província
Flor Linho
Animal Lince
Peixe Escalo
Casa senhorial típica em Söderala

Situada junto ao Mar Báltico, ocupa cerca de 3,5% da área do país. Com uma área de 14 264 km² e uma população de 129 629 habitantes (2014), a Hälsingland tem limites a norte com Medelpad, a oeste com a Härjedalen e a Dalecárlia, a sul com a Gästrikland, e é banhada a leste pelo Mar Báltico. [3][4][5][6]

Rengsjo vy.jpg

Como província histórica, a Hälsingland não possui funções administrativas, nem significado político, mas está diariamente presente nos mais variados contextos, como por exemplo em Museu da Hälsingland (Hälsinglands museum), Banco da Hälsingland (Hälsinglands Sparbank) e Federação de Futebol da Hälsingland (Hälsinglands Fotbollförbund). [7][8]


Etimologia e usoEditar

O nome geográfico sueco Hälsingland (PRONÚNCIA APROXIMADA hélsing-land) deriva do termo em sueco antigo "Hælsingialand", significando terra dos ”hälsinge”, designacão dos habitantes da região. A província foi mencionada em latim por Adão de Bremen em 1072 como Halsingland. [9][10][11]

Em textos em português costuma ser usada a forma original Hälsingland. [12]

Província histórica e condado atualEditar

A maior parte da província histórica da Hälsingland constitue juntamente com a província histórica da Gästrikland o atual condado de Gävleborg.[13]

Geografia físicaEditar

A Hälsingland tem uma zona florestal a oeste (com um terreno acidentado, coberto de florestas de coníferas e numerosos lagos), uma zona de planície a leste (com um terreno ondulado, com muita agricultura, fortemente caracterizado pela bacia do rio Ljusnan), e uma zona costeira (plana e com relativamente poucas ilhas). [14][15][16][17]

Cidades e localidades principaisEditar

CidadesEditar

LocalidadesEditar

Património histórico, cultural e turísticoEditar

ComunicaçõesEditar

A província da Hälsingland é atravessada de norte a sul pela estrada europeia E4, seguindo a orla costeira desde a província de Medelpad até à Gästrikland, e passando pelas cidades de Hudiksvall e Söderhamn. Transversalmente a província é atravessada pelas estradas nacionais 84, 50 e 83. [21][22] Duas linhas ferroviárias cruzam a Hälsingland: Uma linha seguindo a costa, com um itinerário semelhante à E4, passando por Söderhamn e Hudiksvall, e outra pelo interior, no sentido noroeste, passando por Bollnäs e Ljusdal.

Referências

  1. Anders Delin; et al. «Häslsingland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 8 de agosto de 2018 
  2. «Hälsingland» (em inglês). Encyclopædia Britannica ( Enciclopédia Britânica). Consultado em 8 de agosto de 2018 
  3. «Hälsingland». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 535. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
  4. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Hälsingland». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 258-259. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  5. Mats Widgren e Jan von Konow. «Hälsingland» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca 
  6. «Folkmängd i landskapen den 31 december 2014» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia. Consultado em 3 de março de 2018. Arquivado do original em 3 de março de 2018 
  7. Ulf Sporrong. «Landskap» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 11 de junho de 2015 
  8. Magnusson, Thomas; Peter A. Sjögren (2004). «Landskapen». Vad varje svensk bör veta (O que todos os suecos devem saber) (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 212. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  9. Wahlberg, Mats (2003). «Hälsingland». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 146. 422 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
  10. Anders Delin; et al. «Hälsingland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 16 de julho de 2018 
  11. Elof Hellquist. «Hälsing-» (em sueco). Projekt Runeberg - Svensk etymologisk ordbok (Projeto Runeberg - Dicionário etimológico sueco - Arquivo Nacional da Suécia). Consultado em 16 de julho de 2018 
  12. Mons Kallentoft. «A Quinta Estação». Livros Google. Consultado em 16 de julho de 2018 
  13. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Gävleborgs län». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 354. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  14. Magnusson, Lars (2005). «Hälsingland». Se Sverige. Vägvisare till 650 smultronställen från Ales stenar till Överkalix (em sueco). Estocolmo: Prisma e Svenska turistföreningen. p. 76. 288 páginas. ISBN 91-518-4471-0 
  15. Sune Jönsson (1987). «Hälsingland». Med arkeologen Sverige runt. Sverker Janson e Erik B. Lundberg (redatores). Estocolmo: Forum. p. 361. 442 páginas. ISBN 91-37-09153-0 
  16. {{Citar livro |sobrenome=Magnusson |nome=Thomas|coautor=et al. |título=Vad varje svensk bör veta|idioma= sueco |local= Estocolmo |editora= Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB |ano= 2004|páginas=654 |página= 209|capítulo=S |isbn= 91-0-010680-1
  17. {{Citar livro |sobrenome= Miranda |nome= Ulrika Junker |coautor=Anne Hallberg |título=Bonniers uppslagsbok |subtítulo= |idioma= sueco |local= Estocolmo |editora=Albert Bonniers Förlag |ano= 2007|páginas=1143 |página= 404|capítulo=Hälsingland|isbn= 91-0-011462-6
  18. [1][ligação inativa]
  19. [2][ligação inativa]
  20. [3][ligação inativa]
  21. Magnusson, Lars (2005). «Hälsingland». Se Sverige. Vägvisare till 650 smultronställen från Ales stenar till Överkalix (em sueco). Estocolmo: Prisma e Svenska turistföreningen. p. 76. 288 páginas. ISBN 91-518-4471-0 
  22. «Hälsingland». Libers junioratlas (em sueco). Estocolmo: Liber. 2016. p. 30. 144 páginas. ISBN 9789147118793 

FontesEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hälsingland
  Este artigo sobre Geografia da Suécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.