Abrir menu principal
"He Is"
Single de Brandy
do álbum Full Moon
Lançamento 17 de Setembro de 2002
Formato(s)
Gravação 2001
Estúdio(s)
Género(s)
Duração 4:21 (versão do álbum)
Editora(s) Atlantic
Composição
  • Warryn Campbell
  • Harold Lilly
  • Brandy Norwood
Produção
  • Warryn Campbell
  • Brandy
Cronologia de singles de Brandy
"Full Moon"
(2001)
"Talk About Our Love"
(2004)

"He Is" é uma canção gravada pela cantora e compositora norte-americana Brandy Norwood para o seu terceiro álbum de estúdio, intitulado Full Moon (2002). O tema foi composto por Warryn Campbell, Harold Lilly e Norwood, com a produção e arranjos tendo ficado a cargo do primeiro em colaboração com Norwood. Concebida após várias conversas espirituais entre os três, Campbell e Lilly criaram um conceito secreto para a balada de música pop e R&B, visto que estavam muito desejosos de ouvir Norwood cantar uma faixa religiosa no álbum, um tipo de música que a cantora rejeitou gravar naquele tempo. Embora o seu conteúdo lírico aborda Deus na terceira pessoa, a artista não tinha conhecimento disto, tendo pensado que "He Is" fosse apenas uma canção sobre relacionamentos no momento da gravação.

A faixa foi divulgada como o terceiro e último single de Full Moon em Setembro de 2002. Em geral, foi recebida com opiniões mistas pela crítica especialista em música contemporânea, com muitos resenhistas vangloriando a performance vocal da cantora e a produção única, entretanto, outros acharam que foi uma escolha fraca para um single. A nível comercial, não conseguiu alcançar o sucesso dos singles posteriores de Full Moon. Embora não tenha conseguido fazer uma entrada na tabela oficial de singles dos Estados Unidos, conseguiu alcançar um pico dentro das 80 melhores posições da tabela de singles de R&B e Hip-Hop. No momento do lançamento de "He Is", Norwood se encontrava em um estágio muito avançado da sua gravidez, pelo que não pôde gravar um vídeo musical nem promover o single de outro jeito.

Concepção e gravaçãoEditar

Na primavera de 2000, Norwood começou a concepção de ideias para o seu terceiro álbum de estúdio com a Atlantic Records. Embora os produtores com quem vinha frequentemente a trabalhar já tivessem dado início à produção de vários novos temas para o projecto na esperança de recriar a química existente em Never Say Never (1998),[1] seu segundo trabalho de estúdio, Norwood queria garantir que desta vez teria mais controlo criativo no projecto, tendo então marcado reuniões com a sua equipa de produção para que pudessem discutir o conteúdo lírico e sonoridade para o seu futuro álbum. "Eu estive envolvida [na produção] de A-Z. Todas as canções do álbum foram inspiradas na minha vida [...] Eu apenas queria falar sobre como me sinto em vários níveis. Eu queria estar em contacto com todas as minhas emoções."[2]

 
"He Is" foi gravada no estúdio The Record Plant, localizado em Los Angeles, Califórnia, em 2001.

O produtor Warryn Campbell conheceu Norwood quando ela tinha 15 anos de idade, momento no qual ele começou a tocar teclado na sua banda ao vivo. Embora Norwood tenha abandonado a banda dois anos depois para seguir uma carreira como produtora musical, os dois se reencontraram em 2001 juntamente com o compositor Harold Lilly para que colaborassem no terceiro trabalho de estúdio dela, Full Moon. Ao longo do primeiro mês de trabalho, os três tiveram diversas conversas sobre espiritualidade. A cantora, que foi criada em um lar cristão, já tinha lido vários textos espirituais e religiosos. As conversas espirituais entre os três culminaram em Campbell e Lilly propondo uma canção com temática religiosa a Norwood, que prontamente se recusou a gravar. Entretanto, determinado em fazer a artista a incluir uma faixa gospel em Full Moon, Campbell convenceu Lilly a engendrar uma canção que pudesse abordar Deus discretamente na terceira pessoa. Embora mais tarde a artista se tenha juntado à dupla para adicionar letras no tema, ambos mantiveram o significado inicial da canção um segredo até ao seu lançamento como single.[3][4] Musicalmente, "He Is" é uma balada com sonoridade influenciada por música pop e R&B.[5]

A canção foi gravada por Thor Laewe e Jan Fairchild no estúdio The Record Plant, localizado em Los Angeles, e também por Reggie Dozier no O-Henry Studios, localizados em North Hollywood, Califórnia. Manny Marroquin ficou encarregue da mistura no Larrabee Studios em Burbank, sob assistência de Rebeka Tuinei.[6] Em uma entrevista para o Yahoo! Music em Agosto de 2002, Campbell revelou: "Eu nunca contei [à Brandy]. Ela ainda não sabe. Ela pensa que é sobre [dar] parto. E eu queria que ela cantasse como se fosse sobre [dar] parto. Foi isso que deu-lhe aquele empurrão. Creio que ela já tenha desvendado [o significado] agora."[3]

