Harald Bohr

futebolista dinamarquês
Harald Bohr
Harald Bohr (esquerda) e Luitzen Egbertus Jan Brouwer (direita)
Nascimento 22 de abril de 1887
Copenhaga
Morte 22 de janeiro de 1951 (63 anos)
Gentofte
Sepultamento Cemitério Assistens
Nacionalidade Dinamarquês
Cidadania Dinamarca
Progenitores Mãe:Ellen Adler
Pai:Christian Bohr
Irmão(s) Niels Bohr
Alma mater Universidade de Copenhague
Ocupação matemático, futebolista, pedagogo, professor universitário
Empregador Universidade de Copenhague
Obras destacadas função quase periódica
Orientador(es) Edmund Landau[1]
Orientado(s) Børge Jessen
Campo(s) Matemática
Tese 1910: Bidrag til de Dirichlet'ske Rækkers Theori
Harald Bohr
Futebol
Medalhas
Jogos Olímpicos
Prata Londres 1908 Equipe

Harald August Bohr (22 de abril de 188722 de janeiro de 1951) foi um matemático e futebolista dinamarquês, medalhista olímpico.

Filho de Christian Bohr, irmão do físico Niels Bohr. Harold competiu nos Jogos Olímpicos de Verão de 1908 em Londres. Ele ganhou a medalha de prata.[2]

BiografiaEditar

Bohr nasceu em 1887, filho de Christian Bohr, professor de fisiologia, de formação luterana, e Ellen Adler Bohr, mulher de uma rica família judia de renome local.[3] Harald tinha uma estreita relação com seu irmão mais velho, que The Times comparado àquele entre o capitão Cuttle e Capitão Bunsby em Charles Dickens' Dombey and Son.[4]

Carreira matemáticaEditar

Como seu pai e irmão antes dele, em 1904 Bohr matriculou-se na Universidade de Copenhagen, onde estudou matemática, obtendo seu mestrado em 1909 e seu doutorado um ano depois. Entre seus tutores estavam Hieronymus Georg Zeuthen e Thorvald N. Thiele.[5] Bohr trabalhou em análise matemática; muito de seu trabalho inicial foi dedicado à série de Dirichlet, incluindo seu doutorado, que foi intitulado Bidrag til de Dirichletske Rækkers Theori (Contribuições para a Teoria da Série de Dirichlet).[6] Uma colaboração com Gottingen baseados Edmund Landau resultou na Teorema de Bohr-Landau, relativo à distribuição de zeros em funções zeta.

Bohr trabalhou em análise matemática, fundando o campo das funções quase periódicas, e trabalhou com o matemático de Cambridge G. H. Hardy.

Em 1915 tornou-se professor na Polyteknisk Læreanstalt (hoje Universidade Técnica da Dinamarca), onde trabalhou até 1930, quando assumiu o cargo de professor na Universidade de Copenhague. Ele permaneceu neste cargo por 21 anos até sua morte em 1951. Børge Jessen foi um de seus alunos lá.

Ele foi um professor visitante na Universidade de Stanford durante o ano acadêmico de 1930–1931.[7] Ele foi um pesquisador visitante no Instituto de Estudos Avançados no verão de 1948.[8]

Na década de 1930, Bohr foi um importante crítico das políticas anti-semitas que se enraizaram no sistema matemático alemão, publicando um artigo criticando as ideias de Ludwig Bieberbach em Berlingske Aften em 1934.[9]

ProfessorEditar

Bohr era conhecido como um professor acadêmico extremamente capaz e o prêmio anual para o ensino de destaque na Universidade de Copenhagen é chamado de Harald, em homenagem a Harald Bohr. Com Johannes Mollerup, Bohr escreveu um livro-texto influente em quatro volumes, Lærebog i Matematisk Analyze.[10]

Referências

  1. Harald Bohr (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  2. Evans, Hilary; Gjerde, Arild; Heijmans, Jeroen; Mallon, Bill; et al. «Perfil na Sports Reference». Sports Reference LLC (em inglês). Olympics em Sports-Reference.com. Consultado em 8 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2016 
  3. J J O'Connor and E F Robertson. «Harald August Bohr». Consultado em 17 de agosto de 2008 
  4. «Obituary: Prof. Harald Bohr». The Times. 6 de fevereiro de 1951. p. 8 – via Times Digital Archive 1785–1985 
  5. Bochner, Salomon (janeiro de 1952). «Harald Bohr». Bulletin of the American Mathematical Society. 58 (1): 72–75. doi:10.1090/S0002-9904-1952-09551-3. Consultado em 21 de dezembro de 2008 
  6. H. P. Boas (1997). «The Football Player and the Infinite Series». arXiv:math.CV/9705204  
  7. Putnam, T. M. (1931). «The November meeting in Los Angeles». Bull. Amer. Math. Soc. 37: 3–5. doi:10.1090/S0002-9904-1931-05068-0 
  8. «Scholars». Institute for Advanced Study 
  9. Menzler-Trott, Eckart (2008). Logic's Lost Genius: The Life of Gerhard Gentzen. [S.l.]: AMS. p. 115. ISBN 0-8218-3550-5 
  10. «Bibliography of Harald Bohr». web.archive.org. 28 de julho de 2009. Consultado em 22 de abril de 2021 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.