Harmonia (mitologia)

deusa grega da paz, harmonia e concórdia
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Harmonia, veja Harmonia (desambiguação).

Harmonia, na mitologia grega, a personificação da paz, harmonia e concórdia. Sua equivalente romana é a Concórdia. Ela serve como antítese da Éris, deusa da discórdia. Filha de Afrodite e Ares, representa o equilíbrio ideal vindo da união da deusa do amor e do deus da guerra.[1] É esposa de Cadmo, com quem teve Ino, Polidoro, Autônoe, Agave, Sêmele e Ilírio.

Harmonia
Personificação da paz, harmonia e concórdia
Polynices Eriphyle Louvre G442.jpg
Polinices presenteia Erifila com o colar da Harmonia
Cerâmica ática, Museu do Louvre
Cônjuge(s) Cadmo
Pais Afrodite e Ares
Filho(s) Ino
Polidoro
Autônoe
Agave
Sêmele
Ilírio
Romano equivalente Concórdia
Estátua de Harmonia em Ambridge, Pensilvânia

Aqueles que descreveram Harmonia como de Samotrácia, relatou que Cadmo, em sua viagem para a Samotrácia, depois de ter sido iniciado nos mistérios, apaixonou-se por Harmonia, e a levou como sua companheira com ajuda de Atena. Quando Cadmo foi obrigado a parar em Tebas, Harmonia o acompanhou. Quando chegaram na tribo dos enquéleas, eles os assistiram em sua guerra contra os ilírios, e conquistou o inimigo.

Cadmo, em seguida, tornou-se rei dos enquéleas, mas depois foi transformado em uma serpente. Harmonia em sua dor pediu a Cadmo para ir até ela. Quando ela foi abraçada por Cadmo em forma de serpente numa piscina de vinho, os deuses transformaram-a em uma serpente, incapaz de suportar ver seu sofrimento.[2]

Referências

  1. Wikisource-logo.svg Chisholm, Hugh, ed. (1911). "Harmonia". Encyclopædia Britannica (11th ed.). Cambridge University Press.
  2. Apollod. iii. 5. § 4; Eurip. Baccti. 1233; Ov, Met. iv. 562, &c. (citado por Schmitz)
  Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.