Lançamento e repercussãoEditar

Embora inicialmente planeado para ser lançado a 20 de Novembro de 2001, Full Moon foi apenas divulgado nos principais mercados musicais a 5 de Março de 2002, antecedido pelos singles "What About Us?" (2002) e "Full Moon" (2002), que conseguiram alcançar um pico dentro das vinte melhores posições da tabela oficial de singles e também da de singles de R&B e Hip-Hop dos Estados Unidos.[7] Devido ao facto de Norwood se encontrar em um estágio avançado de gravidez no momento do lançamento de "He Is" como single, não houve a oportunidade de fazer apresentações ao vivo nem outro tipo de promoção.[8] A nível comercial, na semana de 31 de Julho de 2002, a faixa fez a sua estreia na tabela de singles de R&B e Hip-Hop dos EUA no número 78. Na semana seguinte, subiu uma posição.[9] Duas semanas mais tarde, alcançou a sua posição de pico no número 72,[10] tornando-se no single comercialmente menos bem sucedido de Full Moon.[11] Na semana de 19 de Outubro de 2002, "He Is" fez a sua última aparição na tabela na posição 93, totalizando uma corrida de 8 semanas na tabela.[12]

Na resenha para Full Moon publicada pela revista musical Billboard, Chuck Taylor descreveu "He Is" como uma "faixa de ritmo lento que oferece um groove sensual, com uma produção única que deixa espaço amplo para que a voz brilhe." No entanto, a revista achou que "infelizmente, a faixa prioriza estilo ao invés de melodia, e o refrão simples — usando apenas três notas — não inclui muito do gancho. O tema certamente cumpre [os critérios] para uma boa canção, encaixando muito bem em concertos de quiet storm, mas como um single, terá dificuldades em destacar-se nas estações de rádio." Ademais, Taylor achou que o conteúdo lírico de "He Is" é sobre um parceiro amoroso, com versos como: "Prince charming, my angel/My king and my friend/My lover, my one/He is, he is".[nota 1][5] Escrevendo para o portal Allmusic, Stephen Thomas Erlewine destacou a canção, juntamente com "Full Moon" e "What About Us?", como a sua faixa favorita do álbum.[13] Victoria Sanders, para o blogue PopMatters descreveu "He Is" como o melhor tema do álbum, afirmando que a mesma é uma canção de amor com piano e bateria rara.[14]

ImpactoEditar

 
A cantora India.Arie interpretou "He Is" ao vivo na festa de lançamento do sexto trabalho de estúdio de Norwood em 2012.

"He Is" vem sendo escolhido como uma das canções favoritas de Norwood por fãs bem como outros cantores, com alguns tendo inclusive gravado suas próprias versões.[15] A cantora norte-americana de neo soul India.Arie interpretou o tema na festa de lançamento do sexto trabalho de estúdio de Norwood, Two Eleven (2012).[16] Ademais, Arie afirma que grande parte das canções de Full Moon, particularmente "He Is", serviram de inspiração para uma grande gama de cantoras contemporâneas.[17][18]

Em Fevereiro de 2014, a revista musical Rolling Stone anunciou que o trompetista de música jazz Dontae Winslow e a sua banda haviam gravado uma versão para "He Is" inclusa no álbum Enter the Dynasty (2014). A nova versão havia sido gravada sob produção musical de Campbell e ré-usou a sonoridade gospel original, contudo, os vocais de Norwood foram substituídos pelo trompete. Esta nova versão foi descrita pela revista como "mais serena" pois não contém o baixo nem a bateria da versão original. À medida que a canção termina, a vocalista do grupo, Mashica, canta uma estrofe. Quando questionado sobre a escolha de "He Is" para inclusão em Enter the Dynasty, Winslow disse: "Ela toca-me porque é uma canção religiosa sobre amor cuja melodia fantástica traz emoções sobre paixão e luto. É uma canção secreta muito bem guardada que muitos fãs de R&B acham ser um fenómeno cultural underground."[19]

Alinhamento de faixasEditar

A versão em CD single inclui dois remixes enviados às principais estações de rádio norte-americanas.

  • Download digital[20]
  1. "He Is" (versão do álbum) — 4:21
  • CD single (PRCD 300900-2)[21]
  1. "He Is" (versão do álbum) — 4:21
  2. "He Is" (Radio Remix 1) — 4:09
  3. "He Is" (Radio Remix 2) — 4:09

Créditos e pessoalEditar

Os créditos seguintes foram adaptados do encarte do álbum Full Moon:[6]

Gravação
Pessoal
  • Brandy Norwood — vocais principais, vocais de apoio, composição, produção e arranjos
  • Warryn "Baby Dubb" Campell — composição, produção e arranjos
  • Harrold Lilly — composição
  • Thor Laewe — gravação
  • Jan Fairchild — gravação
  • Reggie Dozier — gravação
  • Manny Marroquin — mistura
    • Rebeka Tuinei — assistência
  • Benjamin F. Wright Jr. — maestro de instrumento de cordas, instrumento de cordas
    • Benjamin F. Wright Jr., Charles Veal Jr., Mark J. Casillas, James F. Sitterly, Ileathern Marisa Mcleod, Jeffrey L. Corwin, Tibor Zelig, Edward P. Green III, Yi-Huan Zhao, Hakop Mekinyan, Zheng Wang, Felix Khomutow, Kristen M. Autry, Thomas A. Tally, Eugene Mechtovich, Patrick Morgan, Michele Nardone, Robin R. Ross, Lilia Kazakova, Marston Smith, Catherine A. Cavella, Catherine Chan Biagini, Alexander Zhiroff, Mark Breitenbach, Jason M. Torreano, Lori Andrews — instrumento de cordas
  • Sandra Campell — coordenação de projecto

