Abrir menu principal

Halloween 4: The Return of Michael Myers

Halloween 4: The Return of Michael Myers
Halloween 4 - O Regresso do Assassino (PRT)
Halloween 4 - O Retorno de Michael Myers (BRA)
 Estados Unidos
1988 •  cor •  88 min 
Direção Dwight H. Little
Produção Moustapha Akkad
Paul Freeman
Roteiro Roteiro:
Alan B. McElroy
História:
Alan B. McElroy
Danny Lipsius
Larry Rattner
Benjamin Ruffner
Elenco Donald Pleasence
Ellie Cornell
Danielle Harris
Michael Pataki
Sasha Jenson
Género terror
Música Alan Howarth
Tema Halloween:
John Carpenter
Cinematografia Peter Lyons Collister
Edição Curtiss Clayton
Distribuição Galaxy International Releasing
(Anchor Bay Entertainment)
Lançamento Estados Unidos 21 de outubro de 1988
Idioma inglês
Orçamento US$ 5 milhões
Receita US$ 17.768.757
Cronologia
Halloween III - A Noite das Bruxas
(1982)
Halloween 5 - A Vingança de Michael Myers
(1989)
Página no IMDb (em inglês)

Halloween 4: The Return of Michael Myers (Halloween 4 - O Retorno de Michael Myers, no Brasil; Halloween 4 - O Regresso do Assassino, em Portugal)[1][2] é um filme americano de 1988 dirigido por Dwight H. Little e produzido por Moustapha Akkad.

SinopseEditar

Passados exatamente 10 anos desde que Michael Myers provocou a grande matança em Haddonfield, em 31 de outubro de 1978, é Halloween outra vez!

Aparentando estar em estado catatônico enquanto é transferido do Hospital de Segurança Máxima Ridgemont, Michael Myers ouve que ele tem uma sobrinha. Logo após ouvir isso mata todos que estavam na ambulância e sai em busca da garota para matá-la. Enquanto isso, em Haddonfield, a sobrinha de Myers, Jamie Lloyd, está tendo pesadelos com seu perverso tio. Sua irmã por adoção, Rachel Corruthers, leva-a para pegar doces na noite de Halloween, mas em vez de encontrar uma noite de diversão, elas acham Michael Myers!

Mas eis que surge outra vez o Dr. Loomis, que sobreviveu à explosão do segundo filme na qual tentou matar o vilão. Assim, Ele sai em busca de Myers, contando com a ajuda do xerife Ben Meeker. Depois de uma verdadeira batalha contra Myers, na qual ele vai matando um por um vários habitantes da cidade, a polícia o cobre com uma chuva de tiros, fazendo-o cair em um buraco dentro do cemitério e desaparecer. Todos começam a se acalmar, acreditando que agora tudo acabou. Mas uma misteriosa figura mascarada aparece no segundo andar da casa dos pais adotivos de Jamie e mata a mãe adotiva dela. E ao ouvir o grito da mulher e chegarem perto da escada para ver o que houve, os demais heróis do filme verão que um novo pesadelo apenas começou!

ElencoEditar

ProduçãoEditar

Depois de Halloween III: Season of the Witch, Moustapha Akkad quis avançar com a franquia e trazer de volta Michael Myers. De acordo com o produtor Paul Freeman, um amigo de Akkad, com uma longa lista de créditos em seu nome, explicou a revista Fangoria, em 1988, que todo mundo que viu Halloween III, ficaram se perguntando: "Onde está Michael Myers ?".[3] John Carpenter foi abordado por Cannon Films , que tinha acabado de lançar nos cinemas, The Texas Chainsaw Massacre 2, o convidaram para escrever e dirigir Halloween 4. Debra Hill estava planejando produzir o filme.[4]

RecepçãoEditar

CríticaEditar

O filme obteve uma recepção crítica negativa. No Rotten Tomatoes, tem uma aprovação de 30% com base em 27 comentários, com uma nota média de 3,9/10.[5] No Metacritic, tem uma pontuação de 34 de 100 com base em comentários de 10 críticos, o que indica "avaliações geralmente desfavoráveis".[6]

Caryn James, do The New York Times, criticou-o por abandonar os pontos fortes do filme original, dizendo que "o suspense e o horror psicológico deram lugar à força e à resistência sobre-humanas".[7] Variety descreveu-o "um filme sem frescuras e profissional".[8]

O tempo tem sido relativamente bom para o filme, com muitas avaliações modernas sendo mais positivas. JoBlo.com publicou: "O filme é tenso, tem bons assassinatos e um excepcional final. The Shape (Michael Myers) está de volta e em boa forma, este é o meu Halloween favorito ao lado do primeiro."[9] IGN declarou: "Halloween 4: The Return of Michael Myers se destaca como o segundo melhor filme de toda a série".[10] Para Dread Central, Davey Connor destacou: "Halloween 4 é uma forte sequência, [um forte] filme de terror e filme de Halloween".[11] Por fim, Adam Tyner, do DVD Talk, escreveu que "apesar de suas falhas, Halloween 4 é um dos melhores slashers do final dos anos 80, destacando-se em uma época em que o subgênero estava em declínio."[12]

Referências

  1. Falcão, Filipe (28 de outubro de 2013). «Halloween 4 – O Retorno de Michael Myers (1988)». Boca do Inferno. Consultado em 11 de julho de 2019 
  2. «Halloween 4 - O Regresso do Assassino», SAPO, consultado em 11 de julho de 2019 
  3. «Halloween 4: The Return of Michael Myers - Behind The Scenes». HalloweenMovies.com. Trancas International Films Inc. 25 de janeiro de 2013. Consultado em 11 de julho de 2019 
  4. Assip, Mike (8 de janeiro de 2017). «Exclusive Interview: Dennis Etchison On His Unmade HALLOWEEN 4 & The Ghosts Of The Lost River Drive-In». Blumhouse.com. Consultado em 11 de julho de 2019 
  5. «Halloween 4: The Return of Michael Myers (1988)», Rotten Tomatoes (em inglês), consultado em 11 de julho de 2019 
  6. «Halloween 4: The Return of Michael Myers», Metacritic, consultado em 11 de julho de 2019 
  7. James, Caryn (10 de abril de 2016). «A Slasher Goes Back To Work». The New York Times. Consultado em 11 de julho de 2019 
  8. «Halloween 4 – The Return of Michael Myers». Variety. 3 de março de 2016. Consultado em 11 de julho de 2019 
  9. «Arrow in the Head reviews "Halloween 4: The Return of Michael Myers"». JoBlo.com. Consultado em 11 de julho de 2019 
  10. Halloween 4: The Return of Michael Myers Blu-ray Review - IGN (em inglês), consultado em 11 de julho de 2019 
  11. Davey, Connor (16 de fevereiro de 2017). «Halloween 4: The Return of Michael Myers Is an Undervalued Sequel». Dread Central (em inglês). Consultado em 11 de julho de 2019 
  12. Tyner, Adam. «Halloween 4: The Return of Michael Myers (Blu-ray)». DVD Talk (em inglês). Consultado em 11 de julho de 2019