Abrir menu principal

Hóquei no gelo nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018

Olympic Rings white.svg
Hóquei no gelo nos
Jogos Olímpicos de Inverno de 2018
Coreia do Sul PyeongChang, Coreia do Sul
Ice hockey pictogram.svg
Dados
Participantes 484
Sede Centro de Hóquei Kwandong
Centro de Hóquei Gangneung
Dias de competição 10 a 25 de fevereiro
Eventos 2
◄◄ Rússia 2014 Olympic Rings white.svg China 2022 ►►

Os torneios de hóquei no gelo nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 foram realizados em duas arenas na subsede de Gangneung, sendo o Centro de Hóquei Gangneung, com capacidade para 10 000 pessoas, e o Centro de Hóquei Kwandong, com capacidade para 6 000, ambas inauguradas no começo de 2017.[1][2] Os rinques têm dimensões no padrão da Federação Internacional de Hóquei no Gelo, de 60 m x 30 m.[3]

Doze equipes disputaram o torneio masculino, que começa em 13 e termina em 25 de fevereiro. No feminino, oito equipes disputaram a competição entre 10 a 22 de fevereiro.[4]

CalendárioEditar

Fevereiro 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
Hóquei no gelo 1 1
       Dia de competição        Dia de final

ProgramaçãoEditar

A seguir está a programação da competição para os dois eventos da modalidade.[4]

Horário local (UTC+9).

Data Horário Evento
10 de fevereiro 16:40
21:10
Torneio feminino – preliminares grupo B
11 de fevereiro 16:40
21:10
Torneio feminino – preliminares grupo A
12 de fevereiro 16:40
21:10
Torneio feminino – preliminares grupo B
13 de fevereiro 16:40
21:10
Torneio feminino – preliminares grupo A
14 de fevereiro 12:10
16:40
Torneio feminino – preliminares grupo B
21:10 Torneio masculino – preliminares grupo B
15 de fevereiro 12:10
16:40
Torneio feminino – preliminares grupo A
12:10
16:40
Torneio masculino – preliminares grupo C
21:10 Torneio masculino – preliminares grupo A
16 de fevereiro 12:10
16:40
Torneio masculino – preliminares grupo B
21:10 Torneio masculino – preliminares grupo C
17 de fevereiro 12:10
16:40
Torneio feminino – quartas
12:10
16:40
Torneio masculino – preliminares grupo A
21:10 Torneio masculino – preliminares grupo B
18 de fevereiro 12:10
16:40
Torneio feminino – classificação 5º–8º
12:10
21:10
Torneio masculino – preliminares grupo C
16:40
21:10
Torneio masculino – preliminares grupo A
19 de fevereiro 13:10
21:10
Torneio feminino – semifinais
20 de fevereiro 12:10 Torneio feminino – disputa pelo 7º
12:10
16:40
21:10
Torneio masculino – play-offs
16:40 Torneio feminino – disputa pelo 5º
21 de fevereiro 12:10
16:40
21:10
Torneio masculino – quartas
16:40 Torneio feminino – disputa do bronze
22 de fevereiro 13:10 Torneio feminino – final
23 de fevereiro 16:40
21:10
Torneio masculino – semifinais
24 de fevereiro 21:10 Torneio masculino – disputa do bronze
25 de fevereiro 13:10 Torneio masculino – final

Formato de disputaEditar

O torneio masculino tem a presença de doze países, oito classificados via ranking da Federação Internacional de Hóquei no Gelo (IIHF), três definidos pelos torneios de qualificação mundial da IIHF, além da vaga reservada para a Coreia do Sul como país-sede.[5] O formato é o mesmo de 2010 e 2014, com três grupos de quatro equipes. O vencedor de cada grupo e o melhor segundo colocado entram direto nas quartas de final, enquanto as outras oito equipes brigam pelas outras quatro vagas restantes. A partir daí, semifinais, finais e a disputa do bronze para os perdedores da semifinal.[6] 

Já no torneio feminino foram oito vagas disponíveis, sendo cinco para as primeiras colocadas do ranking mundial, uma para a Coreia do Sul, na posição de país organizador e duas através de torneios de qualificação mundial. O formato foi o mesmo de 2014, com as melhores equipes ranqueadas no grupo A e as piores ranqueadas no Grupo B. As duas piores seleções do Grupo A e as duas melhores do Grupo B disputaram as quartas de final, na qual as vencedoras encararam as duas líderes do grupo A nas semifinais.[6]

QualificaçãoEditar

No masculino, a qualificação direta para os Jogos Olímpicos foi determinada pelo ranking da IIHF após o Campeonato Mundial de 2015.[6] As oito melhores equipes no ranking se classificaram automaticamente, além de uma vaga que já estava reservada para a Coreia do Sul, enquanto outros doze times disputaram três vagas através de torneios de qualificação. Em abril de 2014, o presidente da IIHF, René Fasel, havia indicado que para ter direito a vaga direta, a Coreia do Sul deveria estar pelo menos na 18ª colocação no ranking. Isso ocorreu em 2017, quando o time sul-coreano subiu para a divisão principal do Campeonato Mundial de Hóquei no Gelo,[7] entretanto em setembro do mesmo ano a federação mudou o sistema de classificação para os Jogos Olímpicos e retirou a exigência, passando a dar uma vaga direta ao país sede independente da posição no ranking.[8]