ReferênciasEditar

Notas
  1. Em língua portuguesa (tradução literal): "Príncipe encantado, meu anjo / Meu rei e meu amigo / Meu amante, meu único / Ele é, ele é."
Específicas


  1. REID, Shaheem (23 de Agosto de 2001). «Brandy, Rodney Jerkins Hope To Repeat Chemistry» (em inglês). VH1 (Viacom Media Networks). Consultado em 10 de Julho de 2010 
  2. «Brandy Talks About Her Nervous Breakdown, New Album, New Husband And Motherhood». Jet (em inglês). Ebony Media Operations. Google Books. 15 de Abril de 2002. Consultado em 13 de Junho de 2010 
  3. a b CHECKOWAY, Laura (1 de Fevereiro de 2003). «Track Master». Vibe (em inglês). Eldridge Industries. Google Books. Consultado em 1 de Outubro de 2012 
  4. JOHNSON, Billy, Jr. (2 de Agosto de 2002). «Brandy Producer Reveals Secret Meaning Behind New Single, 'He Is'» (em inglês). Yahoo! Music. Consultado em 1 de Outubro de 2012. Cópia arquivada em 1 de Outubro de 2012 
  5. a b TAYLOR, Chuck (28 de Setembro de 2002). «Reviews & Previews». Billboard (em inglês). Billboard-Hollywood Reporter Media Group. Google Books. Consultado em 1 de Outubro de 2012 
  6. a b (2002) Créditos do álbum Full Moon por Brandy [encarte]. Los Angeles: Atlantic Records (7567-93110-2).
  7. «Brandy: Baby Baby Baby Baby Talks About Growing Up, Becoming A Vegan And Keeping Her Marriage A Big Secret». Vibe (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 6 de Junho de 2009 
  8. «The Child Is Hers». Entertainment Weekly (em inglês). Time, Inc. Consultado em 13 de Fevereiro de 2014 
  9. BRONSON, Fred (2 de Janeiro de 2003). «Chart Beat Bonus». Billboard (em inglês). Billboard-Hollywood Reporter Media Group. Consultado em 14 de Fevereiro de 2014 
  10. «Hot R&B/Hip-Hop Singles And Tracks (September 28, 2002)». Billboard (em inglês). Billboard-Hollywood Reporter Media Group. 28 de Setembro de 2002. Consultado em 14 de Fevereiro de 2014 
  11. «Histórico de singles de Brandy na Hot R&B/Hip-Hop Songs». Billboard (em inglês). Billboard-Hollywood Reporter Media Group. Consultado em 20 de Julho de 2017 
  12. «Top Hip-Hop Songs / R&B Songs». Billboard (em inglês). Billboard-Hollywood Reporter Media Group. Consultado em 20 de Julho de 2017. Cópia arquivada em 14 de Fevereiro de 2014 
  13. ERLEWINE, Stephen Thomas. «Full Moon > Overview» (em inglês). AllMusic (All Media Networks). Consultado em 6 de Março de 2010 
  14. SANDERS, Victoria (2 de Agosto de 2002). «All Grown Up». PopMatters (em inglês). Consultado em 14 de Fevereiro de 2014 
  15. «Celebrities Congratulate Brandy on 20 Years & She Reacts!». True Exclusives (em inglês). YouTube, Inc. 16 de Outubro de 2013. Consultado em 21 de Outubro de 2013 
  16. «Brandy Gets Emotional After Special Tribute From India Arie» (em inglês). Necole Bitchie. 19 de Outubro de 2012. Consultado em 14 de Fevereiro de 2014. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2014 
  17. «Brandy performs live at W.I.P./TrueExclusive Relaunch Party». True Exclusive (em inglês). YouTube, Inc. 19 de Outubro de 2012. Consultado em 31 de Dezembro de 2012 
  18. «That Grape Juice Interviews Brandy». That Grape Juice (em inglês). 14 de Setembro de 2012. Consultado em 20 de Julho de 2017 
  19. JOHNSON, Billy, Jr. (11 de Fevereiro de 2014). «How Does Brandy's 'He Is' Sound as a Jazz Song?». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media LLC. Consultado em 20 de Julho de 2017. The song touches me because it's a religious love song whose haunting melody invites passion and longing," he wrote. "It's a best kept secret kind of song that many R&B fans find as a cultural underground phenomenon. 
  20. «He Is - Brandy» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 13 de Fevereiro de 2014 
  21. «Brandy — He Is (CD)» (em inglês). Discogs. Consultado em 19 de Julho de 2017 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal Música