Abrir menu principal
Hayabusa 2
小惑星探査機 はやぶさ2 CGモデル.jpg
Impressão artística da sonda.
Descrição
Nomes alternativos はやぶさ2 (em japonês)
Tipo Sonda espacial
Missão Retorno de amostra
Operador(es) Japão JAXA
Identificação NSSDC 2014-076A
Identificação SATCAT 40319
Website Página oficial - JAXA
Duração da missão 3 anos, 9 meses e 13 dias
Propriedades
Fabricante Japão NEC Corporation
Massa de lançamento 609 quilogramas (1 300 lb)
Altura metro (3,3 ft)
Largura 1,25 metros (4,1 ft)
Comprimento 1,6 metros (5,2 ft)
Potência de energia 2,600 Watts
Geração de energia Painéis solares fotovoltaicos
Missão
Contratante(s) Japão Mitsubishi HI
Data de lançamento 3 de dezembro de 2014, 04:22 UTC
Veículo de lançamento Japão H-IIA
Local de lançamento Japão LA-Y, Centro Espacial de Tanegashima
Destino 162173 Ryugu
Data de inserção orbital 27 de junho de 2018
Data de sobrevoo da Terra: 3 de dezembro de 2015
Data de aterrissagem Planejada: dezembro de 2020
Local de aterrissagem Planejado: Woomera, Austrália
Fim da missão Planejado: dezembro de 2020
Outros
Notas Este artigo ou seção se refere ou tem relação com uma missão espacial atualmente em curso. A informação apresentada pode mudar com frequência.


Hayabusa 2 é uma espaçonave robótica da Agência Espacial do Japão, JAXA,[1] com a missão de recolher amostras de material do asteroide 162173 Ryugu e enviá-las à Terra para análise.[2][3][4] A sonda é a sucessora da Hayabusa.

Índice

Desenvolvimento da missãoEditar

 
Diagrama do sistema operacional interno da Hayabusa 2.

O seu lançamento ocorreu no dia 3 de dezembro de 2014 a partir do Centro Espacial de Tanegashima por um foguete H-IIA.[5] Depois de 3,5 anos viajando 3,2 bilhões de quilômetros através do espaço, a nave espacial chegou oficialmente ao asteroide em 27 de junho de 2018.[6] É esperado que a Hayabusa 2 pesquise o asteroide e colete amostras por um ano e meio, iniciando o retorno para a Terra em dezembro de 2019, e chegando à Terra em dezembro de 2020.[4][7]

A missão em geral seguirá as linhas da sua antecessora Hayabusa, com a adição de um dispositivo explosivo que vai ser usado para criar uma pequena cratera para atingir camadas mais profundas do asteroide.[8]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Wendy Zukerman (18 de agosto de 2010). «Hayabusa 2 will seek the origins of life in space». New Scientist. Consultado em 17 de novembro de 2010. 
  2. JAXA Report on Hayabusa-2, May 21st, 2014
  3. Vilas, Faith (25 de fevereiro de 2008). «SPECTRAL CHARACTERISTICS OF HAYABUSA 2 NEAR-EARTH ASTEROID TARGETS 162173 1999 JU3 AND 2001 QC34». The Astronomical Journal. 135 (4): 1101. Bibcode:2008AJ....135.1101V. doi:10.1088/0004-6256/135/4/1101. target for the planned Japanese mission Hayabusa 2 
  4. a b Makoto Yoshikawa (6 de janeiro de 2011). «小惑星探査ミッション「はやぶさ2」» [Asteroid Exploration Mission "Hayabusa 2"] (PDF). 11th Symposium on Space Science (em Japanese). Consultado em 20 de fevereiro de 2011. 
  5. Launch Success of H-IIA Launch Vehicle No. 26 with "Hayabusa2" Onboard (em inglês)
  6. «Japan's new asteroid probe reaches its target after 3.2-billion-kilometer journey». Science | AAAS (em inglês). 27 de junho de 2018 
  7. Japan's next asteroid probe approved for development
  8. Small Carry-on Impactor (SCI): Its scientific purpose, operation, and observation plan in Hayabysa-2 mission (em inglês)

Ligações externasEditar