A qualificação para o torneio feminino foi determinada pelo ranking da IIHF após o Mundial Feminino de 2016. As cinco melhores equipes ranqueadas se juntam à Coreia do Sul, garantida como país sede. Outras oito equipes disputaram as duas vagas restantes por meio de dois torneios mundiais qualificatórios.[6]

Masculino
Método de classificação Vagas Classificados
País sede 1  KOR Coreia do Sul
Ranking da IIHF 8  SWE Suécia
 FIN Finlândia
 CAN Canadá
 OAR Atletas Olímpicos da Rússia
 USA Estados Unidos
 CZE República Checa
 SUI Suíça
 SVK Eslováquia
Qualificatória olímpica 1  SLO Eslovênia
Qualificatória olímpica 1  GER Alemanha
Qualificatória olímpica 1  NOR Noruega
Total 12
Feminino
Método de classificação Vagas Classificados
País sede 1  KOR Coreia do Sul[nota 1]
Ranking da IIHF 5  USA Estados Unidos
 CAN Canadá
 FIN Finlândia
 OAR Atletas Olímpicos da Rússia
 SWE Suécia
Qualificatória olímpica 1  SUI Suíça
Qualificatória olímpica 1  JPN Japão
Total 8

Boicote da NHLEditar

Em 3 de abril de 2017, a National Hockey League (NHL) anunciou que não autorizaria a participação de seus atletas nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018. Embora fosse "aberta a ouvir de qualquer outra parte que pudesse ter interesse na questão", a Associação de Jogadores da Liga confirmou que "não tem interesse ou intenção de se envolver em qualquer discussão que possa tornar a participação olímpica mais atraente para os clubes" e que não agendaria uma pausa para as Olimpíadas na temporada 2017–18.[10] A principal desavença entre a NHL, a IIHF e o Comitê Olímpico Internacional era relacionado a quem pagaria o seguro da participação dos jogadores. O COI concordou em assegurar os jogadores para as Olimpíadas de 2014 com um custo de 14 milhões de dólares, mas não estaria disposto a pagar novamente em 2018. O COI pareceu preocupado que, se continuasse a cobrir os custos dos jogadores da NHL, outros órgãos profissionais também exigissem tratamento similar. O comissário da NHL, Gary Bettman, observou que a liga profissional dos Estados Unidos nunca se beneficiou da presença de seus jogadores nas Olimpíadas, acrescentando que, "de fato, os jogos são cancelados por duas semanas, isso porque o COI nunca autorizou a nossa promoção do evento".[11][12]

Time unificado da CoreiaEditar

Em 18 de janeiro de 2018, foi anunciado um acordo especial entre o COI e a IIHF onde 12 jogadoras norte-coreanas se juntaram a outras 23 jogadoras sul-coreanas, formado um time unificado entre os dois países para disputa do torneio feminino.[13] Com isso houve uma autorização especial para que as jogadoras adicionais possam participar do torneio. A seleção foi feita por Sarah Murray, técnica da seleção da Coreia do Sul. Dentre as 12 jogadoras norte-coreanas, Murray obrigatoriamente deveria escalar três, devendo totalizar 22 jogadoras relacionadas como prevê o regulamento da competição.[9]

