Hanoi Rocks
MikeMonroe.JPG
Michael Monroe, vocalista, durante performance com o Hanoi Rocks na Inglaterra, em 4 de março, 2008
Informação geral
Origem Helsinki
País  Finlândia
Gênero(s) Glam rock
Glam metal
Glam punk
Hard rock
Período em atividade 1979 - 1985
2001 - 2009
Gravadora(s) Liquor and Poker Music
Integrantes Michael Monroe
Andy McCoy
Conny Bloom
Andy "A.C." Christell
George Atlagic
Ex-integrantes Nicholas "Razzle" Dingley ✝
Página oficial Site Oficial

Hanoi Rocks foi uma banda finlandesa de rock formada em 1979, alcançando o período de maior sucesso no começo dos anos 1980. A banda se separou em 1985 em grande parte devido à morte do baterista Razzle. O vocalista Mike Monroe e o guitarrista Andy McCoy, da formação original se juntaram novamente em 2001, tocando com o nome Hanoi Rocks até 2009.

Estilo musicalEditar

Musicalmente a banda foi influenciada por artistas como os New York Dolls, The Stooges e The Rolling Stones. A música deles funde elementos de blues, punk rock, rock de garagem, glam rock assim como o rock 'n' roll original de Chuck Berry e Little Richard. Os temas das letras variam entre tópicos de amor e suas indas e vindas, e alienação suburbana.

O grupo é considerado o pioneiro do glam metal, sendo assim, influenciando vários conjuntos na década de 80, entre eles o famoso Guns N Roses.[1]

HistóriaEditar

O início e carreira principal (1979-1985)Editar

O Hanoi Rocks foi formado em Helsinki em 1979 e a primeira formação incluiu o vocalista e saxofonista Michael Monroe (nome artístico de Matti Fagerholm), os guitarristas Nasty Suicide (Jan Stenfors) e Stefan Piesnack, o baixista Nedo além do baterista Peki Sirola. No ano seguinte, Piesnack, Nedo e Sirola foram substituídos por Andy McCoy (Antti Hulkko), Sam Yaffa (Sami Takamäki) e Gyp Casino (Jesper Sporre), respectivamente. Em 1981, eles se mudaram para Estocolmo e em 1982 então para Londres, para tirar vantagem da cena musical muito mais corrida que ocorria nessas cidades. No ano seguinte, Casino foi despedido, sendo substituído por Razzle (Nicholas Dingley).[1]

Apesar da banda nunca ter obtido um grande sucesso comercial, ela possui um significante status cult e aclamação da crítica devido ao som sleaze porém melódico em suas músicas. A banda foi eleita a segunda melhor do ano de 1984, perdendo a primeira posição para o Marillion. O Hanoi Rocks foi citado como uma influência por bandas importantes como Guns N' Roses, Mötley Crüe, Sebastian Bach e Manic Street Preachers.[2] Recentemente, artistas como Fenriz, do Darkthrone, Joey Jordison, do Slipknot e Dave Grohl citaram o Hanoi Rocks como uma importante influência musical em suas carreiras. O relançamento de álbuns do Hanoi Rocks em CD foi possível em partes devido aos esforços do Guns N' Roses, que lançou-os por meio de seu próprio selo, UZI Suicide. Na Finlândia, é considerada a banda finlandesa da época que chegou mais perto da fama internacional, abrindo as portas para bandas futuras como Nightwish, Sonata Arctica, Children of Bodom e HIM.

Em 1983, a banda assinou contrato com a CBS Records e pareciam estar começando a ganhar uma aceitação comercial. O quinto álbum de estúdio da banda foi gravado em Janeiro de 1984 com o produtor Bob Ezrin na cidade natal do mesmo, Toronto. Pouco tempo após o lançamento do álbum, um desastre ocorreu, em Dezembro do mesmo ano: Razzle morreu em um acidente automobilístico, dentro de um carro dirigido por Vince Neil, vocalista do Mötley Crüe. Vince foi acusado pela Justiça, sentenciado a um mês de prisão (cumprindo apenas dezenove dias) em segurança mínima, além de ter de pagar uma quantia de 2,6 milhões de dólares à família de Razzle. O baterista foi então substituído por Terry Chimes, baterista do álbum de estreia do The Clash. Sammy Yaffa deixou a banda e foi substituído por René Berg, do Idle Flowers. A banda nunca se recuperou do choque, e então Monroe também deixa o grupo: em Maio de 1985, a banda faz seu último show, no Rockerina Festival, na Polônia. O show é gravado e lançado como um álbum ao vivo ainda em 1985.

Nos quinze anos seguintes, os membros da banda trabalharam em vários projetos de curta duração, e trabalharam com vários artistas, como Stiv Bators, Iggy Pop, e Guns N' Roses. Porém, nenhum desses projetos chegou perto do sucesso de antes.

Reunião (2001 - 2008)Editar

Em 2001, Monroe e McCoy retomaram a banda, juntos a dois membros do Electric Boys, Costello Hautamäki (guitarrista) e Timpa (baixista), além do baterista Lacu, que já havia trabalhado com Monroe no projeto solo do mesmo. Desde então, a banda lançou três álbuns, além de fazer várias turnês desde então, na Europa e Japão.

Nasty Suicide trabalha agora como farmacêutico. Sami Yaffa toca em uma banda chamada Mad Juana junto a sua esposa, Karmen Guy, e a banda têm base em New York. Yaffa atualmente está em turnê e processo de gravação com a reformação do New York Dolls. Sami também fez parte da banda Vasquez, e saiu em turnê com Jesse Malin em 2006. Suicide e Yaffa apareceram no palco durante shows da nova formação do Hanoi Rocks, porém nunca juntos. O single Fashion, do álbum Street Poetry foi lançado em Maio de 2007, atingindo rapidamente a primeira posição nas paradas finlandesas.

Outro single do álbum Street Poetry, "This One's For Rock 'n' Roll" foi lançado para download em alguns sites. O álbum é considerado como seguidor da mesma linha clássica do material da banda nos anos 1980.

Foi anunciado em 26 de Janeiro de 2008 que o baterista Lacu estava prestes a deixar a banda, logo após a turnê na Europa. O substituto foi anunciado em 4 de Julho do mesmo ano: o sueco George Atlagic.[3]

Segunda separação (2009)Editar

No dia 21 de Outubro de 2008, o Hanoi Rocks anunciou que a banda iria se desmanchar. Monroe e McCoy concordam que eles "levaram a banda e o estilo musical o mais longe possível". Em Abril de 2009, o Hanoi Rocks tocou em oito shows de despedida com casa lotada, em seis dias no Tavastia Club, em Helsinki. O guitarrista Nasty Suicide foi um convidado especial em três dos últimos shows.

IntegrantesEditar

Membros mais recentesEditar

Membros antigosEditar

GuitarrasEditar

BaixoEditar

BateriaEditar

DiscografiaEditar

ReferencesEditar

  1. a b Loudersound (16 de abril de 2019). «How to buy the very best of Hanoi Rocks». Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  2. Allmusic. «Hanoi Rocks - Biography by Steve Huey». Consultado em 15 de dezembro de 2019 
  3. «Komodo Rock | Baterista Lacu deixará o Hanoi Rocks (em inglês)». Consultado em 22 de abril de 2009. Arquivado do original em 11 de dezembro de 2008 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Hanoi Rocks