Heinrich Barth

Heinrich Barth (Hamburgo, 16 de fevereiro de 18211865) foi um explorador alemão.[1] Foi a primeira pessoa a subir oficialmente ao topo do Monte Olimpo.

Heinrich Barth
Nascimento 16 de fevereiro de 1821
Hamburgo
Morte 25 de novembro de 1865 (44 anos)
Berlim
Cidadania Hamburgo, Reino da Prússia
Alma mater
Ocupação explorador, escritor, historiador, geógrafo, filólogo, professor universitário, arqueólogo,
Prêmios
  • Medalha de Patrono (Andrew Scott Waugh, 18, Charles John Andersson, 1856)
  • Grande Medalha de Ouro das Explorações (1856)
Empregador Universidade Humboldt de Berlim
Causa da morte gastric perforation

Heinrich Barth, nas suas deambulações pelo mundo, percorreu sozinho o Sara durante cinco anos, escrevendo um diário onde descrevia o deserto. Em Tombuctu há uma casa onde viveu entre 1853 e 1854, que regista esta efeméride numa placa. Nesta sua surpreendente faceta "tuaregue", teve a sua vida em risco por diversas vezes o que não surpreende quando se conjuga deserto com europeu e sozinho. Numa dessas vezes cortou as suas veias para beber sangue e evitar morrer de sede. Morreu aos quarenta e quatro anos, na Europa, desiludido com a incompreensão dos seus feitos notáveis. Faz falta uma obra que faça luz sobre os limites que este homem ultrapassou. Sepultado nos Friedhöfe vor dem Halleschen Tor em Berlim.

Referências

  1. «Heinrich Barth». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2019 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.