MedalhistasEditar

Evento   Ouro   Prata   Bronze
Masculino
detalhes
Artyom Zub
Vladislav Gavrikov
Ivan Telegin
Sergei Mozyakin
Sergei Andronov
Pavel Datsyuk
Sergey Kalinin
Mikhail Grigorenko
Vyacheslav Voynov
Andrei Zubarev
Ilya Kablukov
Igor Shestyorkin
Ilya Sorokin
Egor Yakovlev
Sergei Shirokov
Alexey Marchenko
Bogdan Kiselevich
Ilya Kovalchuk
Nikolai Prokhorkin
Kirill Kaprizov
Vasily Koshechkin
Vadim Shipachyov
Nikita Nesterov
Alexander Barabanov
Nikita Gusev
 OAR Atletas Olímpicos da Rússia
Daryl Boyle
Christian Ehrhoff
Brooks Macek
Marcus Kink
Matthias Plachta
Frank Mauer
Danny aus den Birken
Yannic Seidenberg
Patrick Reimer
Björn Krupp
Jonas Müller
Yasin Ehliz
Gerrit Fauser
Dennis Endras
Frank Hördler
Patrick Hager
Timo Pielmeier
Felix Schütz
Marcel Goc
Dominik Kahun
Sinan Akdag
Leonhard Pföderl
David Wolf
Moritz Müller
Marcel Noebels
 GER Alemanha
Karl Stollery
Chris Lee
Chay Genoway
Gilbert Brulé
Wojtek Wolski
Derek Roy
Chris Kelly
Rob Klinkhammer
Brandon Kozun
Quinton Howden
René Bourque
Marc-André Gragnani
Andrew Ebbett
Mason Raymond
Eric O'Dell
Stefan Elliott
Cody Goloubef
Ben Scrivens
Kevin Poulin
Justin Peters
Mat Robinson
Maxim Lapierre
Maxim Noreau
Linden Vey
Christian Thomas
 CAN Canadá
Feminino
detalhes
Lee Stecklein
Cayla Barnes
Megan Keller
Kali Flanagan
Monique Lamoureux-Morando
Emily Pfalzer
Meghan Duggan
Haley Skarupa
Kelly Pannek
Brianna Decker
Jocelyne Lamoureux-Davidson
Gigi Marvin
Hannah Brandt
Hilary Knight
Kacey Bellamy
Sidney Morin
Dani Cameranesi
Kendall Coyne
Amanda Kessel
Nicole Hensley
Alex Rigsby
Maddie Rooney
Amanda Pelkey
 USA Estados Unidos
Shannon Szabados
Meghan Agosta
Jocelyne Larocque
Brigette Lacquette
Lauriane Rougeau
Rebecca Johnston
Laura Stacey
Laura Fortino
Jenn Wakefield
Jillian Saulnier
Meaghan Mikkelson
Renata Fast
Mélodie Daoust
Bailey Bram
Brianne Jenner
Sarah Nurse
Haley Irwin
Natalie Spooner
Emily Clark
Marie-Philip Poulin
Geneviève Lacasse
Ann-Renée Desbiens
Blayre Turnbull
 CAN Canadá
Eveliina Suonpää
Meeri Räisänen
Noora Räty
Isa Rahunen
Rosa Lindstedt
Jenni Hiirikoski
Mira Jalosuo
Ella Viitasuo
Minnamari Tuominen
Ronja Savolainen
Venla Hovi
Linda Välimäki
Annina Rajahuhta
Riikka Välilä
Petra Nieminen
Emma Nuutinen
Sanni Hakala
Noora Tulus
Sara Säkkinen
Saila Saari
Michelle Karvinen
Tanja Niskanen
Susanna Tapani
 FIN Finlândia

Quadro de medalhasEditar

 Ordem  País         Ordem
por total
1  OAR Atletas Olímpicos da Rússia 1     1 2
 USA Estados Unidos 1     1 2
3  CAN Canadá   1 1 2 1
4  GER Alemanha   1   1 2
5  FIN Finlândia     1 1 2
TOTAL 2 2 2 6

Notas

  1. Competiu como  COR Coreia, consistindo também de jogadoras da Coreia do Norte.[9]

Referências

  1. «Gangneung Hockey Centre – The PyeongChang 2018 Olympic and Paralympic Winter Games» (em inglês). PyeongChang2018.com. Consultado em 13 de janeiro de 2018 
  2. «Kwandong Hockey Centre – The PyeongChang 2018 Olympic and Paralympic Winter Games» (em inglês). PyeongChang2018.com. Consultado em 13 de janeiro de 2018 
  3. «Ice Hockey – The PyeongChang 2018 Olympic and Paralympic Winter Games» (em inglês). PyeongChang2018.com. Consultado em 13 de janeiro de 2018 
  4. a b «Schedule – The PyeongChang 2018 Olympic and Paralympic Winter Games» (em inglês). PyeongChang2018.com. Consultado em 13 de janeiro de 2018 
  5. «Olympic format set» (em inglês). IIHF. 10 de março de 2015. Consultado em 14 de março de 2015 
  6. a b c d «2018 Olympic Winter Games» (em inglês). IIHF. Consultado em 14 de março de 2015 
  7. «Fasel, Wu address media» (em inglês). IIHF. 26 de abril de 2014. Consultado em 14 de março de 2015 
  8. «Korea headed to the Olympics» (em inglês). IIHF. 19 de setembro de 2014. Consultado em 14 de março de 2015 
  9. a b «Together on the ice» (em inglês). IIHF. 20 de janeiro de 2018. Consultado em 20 de janeiro de 2018 
  10. «NHL will not participate in 2018 Pyeongchang Olympic Games». Sportsnet.ca (em inglês). Rogers Media. 3 de abril de 2017. Consultado em 3 de abril de 2017 
  11. «Olympics and N.H.L. Face Off Over Who Pays to Insure Players» (em inglês). The New York Times. 19 de maio de 2016. Consultado em 21 de maio de 2016 
  12. «IOC decides not to cover costs for NHL players at Olympics». Sportsnet.ca (em inglês). Rogers Media. 23 de abril de 2016. Consultado em 21 de maio de 2016 
  13. «Unity deal brings together North and South Korea in Pyeongchang» (em inglês). CBC. 20 de janeiro de 2018. Consultado em 20 de janeiro de 2018 

Ligações externasEditar